Home Artigos Aprenda com Ester

Aprenda com Ester

4645
0

Antes de ler o texto, lembre-se que: você é amado, importante, único e é o motivo do sorriso de Deus e você não é poderoso o suficiente pra estragar os planos dele pra tua vida, e isso é bom (o texto não é exatamente sobre isso, mas isso é verdade). Agora vamos ao texto.

Uma das histórias que mais me encanta na Bíblia é a da Rainha Ester. Ela era uma menina judia, órfã de pai e mãe, criada pelo seu tio Mardoqueu e que, de uma hora pra outra, se viu como rainha da Pérsia. O rei Xerxes, após um desentendimento com sua esposa, convoca todas as moças belas e virgens do reino para comparecerem ao palácio pois ele escolheria uma nova rainha, e ela foi uma das mulheres chamadas.

A beleza de Ester a levou até o palácio e sua bondade cativava a todos ao seu redor. A Bíblia não retrata muito sobre o que aconteceu nos 12 meses de treinamento que as moças passaram, mas é clara ao dizer que Ester se destacava e obtinha a admiração e o favor de todos que a conheciam (Ester 2:15). A Bíblia também conta que o rei a amou mais que a todas as outras mulheres, de tal modo que ela obteve favor e graça aos seus olhos e ele a tornou sua rainha. O Rei a amou de tal maneira que organizou um banquete em sua homenagem, decretou um dia de descanso para todas as províncias do reino e distribui de forma generosa presentes para todo o povo (Ester 2:18).

Sua vida deve fazer tamanha diferença no contexto que você está inserido, ao ponto de que todos possam reconhecer o amor de Deus na sua vida e ser gratos a Deus pela sua presença naquele lugar.

Ester foi escolhida rainha e acreditava que o objetivo de sua vida havia sido alcançado, mas Deus se move em propósitos. Ester não se tornou Rainha apenas porque era bela, Deus a fez bela com o propósito de se tornar rainha. Deus queria usar sua influência.

O livro de Ester nos conta que Hamã era um dos príncipes do reino da Pérsia e que tinha ao descobrir a descendência judia de Mardoqueu, tio de Ester, resolve se vingar de todos os judeus matando todo o povo (entenda mais desse conflito pessoal entre Hamã e Mardoqueu no capítulo 3 de Ester).

Ao saber do massacre que Hamã estava organizando, Mardoqueu pede que Ester use sua posição de rainha para falar com o rei e conseguir que a situação mude. Mas Ester olha ao seu redor e vê apenas o que está em sua frente ao invés de olhar para seu propósito. Ester entra em um lugar muito perigoso, onde muitos adoramos estar, chamado: zona de conforto. Era muito mais fácil, cômodo e seguro, esconder sua origem judia e ignorar o problema. Uma das características de quem está na zona de conforto é a constante utilização de “desculpas” para escapar de atividades e eventos que exijam um pouco de esforço, e com Ester não foi diferente. Quando Ester recebeu o pedido de seu tio, prontamente respondeu:

“Todos os oficiais do rei e o povo das províncias do império sabem que existe somente uma lei para qualquer homem ou mulher que se aproxime do rei no pátio interno sem por ele ser chamado: será morto, a não ser que o rei estenda o cetro de ouro para a pessoa e lhe poupe a vida. E eu não sou chamada à presença do rei há mais de trinta dias.” (Ester 4:11)

Deus não se move através do que vemos, ouvimos ou sentimos. Nossos sentidos e emoções são muito limitados para conseguir conter a grandeza do que Ele faz. Ester olhou para suas limitações e concluiu que não teria nada a ser feito, porém seu tio trouxe à memória suas raízes, os propósitos de Deus.

Quem, hoje, na sua vida representa Mardoqueu, aquele que, em momentos difíceis, é usado por Deus para lembrar que os planos do Pai nunca falham?

Quando Mardoqueu recebeu a resposta de Ester, mandou dizer-lhe: “Não pense que pelo fato de estar no palácio do rei, de todos os judeus só você escapará, pois, se você ficar calada nesta hora, socorro e livramento surgirão de outra parte para os judeus, mas você e a família de seu pai morrerão. Quem sabe se não foi para um momento como este que você chegou à posição de rainha? ” Então Ester mandou esta resposta a Mardoqueu: “Vá reunir todos os judeus que estão em Susã, e jejuem em meu favor. Não comam nem bebam durante três dias e três noites. Eu e minhas criadas jejuaremos como vocês. Depois disso irei ao rei, ainda que seja contra a lei. Se eu tiver que morrer, morrerei”.

A influência que você exerce hoje, tem um propósito eterno. Deus não precisava de você mas ele escolheu permitir que você participasse da sua obra. Se não fosse você, seria outro.

Ester foi a ferramenta que Deus usou para evitar que o massacre judeu acontecesse. Deus criou Ester com todas as ferramentas necessárias para chegar onde ele precisava que ela chegasse para usá-la como influência naquele lugar. Deus estabeleceu Ester como autoridade em sua geração, em seu país no lugar em que vivia, confiou nela, depositou a capacidade e todas os instrumentos necessários para se tornar rainha e salvar seu povo. Deus preparou Ester para aquele momento.

Esse é o nosso momento! É a nossa vez. O Senhor nos criou com um propósito único e especial, nós somos a geração escolhida! Ester entendeu seu próposito, orou, jejuou, se consagrou e foi pra batalha.

Levante-se, você carrega a chave de transformação de nações. O mundo é confuso, cheio de dúvidas e Jesus é a resposta para todas as perguntas. Você carrega Jesus dentro de você! Jesus escolheu você, ele conta com você. Não olhe para sua realidade terrena e limitada, olhe para seu propósito, olhe para as verdades que Ele tem derramado sobre a tua vida! Saia da zona de conforto.

TEMOS UM MUNDO INTEIRO PRA MUDAR, O MUNDO PRECISA DAQUILO QUE CARREGAMOS, JESUS CONTA CONOSCO.

 

Texto por: Roque Mello @roquemelloo www.puroesimpless.com