DETECTOR DE DEFEITOS


John Tierney diz que
muitos jovens hoje sofrem cada vez mais daquilo que chamou de “detector de
defeitos”. Segundo ele, trata-se de uma “voz interior, um pequeno dispositivo
que fica zumbindo dentro do cérebro e que detecta, instantaneamente, um defeito
fatal em qualquer parceiro em potencial.”

Isso é desenvolvido
nas pessoas que estão decididas a conseguir mais do que merecem, e rejeitam
qualquer um que seja parecido com elas mesmas. No final das contas, o
“detector” de defeitos, segundo Tierney, é um dispositivo que fornece a esse
tipo de gente uma justificativa para que elas continuem sozinhas.

Muitas vezes, a pessoa
eleva o padrão de escolha só para que, mesmo que inconscientemente, ninguém
passe pelo crivo criado por ela. Então, ao invés de ela entender que o erro
está nela mesma, ela sempre irá transferir o erro para as pessoas, pois, como o
padrão é tão elevado, ninguém se enquadra naquilo que ela deseja de fato.

No entanto, precisamos
tomar cuidado com esse “detector de defeitos” em nós, pois ele pode nos fazer
rejeitar alguém que poderia ser a pessoa da nossa vida! A pessoa deve sim ter
as qualidades que você deseja, mas ninguém é perfeito e terá defeitos. Até você
tem defeitos, não é verdade? Ajuste o seu detector de defeitos para algo
“suportável” e não para algo “fatal”. Isso pode fazer você acabar mal.

CUIDADO! O detector de
defeitos garante a máxima distancia entre você e a pessoa certa pra sua vida.

Encorajamos você a
refletir sobre o nível de exigência em seu interior. Uma simples reflexão
poderá te levar a uma poderosa decisão.

Até a próxima!

P.S.: Não se esqueça de conhecer nosso canal no youtube: youtube.com/doolharaoaltar e aprender mais sobre relacionamento!

seta

CONHEÇA NOSSA LOJA ONLINE