Era maturidade que me faltava..


Falar de amor nunca foi fácil, viver um relacionamento sempre será uma descoberta diária e um aprendizado eterno, no entanto RELACIONAR-SE é absolutamente necessário pra se viver. Relacionamentos de todos os âmbitos, seja com o senhor da padaria, com o carteiro, com a vizinha, com o irmão, tia, avó .. etc.. TODOS os relacionamentos exigem uma via de mão dupla e não pasme, todos os relacionamentos terão seus momentos bons e ruins.

É concebível pois quando se lida com uma pessoa DIFERENTE isso é óbvio. Nosso maior problema é querer que todos pensem como nós mesmos, na maior parte do tempo gastamos energia em tentar mudar os outros enquanto deveríamos simplesmente AMAR os outros, o amor tem um poder inestimável.

Claro que podemos melhorar a cada dia, mas.. quem MUDA alguém é o Espírito Santo, nosso papel é de amar e orar <3 (João 16: 7-11)

Lendo alguns documentos na internet, achei algumas considerações muito pertinentes quanto a relacionamentos escritas por Torres, N. & Wielewicki M. G. e Smith. Eles acreditam que grande parte dos relacionamentos não vão pra frente por conta da falta de maturidade de um dos lados ou, geralmente, de ambos. E eu concordo.

Retendo algumas coisas boníssimas nos textos que li, pergunto a vocês..

Será que somos maduros pra encarar um relacionamento de namoro, noivado e casamento?

Existe um valor dentro de nós que precisa ser desvendado antes de encararmos um namoro, caso contrário, iremos negociar joias preciosas a preço de banana.

Será que você tem um amor “IIIIMATURO”:

• Apresenta medo do abandono (Tem medo de ficar só, solteirona, solteirão);

• Necessita de constante reforço para sentir/saber que é amada (não sabe seu valor e precisa que toda hora alguém afirme isso);

• Tem comportamentos de dependência com relação aos outros a fim de satisfazer suas necessidades físicas e emocionais (liga 17354680 de vezes ao dia, não faz nada sozinho(a), sufoca);

• Demonstra grande dificuldade em controlar comportamentos relacionados às suas emoções (quando alguma coisa sai errado, é a primeira a se desesperar, chorar, querer desistir de tudo, etc, não tem auto controle);

• Sente que inexiste fora da presença da pessoa amada (O mundo caiiu, no instante em que eu me vi sem você.. (8) eita, essa é velha! Ops Rs);

• Vive apenas o momento; Vê-se como o centro do universo (Sabe de nada, inocente);

• Lança mão de quaisquer comportamentos para não perder seu relacionamento, optando até por perder a si mesmo (Essa é tensa).

Será que você tem um amor “MADURO”:

• Contempla suas necessidades sob uma perspectiva adequada e comporta-se na direção de satisfazê-las, mas sem deturpar valores e princípios pessoais;

• Considera-se inteira como é, não dependendo, dessa forma, de outra pessoa para deixá-la completa (Isso é ótimo!Nossa vida está na dependência de Deus e não de homens);

• Sente-se emocionalmente segura e assim consegue tolerar/aceitar sentimentos de tristeza e ansiedade (por exemplo), sem se deixar consumir por eles ou se desesperar;

• Identifica/observa que é amada (principalmente por DEUS) e não precisa procurar comportamentos na outra pessoa que possam provar isso;

• Sempre olha primeiro o lado bom das coisas (Gente dramática demais é o oh);

• Aceita comportamentos de imperfeição em si mesmo e nos outros e não se sente humilhada ou temerosa quando comete erros (Ninguém é perfeito né);

• Assume atitudes de responsabilidade por sua vida, porém, discrimina que não pode controlar tudo que acontece (Sempre é tempo de recomeçar, menos drama e mais AÇÃO);

• Planeja o futuro enquanto vive o momento (aprendeu com o passado);

• Possui a habilidade de lidar com a empatia, o sentimento de culpa e a flexibilidade para mudança;

• Discrimina que ir além de sua zona de conforto é reforçador e essencial para o seu bem-estar geral;

• Consegue aceitar a perda, todavia, nunca a de si mesmo (amo pessoas autenticas!!).

Os ingredientes primordiais para um bom relacionamento a dois é:

1) Ter DEUS, sem Ele nada feito, sem Ele nem precisa ler os outros pontos, não vai rolar.

Dicas primordiais para um ótimo relacionamento a TRÊS (Vcs dois + DEUS):

2) Ter empatia, compreender e sentir o que o outro pensa e sente da forma DELE e não vendo somente pelo SEU ângulo, lembre-se, há uma riqueza na diferença, isso vai te adicionar e não subtrair.

3) Ter flexibilidade, ceder ao outro sem que isso seja desagradável para si, as vezes ver o sorriso de quem amamos é impagável, isso é amor.. <3

4) Ter habilidade de dar suporte emocional – poder se doar, de tolerar e compreender o outro e saber que nem sempre tudo são flores, as vezes a pessoa que está com você não precisa de um “Tá vendo, eu te avisei” ela só precisa de um “Vai ficar tudo bem”…

No próximo post continuamos a conversar sobre isso, (…) Ok? Mandem sugestões de temas também, vamos conversando <3

Deus abençoe a todos, dias lindos pra nós.

Beijinho,

Marjorie Leite.

mm
Marjorie Leite Facebook Twitter Imprimir

Entre Príncipes e Princesas| Missões - Ribeirinhos do Amazonas

seta

CONHEÇA NOSSA LOJA ONLINE