6 erros que você nunca pode cometer quanto estiver conhecendo alguém que pode mudar sua vida


Quando estamos nos envolvendo com uma pessoa para o processo de oração é muito comum que surja um sentimento pelo outro, a partir desses sentimentos vem 6 armadilhas que podem acabar com tudo que vocês estão construindo, nessa ministração vou detalhar elas para você.

Nesta lista, você encontra erros que eu já cometi e outros que aprendi vendo meus amigos cometerem e mostrarei o porquê vocês não devem comete-los, mesmo que já tenha iniciado um relacionamento, é bem importante estar preparado.

Continue lendo essa ministração para saber os erros que você não deve cometer em um momento tão importante, na minha humilde opinião.

1. Nome Carinhosos

Se você tem alguns amigos, familiar ou alguém que gosta muito com certa já colocou ou ouviu aqueles apelidos como “Amor” “bê”” “ Plincipe” ou então usou adjetivos como “Linda, maravilhosa”?

A intenção de tratar bem uma pessoa que gosta é louvável, mas a armadilha está quando começa a criar um vínculo sentimental com alguém que nem sabemos se vai rolar algo a mais.

2. Compartilhar intimidades sexual

Algumas pessoas já passaram por experiências na vida sexual, seja em um momento de fraqueza espiritual ou por nunca ter conhecido a verdade de cristo.

Vale lembrar que essas intimidades não se resumem na consumação do sexo, mas também no que chamamos de “Preliminares”.

Com a constante troca de ideia você pode cair na armadilha de “Flertar” e o papo começa a ficar mais picante e isso vai despertar desejos em você fora do tempo de Deus.

Uma guria confiava tanto em mim que começou a contar suas experiências passadas ligado a vida sexual, como eu fui um bom ouvinte e tinha uma amizade forte com ela deixei o papo rolar, ela deixava claro que foi uma experiência passada ruim.

Mas o fato dela compartilhar comigo certos detalhes, fez com que a confiança crescesse a ponto começar a se apaixonar por mim.

Ela queria levar uma conversa que não deveriam fazer parte da nossa rotina. Isso é MUITO bom para o ego? Você vai dizer que sim, mas isso começou a me trazer consequência na minha vida espiritual.

E agora o que fazer com toda essa intimidade? E minha vida Espiritual? Eu pedi para que ela parasse, porém continuou ou de alguma forma acabávamos voltando para aquele assunto. Tive que começar a ignorar as mensagens e evitar conversar com a pessoa. Fuja da aparência do Mau (1 TS 5.22), queridõeees!

Evite nutrir esse tipo de conversa!

3. Ficar sozinho em lugares fechados

Lugares fechados são propícios para darmos “Aquele Passo”, ou seja, você estava orando e de repente nasce uma ótima oportunidade para dar um passo naquele relacionamento de oração, pode ser um simples beijo.

Antes de fazer uma viajem, eu estava a mais de 1 mês orando com uma menina, ficamos sozinho em um lugar e me veio na mente questionamento como “Você vai ficar 1 mês sem vê-la e não vai deixar nenhuma lembrança? ” Adivinha o que eu escolhi? Deixar uma lembrança, eu viajei e na primeira semana ainda nos falamos normal, mas na segunda a coisa começou a ficar desinteressante e quando voltei de viagem, não tínhamos mais.

Nessa hora temos nos perguntar, onde está aquele prazo do processo de oração? Onde está o compromisso que você tinha feito com Deus? Não deixe se levar pela emoção acabando com algo maravilhoso que Deus pode estar preparando para você

Não viva no limite. Não viva o momento. Vida os propósitos de Deus.

