AS 3 CHAMAS DO AMOR QUE VOCÊ PRECISA CONHECER

1) EROS

Este é o tipo de amor “erótico”.
Aquele despertado entre de um homem para uma mulher e vice-versa. É o tipo de amor que desperta os mais sublimes e excitantes desejos entre duas pessoas. Onde se deseja o corpo da outra pessoa de uma forma a liberar e permitir com que os hormônios percorram livremente em nós.

Em um relacionamento, esse tipo de amor é necessário sim. Ou até mesmo antes dele. Te atrair faz parte do processo de se permanecer juntos para sempre. É obvio que os relacionamentos não sobrevivem apenas desse tipo de amor. É aí que muitos erram. Entram num relacionamento apenas para satisfazer seus apetites e percebem, ao longo do tempo, que ele não é suficiente. Deve-se combiná-lo com os outros dois tipos de amor que estamos nos propondo a falar aqui neste artigo.

2) PHILEO

É o amor fraternal.
Aquele que é o âmago da amizade. Temos dito e reforçado sempre que a amizade é uma base importantíssima que fortalece o relacionamento e ajuda a fazer com que esse relacionamento seja permanente.

Quando os desejos não estiverem mais tão assim à flor da pele, quando o corpo físico da outra pessoa não te atrair tanto como te atraía, é exatamente esse amor que irá trazer o prazer que você precisa para permanecer com a outra pessoa. Lembra aquela cena de dois velhinhos sentados na cadeira de balanço na varanda conversando, sorrindo e relembrando os velhos tempos? É exatamente esse amor que ajuda a sustentar e trazer longevidade ao relacionamento.

Sempre aconselhamos nossos jovens: “Quer iniciar um relacionamento? Comece pela amizade!” Ela é fundamental para que tudo flua para um relacionamento duradouro. Mas é claro que não é somente a atração física e a amizade que dão “liga” a um relacionamento saudável e permanente. Existe um ingrediente a mais que fará sim toda diferença: o amor ágape!

3) ÁGAPE

É o amor incondicional, sacrificial e decisivo.
Ele diz: “não importa o que você tem de melhor a me oferecer, seu corpo ou sua amizade, eu decido te amar e pronto. Obviamente esse tipo de amor não é um “amor burro”, onde você rasteja aos pés de alguém que não te quer. Não é isso!

Esse tipo de amor não impõe condições para que seja satisfeito. Ele ama e ponto final. É como o próprio Jesus nos ama. Paulo discorre sobre isso quando compara o
relacionamento homem e mulher com o relacionamento de Cristo com a igreja. Ele amou tanto que se entregou por nós, sem ao menos exigir que nos rendêssemos a
Ele.

Essas são as três chamas do amor que nunca deve se apagar em um casamento. Na solteirice, deve-se conhecer cada um deles para que, ao aprender a respeito, coloquemos como objetivo no relacionamento praticá-los sempre e sempre.


Se este artigo te
abençoou, deixe seu comentário aqui para sabermos o que achou. Ele é muito importante e nos enche de desejo de escrever sempre mais conteúdo que irá mudar sua vida sempre.

Até semana que vem!

P.S.: Toda semana lançamos um novo vídeo em nosso canal no youtube. Passa lá: www.youtube.com/doolharaoaltar

RELACIONADO
COMPARTILHE ESTE ARTIGO:
 
mm

leandro