DEPRESSÃO SENTIMENTAL – Como se livrar dela e voltar a ser feliz

A dor de uma decepção sentimental por parte de quem não tem o conhecimento da verdade pode ser tão intensa a ponto de se tornar uma depressão. Quando isso acontece, o ânimo de viver se acaba, e os pensamentos de morte em geral se tornam uma realidade.

No entanto, por maior que seja a dor, quem passa por esse tipo de sofrimento não é esquecido por Deus. Muito pelo contrário, Ele o ama profundamente e tem permitido essa situação para o próprio crescimento dessa pessoa.

Dizem que a depressão é um dos maiores males do nosso século – não há o que se negar quanto a isso. Mas devemos aprender que Jesus é o único especialista em nos curar verdadeiramente.

Em Mateus 11.28-29, a Bíblia diz: ”Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas”.

No artigo de hoje, falaremos sobre algumas questões para quem precisa ser liberto da depressão. Vamos a elas!

1) QUANDO SE INICIA O PROBLEMA? Toda pessoa está suscetível a passar por algum tipo de decepção amorosa; quando esse sentimento é momentâneo e resolvido, não afetando outras áreas de sua vida, as consequências tendem a ser bem menores. O problema começa quando essa decepção se transforma em uma tristeza profunda, “incontrolável”, uma depressão capaz de levar a pessoa a não querer mais viver.

2) QUAL A VERDADEIRA CAUSA DA DEPRESSÃO? A origem da depressão se dá não pelas atitudes indesejáveis cometidas pelas pessoas, mas porque a própria pessoa não observou um princípio espiritual declarado na Bíblia: “Quem ama seu pai ou sua mãe mais do que a mim não é digno de mim; e quem ama o filho ou a filha mais do que a mim não é digno de mim” (Mateus 10.37). A solução sempre será se submeter aos princípios que Deus nos apresenta. No caso de uma depressão sentimental, o princípio burlado foi colocar o amor por alguém acima do próprio amor a Deus. Entenda que não estou acusando ou culpando ninguém. Pelo contrário, mas esse um entendimento necessário para quem precisa sair dessa situação o mais rápido possível.

3) COMO VIVER UM AMOR DE VERDADE? Deus é o maior interessado em que Seus filhos tenham uma vida sentimental saudável. Mas, para que isso aconteça, é preciso entender o seguinte: quanto mais se ama alguém acima de Deus, mais essa pessoa está propensa a um romance doentio. Por outro lado, quanto mais se ama a Deus acima de qualquer outra coisa ou pessoa, mais essa pessoa se sente feliz e realizada.

4) COMO PROTEGER O SEU CORAÇÃO? Não adianta só entregar o seu coração ao Senhor; é necessário vigiar constantemente para ter o seu coração protegido, guardando nele todos os princípios de Deus. Esse é um exercício diário, do qual nunca podemos nos esquecer. Em Provérbios 4.23, a Palavra diz: “Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida”.

5) COMO ENTENDER POR QUE ISSO ACONTECEU? Por mais difícil que seja, é preciso ter maturidade espiritual para compreender que as coisas que nos acontecem (mesmo aquelas de que não gostamos, como o rompimento de um namoro) não são obra do acaso, mas, sim, um meio para que se cumpram os propósitos de Deus em nós. Romanos 8.28 diz: ”Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito”. É maduro espiritualmente quem – em vez de ser levado pelo próprio coração – confia de todo o seu ser que Deus tem sempre o melhor para a sua vida.

6) POR QUE TEMOS PENSAMENTOS DE MORTE? A depressão é visível, real e sentida no tempo presente. Em contrapartida, as promessas de Deus nos remetem a coisas futuras, ainda não vistas, não sentidas, mas que, mesmo assim, são verdade e vida para todos os que nelas creem. Embora a depressão possa não ser consequência de algum pecado, por trás dela sempre haverá uma investida de Satanás. Tanto é verdade que a maioria das pessoas deprimidas terá pensamentos ou sentimentos relacionados à morte. Sempre quando temos alguma privação de necessidade, o diabo se aproveita dessa situação para tentar nos tirar dos propósitos de Deus. Em 1 Pedro 5, 8-9, a Bíblia diz: “Sede sensatos e vigilantes. O diabo, vosso inimigo, anda ao redor como leão, rugindo e procurando a quem devorar. Resisti-lhe, permanecendo firmes na fé, conscientes de que os irmãos que tendes em todo o mundo estão atravessando os mesmos sofrimentos”. Para mais informações sobre esse assunto, leia nosso artigo A Batalha na Mente, que fala sobre essa verdade espiritual.

Por fim, como sempre faço, quero dizer que não tenho a pretensão de substituir o aconselhamento de sua liderança espiritual local; de modo algum! Mas, aliado a ele, também incentivo você, leitor, a interagir comigo. Sinta-se à vontade para escrever para mim, pelo e-mail relacionamentojovemcristao@gmail.com, e farei o possível para responder-lhe o quanto antes. Conte-me sua experiência para que, por meio dela, outras pessoas possam ser edificadas.

Até a próxima!

Marco Aurélio

Marco Aurélio Vieira, casado com Claudia Lins, é formado em Administração. Convertido há 15 anos, é membro da Igreja Evangélica Congregacional de Bento Ribeiro (IECBR) e trabalha ativamente com liderança de célula, aconselhamento (sobretudo na área sentimental cristã) e como professor de escola bíblica.


Claudia Lins, casada com Marco Aurélio Vieira, é nascida e criada no Evangelho, e tecladista no ministério de louvor da igreja em que congregam. Formada em Letras, com pós-graduação em Latim e em Mercado do Livro, atua como revisora de textos e produtora editorial.

RELACIONADO
COMPARTILHE ESTE ARTIGO:
 
mm

Marco e Claudia

Marco Aurélio Vieira, casado com Claudia Lins, é formado em Administração. Convertido há 15 anos, é membro da Igreja Evangélica Congregacional de Bento Ribeiro (IECBR) e trabalha ativamente com liderança de célula, aconselhamento (sobretudo na área sentimental cristã) e como professor de escola bíblica. Claudia Lins, casada com Marco Aurélio Vieira, é nascida e criada no Evangelho, e tecladista no ministério de louvor da igreja em que congregam. Formada em Letras, com pós-graduação em Latim e em Mercado do Livro, atua como revisora de textos e produtora editorial. Marco Aurelio e Claudia Lins escrevem quinzenalmente aos domingos.