Esse fardo não é seu!


Quantas vezes deixamos as preocupações e ansiedades tomarem conta do nosso dia? Quantas vezes a vontade de querer viver o melhor atormenta nossa mente? Quantas vezes carregamos o fardo que não é nosso? Quantas? Quantas? Quantas vezes?

No livro de Lucas (12.25-26) Deus diz: “Quem de vocês, por mais que se preocupe, pode acrescentar uma hora que seja à sua vida? Visto que vocês não podem sequer fazer uma coisa tão pequena, por que se preocupar com o restante?”. O versículo possui vários ensinamentos, e o principal deles é que realmente nossas preocupações não resolvem os problemas. Por isso, devemos viver o hoje, aproveitar o agora, agradecer pelo presente sem se preocupar com o futuro.

Tenho que confessar que não é fácil não ceder às preocupações. Que não é fácil esperar o momento certo. Que não é fácil continuar com a esperança após uma frustração, e no livro de Provérbios (13.12) temos a afirmação: “A esperança que se retarda deixa o coração doente, mas o anseio satisfeito é árvore da vida.”

O problema é que temos mania de regarmos as ansiedades e isso constrói uma bola de neve. Em Filipenses (4.6) Deus é claro em relação ao que devemos fazer diante dos anseios: “Não andem ansiosos por coisa algumas, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus.”

Se Deus disse que está no controle, acredite, Ele está no controle! Se Deus disse para dar o primeiro passo, dê o primeiro passo! Se Deus disse para agir, então saia do lugar!

Quando Deus manda ter uma atitude, basta ter coragem, somente isso, o resto é com Ele: “Não fui eu que ordenei a você? Seja forte e corajoso! Não se apavore nem desanime, pois o Senhor, o seu Deus, estará com você por onde você andar.” (Josué 1.9)

Não podemos permitir que a preocupação encha nossa mente de desânimo e nosso coração de tristeza. Ao invés disso, precisamos lembrar a cada segundo qual é o tamanho do Deus que cuida da nossa vida. Devemos lembrar que para Ele nada é impossível.

O acúmulo de preocupações torna-se um fardo pesado, que tira nossa paz, nosso sono, traz dores na alma, no corpo e no coração. Não precisamos sentir dores que não deveríamos sentir. Não precisamos nos preocupar com o amanhã se Ele está nas mãos de Deus.

É certo de que cada um de nós tem fardos que surgem para trazer ensinamentos, mas fardo é como um deserto, passageiro, não podemos deixar que ele fique além do que é necessário.

Quero indicar uma música do Ministério Zoe “Aquieta minh’alma”, ouça essa canção várias vezes, como uma oração. Peça para Deus acalmar suas inquietações, entregue suas preocupações nas mãos dEle, fale sobre sua dor e sobre seus anseios. Que todos os dias você venha mergulhar na oração e na palavra do Senhor. Que hoje você possa tomar a decisão de renovar a fé, manter o foco em Deus e largar o fardo que não é seu!

 

29 anos. Jornalista. Conselheira. Poetisa. Ama ações sociais, adora ler, escrever, ouvir música e assistir filme.  Abraça o amor e procura o que é eterno.

Nome completo: Lidiane de Souza Cunha

Email: lidianescunha.jornalista@gmail.com

Facebook: facebook.com/lidiane.cunha.56

Instagram: @lidianescunha

seta

CONHEÇA NOSSA LOJA ONLINE