Ele(a) já é quase crente


 

“Ele(a) já é quase crente !” “ Só falta pouco pra ele(a) aceitar a Jesus!” “Ele(a) está vindo à igreja comigo, daqui a pouco ele(a) se converterá!” “Ele(a) ainda não é evangélico(a), mas eu posso ser um canal de Deus na vida dele(a), não é?”

Quem nunca ouviu algum jovem (crente) dizer uma dessas frases?

É mais comum do que eu imaginava!

Conheço algumas pessoas, servas do Senhor mesmo, e depois de um tempo eu soube que estavam namorando. “Oh que legal! Deus abençoe!” – Pensei! Mas não foi tão legal assim. Depois fiquei sabendo que não eram namorados que seguiam a Jesus. “Ah, como? Não acredito!” Meio pasma, passei alguns dias, especialmente essa semana inteira, meditando acerca disso. “O que levaria uma pessoa que CONHECE a BÍBLIA, que sabe que aquele que anda na LUZ não pode se relacionar (dessa forma) com aquele que anda na treva, a INICIAR UMA RELAÇÃO DE NAMORO com um descrente?!”

O que mais me CHAMA ATENÇÃO é que são pessoas sabem que na Bíblia nós somos advertidos sobre a questão do JUGO DESIGUAL (ou seja, carga diferente: eu levo um peso e o outro leva outro peso, completamente diferente do meu!)

Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas? E que concórdia há entre Cristo e Belial? Ou que parte tem o fiel com o infiel? E que consenso tem o templo de Deus com os ídolos? Porque vós sois o templo do Deus vivente, como Deus disse: Neles habitarei, e entre eles andarei; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo. Por isso saí do meio deles, e apartai-vos, diz o Senhor; E não toqueis nada imundo, E eu vos receberei; E eu serei para vós Pai, E vós sereis para mim filhos e filhas, Diz o Senhor Todo-Poderoso ”. [2Coríntios 6: 14-18]

Eu sei que quando estamos “apaixonados” ficamos “menos racionais”. Tá, até aí dá pra entender. Mas pra se chegar a um namoro, é preciso uma ESCOLHA, escolha esta que não é feita de um dia para o outro. Nós não temos como evitar que gostemos de uma pessoa, isso é fato. Mas nós podemos DECIDIR se iremos nos relacionar com ela!

Quantas pessoas dentro da IGREJA, muitos até trabalham na obra, e estão à frente, no púlpito, estão se relacionando com pessoas do mundo? É mais gente do que nós podemos imaginar!

Não existe QUASE CRENTE! Se falta a pessoa se converter, não “falta apenas” a conversão. FALTA TUDO!

Ele pode ser lindo como o Gianecchini, ou belíssima com a Kate Holmes…

Pode ser de caráter, que seja uma boa pessoa…

“Ah mas é uma pessoa linda, por fora e por dentro, maravilhosa, com qualidades que eu admiro muito… Eu não vou achar mais ninguém assim, em lugar nenhum!”

“Há um caminho que ao homem parece direito, mas o fim dele são os caminhos da morte”. [Provérbios 14: 12]

O namoro não depende do caráter apenas, da mesma forma que AS BOAS OBRAS NÃO GARANTEM LUGAR NO CÉU! Para uma comparação mais clara, o namoro depende do COMPROMISSO de ambos COM DEUS, assim como a salvação é pela graça ( e não pelas obras)!

Deixa eu te contar algo: se o namoro não tiver o objetivo de engrandecer o nome de Deus, se a união for apenas pra a satisfação da carne, ele MUITO PROVAVELMENTE não dará certo! Se em um relacionamento de CRENTES, já é difícil manter o padrão que Deus quer ( e consequentemente a obtenção das bênçãos e do cuidado dEle), imagine em um relacionamento com DESCRENTES?!

E ouvi outra voz do céu, que dizia: Sai dela, povo meu, para que não sejas participante dos seus pecados, e para que não incorras nas suas pragas”. [Apocalipse 18: 4]

Não estou dizendo que o “crente” é melhor que o “descrente”. Todos nós não temos merecimento diante do Senhor, estamos no “mesmo nível”: somos falhos, pecadores. A diferença está nos PROPÓSITOS, nos OBJETIVOS, nas METAS que temos, os quais são completamente INCOMPATÍVEIS. Além de tudo isso, ainda tem a NOSSA ALIANÇA com DEUS, que precisa ser inquebrável!

Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom”.[Mateus 6: 24]

Se você está “balançado”, querendo muito namorar uma pessoa que não segue a Jesus, e por outro lado, você tem o temor do Senhor, e acaba ficando na dúvida, eu te incentivo a NÃO TROCAR JESUS por nada nesse mundo! NÃO TOQUE, NÃO TROQUE, NÃO TROQUE! Ele sabe o que é melhor pra você e vai preparar a sua “bênção” no momento certo. Basta confiar! JESUS TE CONHECE! Confie na Sua IMENSIDÃO e no seu PODER!

Se você já está em um relacionamento de jugo desigual, não se desespere. O Senhor não te ama menos por isso. Ele continua te amando! Ele sabe o quanto é difícil abrir mão de algo que parece precioso demais aos nossos olhos, e Ele estará contigo, sem dúvidas! Eu não estou aqui pra te jugar! Muito pelo contrário, estou aqui pra te amar, e no amor que desce do Pai, quero te ajudar, te apoiar, te suportar (no mais amplo sentido da palavra: oferecer suporte!), te mostrar que vale muito a pena andar com Jesus! Procure ajuda logo e NÃO fique mais nesse “barco”.

Aproveito pra te contar que em todas as vezes que eu decidi colocar o reino do Senhor em primeiro lugar, me preocupar primeiro com Ele, priorizar a Sua vontade, Ele me honrou. Deus é fiel, amoroso e muito cuidadoso com seus filhinhos. Pense, reflita muito, ore! Decida ABRIR MÃO DO QUE FOR PRECISO para agradar a Deus. Lembremo-nos que algumas provas DEUS nos permite (para fortalecimento espiritual), enquanto outras, NÓS ESCOLHEMOS PASSAR!! Além de honrar ao Senhor, é uma decisão que você tomará para EVITAR DECEPCÕES, CHOROS e FRUSTRAÇÕES desnecessárias!

 

“Porque o Senhor corrige a quem ama, e açoita a qualquer que recebe por filho.

 

Se suportais a correção, Deus vos trata como filhos; porque, que filho há a quem o pai não corrija?[Hebreus 12: 6- 7]

 

Vale a pena negar o nosso “EU” e afirmar nosso JESUS! Ele pagou um preço tão alto por nós. Não troquemos o sangue dele, por outras “distrações” desse mundo! Não sou eu apenas quem te garanto que VOCÊ NÃO VAI SE ARREPENDER, mas é principalmente nosso Pai!

Veja esse testemunho sobre relacionamento da Ana Paula

Postado no O (In)dizível por Indyara Ribeiro em 30/07/11

Gustavo Pestana
Gustavo Pestana Facebook Twitter Imprimir

Sou natural de Ilhéus-Ba, formado em psicologia e graduando em teologia. Membro da igreja batista da Urbis na minha cidade. Amo escrever e compartilhar o amor d Deus. No momento estou trabalhando com missões urbanas. Também trabalho em dois projetos sociais: Um que com crianças com câncer e um com crianças carentes.

seta

CONHEÇA NOSSA LOJA ONLINE