Home Artigos Fonte que gera vida

Fonte que gera vida

1535
0

Cerca de 71% da superfície da Terra é coberta por água. Do total desse volume, 97,4% aproximadamente, está nos oceanos em estado líquido.  Segundo as Nações Unidas e o Greenpeace, quase metade da população mundial viverá em áreas de estresse hídrico e 1,8 bilhão de pessoas sofrerá com escassez de água em 2025 (https://nacoesunidas.org/acao/agua/). Hoje, pessoas no mundo já sofrem com a falta de água potável.

Só um adendo, eu creio num Deus que é poderoso e soberano sobre absolutamente TODA e qualquer situação, porém, Ele deu a mim e a você essa Terra pra administrarmos (Gn 2:15). Entretanto, também pelos nossos muitos desmandos, essa situação hídrica vem se agravando a cada dia.

Falando nisso, que coisa fantástica é a água, não?
Parece que pra aonde quer que olharmos, lá está ela (direta ou indiretamente) presente. Nosso corpo mesmo, inclusive, é composto por 70% de água, segundo estudos.

Talvez, a hora que mais sentimos sua falta é quando nossa boca fica seca e corremos pra geladeira atrás desse precioso tesouro. Mas, também dela corremos, quando caem em forma de chuva e estamos desabrigados. A queremos junto para nos banhar. Trememos de medo delas nas enchentes. São nossas companheiras em forma de lágrimas; e estas, de dores, de pranto, de alegria, de sofrimento, de gargalhada. No escorrer do rosto no labor; no medo, na angústia, no calafrio…lá está ela presente.

Ela é capaz de expor em nós um problema de percepção: quando cai do céu, falamos que “o dia está feio”; mas, no sertão, esse seria a um lindíssimo dia. As pesadas nuvens que as carregam escondem o Sol. Mas, não quer dizer que não exista mais dias ensolarados; apenas que este (por um breve período de tempo) está encoberto; tanto quanto, as muitas nuvens pesadas em nossa vida.

Na Bíblia ela é um símbolo da Palavra de Deus em sua ação purificadora, regeneradora e geradora de nova vida em Cristo (Ef 5:26 / Mc 1:2-4 / Jo 3:5 e 15:3 / Tt 3:5 / 1 Pe 1:23 e 3:21). Os sacerdotes, no Primeiro Testamento, antes de iniciarem qualquer sacrifício, precisavam se lavar com água, como símbolo de purificação. Já no Segundo Testamento, João Batista batiza com água e prega um batismo de arrependimento (Mc 1:2-4). Deus sabe exatamente aonde deve lavar. Somente Ele sabe a sede que cada um de nós sente e SOMENTE Ele pode matar essa sede (Jo 4:13,14 / Jo 7:38,39).

A água ao passo que lava, limpa. Limpa, mas, também expõe a sujeira. Às vezes, imperceptíveis a olhos nus. Às vezes, sujeiras que não querem ser limpas. Sujeiras incrustradas ora por autojustiça, ora por desejos da carne, ora por um “currículo religioso”, ora por um lavar de uma água podre. Algumas águas que caem dos nossos olhos, são como soros nos tratando; desde que, entendamos que o “Médico dos médicos” é quem está por detrás da cura das nossas enfermidades.

Que as fontes onde pegas as tuas águas, seja num rio de água viva. Que todas as tuas fontes, estejam Nele!