Home Artigos A Inhaca da Defraudação Emocional

A Inhaca da Defraudação Emocional

4815
0

Inhaca: mau cheiro, fedor, odor desagradável, catinga, cheiro ruim, azedo, fedido, insuportável.

 

Conversando uma vez com um amigo meu, compartilhei que eu tinha uma lista de características que eu gostaria que a pessoa com quem eu me casasse, tivesse. Nada como exigências, mas coisas que eu considero essenciais, que eu não abriria mão. Durante o bate-papo, perguntei o que ele achava que eu deveria levar em consideração quando encontrasse alguém. E ele me disse algumas coisas bem interessantes,  dentre elas: “Conheça a real face do rapaz, Rebeca. Ele não pode ter a inhaca da defraudação emocional”.

Defraudação é engano. É quando usam, tiram proveito do outro. Dar esperanças sem a intenção de supri-las.

Infelizmente, acontece mais do que deveria. E em qualquer lugar, inclusive na igreja. E antes que você pense que é uma coisa apenas dos dias de hoje, deixe-me te apresentar o livro de Cantares, que foi escrito pelo homem mais sábio, depois de Jesus Cristo. Salomão, durante os capítulos românticos de Cantares, cita três vezes este versículo:

“Conjuro-vos, ó filhas de Jerusalém, que não acordeis, nem desperteis o amor, até que este o queira”.  (Cantares 2:7, 3:5 e 8:4)

Três vezes. Não uma ou duas. Três vezes.

Gosto de considerar que é um alerta para nós e para todos que se dedicarem a estudar a Bíblia. Imagino Salomão acenando os braços querendo chamar nossa atenção: “Ei, galera! Prestem atenção! Leiam isso quantas vezes forem necessárias. Não despertem o amor antes da hora, ok?”.

Defraudar é acordar o amor antes da hora certa.

O início do engano pode ser por meio de brincadeiras, pessoas que se colocam como “cupidas” na vida de outras pessoas e passam a alimentar algo que antes nem passava pela mente das outras duas. Ou surge com a própria imaginação, com os sonhos sem limites de um coração carente – e uma pessoa começa a sentir coisas que não são recíprocas e a sonhar com situações que não são reais. Amores platônicos. Interpretações errôneas da atenção de alguém podem resultar, também, em defraudação emocional.

Uma outra origem da ilusão emocional é quando alguém, sendo homem ou mulher, alimenta em outra pessoa sentimentos falsos. Agem como se tivessem interesse, mas na verdade…não têm a intenção de permanecerem ali, naquele coração. Um jogo de ioiô – vão e voltam quando acham necessário. Alimentam um sentimento de carinho, mas quando se torna “sufocante” para elas, saem de cena. Mas não tempo o suficiente para o outro se esquecer da presença delas. Voltam, e enchem o tanque do falso amor.

Por quê? Eu não sei ao certo. Penso que muitos não conseguem ficar sozinhos, precisam da atenção de alguém. Não sabem aproveitar a própria companhia e por isso garantem uma, duas ou mais pessoas por perto. Só por garantia. Talvez, façam isso para massagearem o ego delas, de forma consciente ou não. Saber que conseguem conquistar quem desejam, seja quem for e aonde for. São pessoas imaturas, não se conhecem e não sabem o que anseiam ao certo. E por isso, tentam com uma, com duas, com três, com sete ou dez pessoas. Estão desesperadas para ter alguém e não levam em consideração os sentimentos e o que o outro pensa.

Esse engano, essa mentira deixa consequências e complicações sérias. Feridas emocionais profundas e enraizadas. Existe grandes chances das pessoas que foram enganadas pensarem em algum momento que elas não são suficientes, que elas são descartáveis (Já leu este artigo? Dá uma conferida no que já escrevi sobre “Corpos Descartáveis“).  Com isso, podem partir para os extremos perigosos. Ou entregam seus corações para qualquer um, porque realmente não se acham dignos de receberem amores verdadeiros. Ou criam um bloqueio e não deixam mais ninguém entrar. Perdem oportunidades de viverem sentimentos reais e recíprocos. Ou, no pior dos casos, fazem com os outros o que um dia fizeram com eles.

Seja qual for a opção “escolhida”, nenhuma delas é saudável e satisfatória.  Despertar o amor antes da hora pode dar ruim. Muito ruim.

É necessário tomar uma atitude, uma decisão de vida. É preciso contar para Deus o que tem acontecido. Caso você tenha sofrido a defraudação emocional, diz pra Jesus o que você tem sentido. Por favor, não se feche ou saia por aí entregando seu coração para quem não merece. Lembre-se que você não merece menos do que Ele sonha para sua vida. Não aceite um amor qualquer por carência. Deposita isso nas mãos bondosas Dele.

Se você percebe que tem enganado e mentido para uma ou outras pessoas, nunca é tarde demais. Imponha limites. Seja sincero sobre o que sente, se é que você sente algo de verdade. Sei que, talvez, você tenha medo ser autêntico sobre seus sentimentos e que isso faça com que você “perca” quem está aí do seu lado. Mas é melhor ser real! Seu coração merece isso e não é justo com a outra pessoa.

Nunca esqueça que coração é sagrado! O seu e o da outra pessoa.

Se um dia ousar pisar nessas terras, lembre-se de ir descalço.