Em busca do amor… (paterno?)

A referência paterna é extremamente importante na construção da identidade de cada pessoa. Quando alguém é desprovido desta referência, sofre crises de identidade, sente-se perdido, sem rumo… Essa é uma das causas de diversos problemas emocionais que afetam a juventude e se estendem por toda a vida dos indivíduos. As consequências disso se refletem em todos os âmbitos da vida, em especial, nos relacionamentos interpessoais e também nos relacionamentos amorosos. A carência de referência paterna estão na origem da autoimagem distorcida e de perturbações psíquicas que se expressam nas dificuldades de estabelecer bons relacionamentos. Como resultado disso, mulheres que não tiveram um pai presente, buscam-no em um namorado. Homens que não tiveram uma referência de pai, seja por não terem um pai presente ou por ter um pai, que mesmo estando perto, sempre esteve longe, possuem dificuldades na construção da sua personalidade. Mais tarde, quando essas pessoas estiverem formando a sua própria família, terão uma lacuna profunda.

O inimigo espiritual investe pesado em subverter a figura paterna desde o tempo da infância por meio do abandono, dos maus-tratos, da ausência. Há muitas pessoas que guardam dentro de si um poço de mágoas em relação ao seu pai, ou à falta dele e por isso, por mais que andem, não conseguem avançar em sua vida. Talvez o seu coração não consiga perdoar seu pai, ou até não consiga perdoar a Deus por ter permitido que você não tivesse um bom pai.

Saiba que independente de você ter ou não um bom pai, Deus é o seu Pai. Durante todos esses anos, Ele cuidou de você e preservou a sua vida para um grande propósito. Mesmo que você não entenda, Deus tem propósitos nisso tudo!

Não continue alimentando mágoas, libere perdão. Saiba que a formação da sua família depende desse nível de cura! Você precisa se desvencilhar das dores do passado e seguir em frente! Pare de se perguntar por que, mas busque para que! Deus tem propósito na sua vida. Ele é o seu pai em primeiro lugar.

Como um pai se compadece de seus filhos, assim o Senhor se compadece dos que o temem. Pois ele conhece a nossa estrutura, e sabe que somos pó.” Sl 103:8-14”.

Se você não tem um bom relacionamento com o seu pai, esse é o tempo da restauração. Não importa o quão mau ele tenha sido para você, plante sementes de amor na vida dele e verá a glória de Deus!

 Ele irá adiante do Senhor no espírito e poder de Elias, para converter os corações dos pais aos filhos, e converter os desobedientes, de maneira que andem na prudência dos justos, a fim de preparar para o Senhor um povo dedicado.”Lc 1:17

RELACIONADO
COMPARTILHE ESTE ARTIGO:
 
mm

Simone Messina Gomez

Simone Messina Gomez. Funcionária pública e escritora cristã. Membro da Igreja Bastista Nacional de Santa Maria, RS. Autora do livro O valor de estar solteiro e de muitos outros que estão por vir! Casada com Pedro Tasca Gomez. Ministramos seminários sobre Vida de solteiro, Romance Real e Santidade. Contato: simessina@gmail.com