Home Amizade Como esquecer o “amor da vida”

Como esquecer o “amor da vida”

6200
0

A não ser que você tenha Alzheimer ou algum déficit de memória esquecer as coisas não é uma tarefa fácil. Estar vivo é correr os riscos do amor e também usufruir todos os seus benefícios, pois nada pode gerar sentimentos/sensações secundarias tão avassaladores como o amor. E como esquecer o “amor da vida “quando ele gera a “dor da vida”?

Não seria bom o botão para esquecer aquilo que nos machuca?

Você já sofreu por amar? Eu já. Demais da conta, por sinal. Já andei km de bicicleta atrás de um beijo “mau” dado e já fui o algoz da falta de um beijo. Parece que no momento que cada um de nós larga o carinho ou a boneca, a princesa deveria estar nos esperando no castelo ou o príncipe encantado deveria lhe aguardar jovem, você também acha que deveria ser assim? Sabe o que acontece nesse momento? Escrevemos um roteiro, um romance e chamamos a Deus como parceiro ( Desde de que ele não nos atrapalhe naquilo que queremos) O titulo “O amor da minha vida”.

Tudo são flores, todo aroma é agradável, mesmo aqueles mais desagraveis ( as flatulências  são engraçadas nesses momentos iniciais). A beleza parece morar no olhar daquela pessoa que amamos, a coisa mais lida e máxima do dia é acordar com “Bom dia amor, dormiu bem?”. Todos os sinais do universo são confirmações, todo impedimento é auxilio pra no “amor da vida”, pois somos os roteiristas, logo tudo está sobre controle.

Mas as vezes as nuvens parecem anunciar que chuvas fortes vem pra tentar destruir cada detalhe que construímos. Ai pensamos: “onde fui amar o meu jegue”, “será que nunca vi isso”. Muitas coisas parecem ser nosso erro de roteiro, pois a pesar de sermos roteiristas cada pessoas parece ser livre pra escolher e decidir como participar do “filme de nossas vidas.

Lagrimas ecoam no silencio de nossa alma e parece que Deus, nem se importar em intervir em nosso favor pra terminar na tempestade que chega silenciosa em nosso jardim.

Só gostaríamos que cada coisa voltasse ao seu lugar, na verdade, pra ser sincero gostaríamos mesmo dos efeitos do Alzheimer sobre nós. Como seriamos felizes e teríamos paz se Deus nós desse um pouco desse “remédio”. Mas ai tentamos muitas vezes de coisas erradas para apagar esse amor. Borrachas erradas que só nos sujam, ao invés de nos melhorar.

 Se tudo voltasse ao lugar, nós anularíamos todos benefícios que a dor trás junto consigo

O que fazer Gustavo com isso tudo? “O tempo dirá e nada como um dia após o outro…”(Tiago Iorc). Interessante que a bíblia fala sobre isso sabia? Eclesiastes 3 afirma que há tempo para tudo inclusive sobre esse momento de dores, tempestades. Lembre-se após o temporal as flores e os frutos aparecem e aproveite esse tempo para deitar-se no colo de Deus, pois ele tem a cura para tudo aquilo que lhe feriu.

Você conhece alguém que sofre por amar? Que procura a cura? Chama ele pra ler o artigo, compartilha pra ele artigo aqui e também recomendo que você leia esse AQUI.

Sabe aquele livro que todos deveria ler sobre relacionamento? Sugiro esse AQUI