4. Abrir mão de seus compromissos na Igreja para se encontrar.

Deus ele tem um chamado para mim e para você (Posso ouvir um amém? Pode ser nos comentários rs.), quando começa se envolver emocionalmente com a pessoa, a tendência é querer ficar mais tempo ao lado dela, porém temos alguns compromissos como escola, trabalho, família, igreja etc. A vontade de se ver e estar mais tempo juntos é tão grande que você sente que precisa abrir mão de algo e o que você vai escolher? A igreja. Esse é um sinal que Deus não está unindo propósitos. É nesses momentos que temos que cantar, “ Mas eu escolho Deus eu escolho ser amigo de Deus”. Qual vai ser a sua escolha? Escolha Deus!

5. Mudar de Igreja Para se Aproximar Do ‘Amor’.

Você está orando com uma pessoa e quase decidindo que vai namorar, mas a pessoa é de outra Igreja e agora?

Um jovem que aconselhei passou por isso, ele estava alavancando seu ministério como Ministro, a cada dia que passava suas mensagens tocava mais pessoas, mas como ele já estava naquela Idade em que a sociedade pergunta coisas como “Vai casar quando” ele vivia a procura de uma pessoa para se relacionar.

Quando ele encontrou a pessoa que considerou certa, começou a orar e queria cada vez mais estar próximo da pessoa, até que chegou em mim e disse ‘Lucas, vou me mudar de Igreja” logo busquei entender o porque e nessas horas surgem várias desculpas, motivos, mas no fundo ele estava querendo se focar no namoro. Eu orientei e fiz a pergunta que transformou a forma dele pensar, se não der certo e você se envolver com uma mulher de outra igreja, mudara para igreja dela também? Vivendo assim, uma vida de Cigano ou crente “mendigo” que a cada dia está num lugar?Ele fez a escolha dele, escolheu seguir a minha orientação e permanecer na Igreja fazendo aquilo que Deus o chamou e o namoro no que deu? Eles se casam no final do ano (Pode glorificar de pé rs)

Algumas pessoas tomam a decisão imediata de frequentar mais a igreja do pretendente pela necessidade de estar perto, mas e os compromissos com a sua Igreja? Os compromissos com o seu grupo? Deus quer te usar onde ele te colocou e não onde a pessoa pretendida está. Um relacionamento vem para somar e nunca dividir.

6. Virar a Noite conversando.

Passou um tempo de amizade, o sentimento crescendo, os assuntos são longos que a vontade de conversar Full time (o tempo todo), é imensa, as horas passam e vocês nem percebem mais, whats, Skype, Ligações tentam falar ao tempo todo.

Quando eu estava conhecendo uma pessoa ficava horas usando o Skype(até porque ele é ótimo e de graça rs), para conversar sobre o dia a dia e compartilhar a vida, mas nem estava namorando, apenas estávamos próximos.

Tudo caminhava para um relacionamento de sucesso o sentimento era de empatia, que o assunto nunca faltava, mas com o tempo a coisa começa a declinar, pensamento como o de “Ele/ela não me quer mais”, começam a entrar até que um belo dia tudo se resume a um “tudo bem? Tudo. Fim.

A Dica é: Procure controlar os momentos certos de se dedicar a uma conversa de qualidade e não apenas de quantidade no tempo.

Você conhece alguém que adoraria receber essas dicas?

Então faça um favor para ela (e para mim) e compartilhe esse artigo.

Você pode compartilhá-lo no Facebook, Twitter, Google+ ou até mesmo copiar a URL desse artigo e enviar para quem precisa dele.

E para finalizar, eu adoraria saber a sua opinião sobre esse artigo.


Entre em contato comigo pelos meios abaixo sobre o que você mais gostou nesse artigo ou sobre alguma dica extra que você deseja compartilhar conosco ou até mesmo alguma crítica sobre esse artigo.

Ah, e não se esquece: Agora é a melhor hora para você criar um comprometimento consigo mesmo. Faça do seu próximo processo de oração o mais alinhado com os planos de Deus que você já viveu.

É hora de viver o melhor que ele reservou para você!


Esse artigo é uma contribuição de nossos leitores.



Autor: Lucas Lopes Miranda
Instagram: @revolucionefe

seta

CONHEÇA NOSSA LOJA ONLINE