Mas que mal tem um crushzinho?


Olá, pessoas bonitas!
Graça e a paz!
Olha eu aqui novamente, para trocar uma ideia com vocês.
Mas, afinal, o que é crush?
Pedi a uma amiga, para que me definisse esse termo tão usado atualmente:

“Crush pra mim é:

O cara que tu baba, acha o máximo de lindo ou legal, que quando ele passa, você não sabe fazer outra coisa além de olhar para ele. Quando ele tá perto, você fica até nervosa, mas tu nunca ficou com ele ou ele nunca te deu uma moralzinha. hahahahaha sempre será o cara que você vai admirar, mesmo que for só olhando.
Para mim, Letícia.
Tem gente que acha que crush é o peguete, outras que crush é o cara que você tá conhecendo… Para mim é o amor platônico mesmo.”

Muito obrigado, Cunha!

Então, respondam aí: que mal tem um crushzinho?
Sério, que mal tem passar todas essas coisas que a Letícia falou? Que mal tem em ficar pensando dia e noite naquela varolinda ou naquele boy unção?
Ou naqueles e naquelas. Quem disse que tem que ser apenas 1, não é verdade?!

Eu comecei a observar a vida de quem aspira oxigênio e crush e expira gás carbônico e crush. Pegou a referência? Rááá! Hahaha’
Vamos lá, foco: comecei a analisar como são as pessoas próximas e as não tão próximas que vivem o amor platônico do século XXI.
E aí, tenho que esclarecer, estou dando a minha opinião, humildemente. É o que vejo.
Percebo pessoas maravilhosas quebrando outras e sendo quebradas emocionalmente, porque não estão atentando para algumas verdades bíblicas muito importantes:

1. Guardar o coração.

“Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o coração, porque dele procedem as fontes da vida.”
Provérbios 4:23 ARA

Ô, gente!
Vocês estão cuidando desse coraçãozinho de vocês, como se fosse jogo de videogame: “perdeu, começa de novo”. Se liga na ideia do amigo: está na hora de dar um “game over” antes que isso dê um “game over” nas suas emoções.

2. O coração é enganoso.

“Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e desesperadamente corrupto; quem o conhecerá?”
Jeremias 17:9 ARA

Precisamos parar de agir pelo coração e agir pela razão. Relacionamento é coisa séria, pessoas bonitas. A primeira decisão mais importante da sua vida é viver para Cristo; a segunda decisão mais importante da sua vida é com quem viver para Cristo.
Aí você quer escolher só porque é bonitinho(a); porque canta, toca, prega, atua ou dança bem; porque é líder; porque é famoso; porque tem dinheiro?
Nada disso, por si só, garante um casamento abençoado por Deus. A maioria nem de longe.
Veja quem a pessoa é com Cristo, com a família, com amigos, com as pessoas na rua. Acima de tudo, procure saber quem é, quando você não está por perto.
E outra, isso porque estou falando de uma fase avançada de crush.
Porque, olha, essa história de babar por quem nem sabe quem é você, provavelmente, será uma das maiores perdas de tempo da sua vida e lá vamos nós de “game over” nas emoções de novo.

3. Não brincar com as emoções dos outros.

“Conjuro-vos, ó filhas de Jerusalém, que não acordeis, nem desperteis o amor, até que este o queira.”
Cântico 8:4 ARA

Chega junto!
É bom, não é?!
Saber que outra pessoa gosta de você.
Ter alguém que vive te agradando.
Que sempre responde as suas mensagens na hora.
Que sempre topa aquele programa inesperado.
Que está sempre disposto a ouvir você, te aconselhar.
Você sabe que a pessoa gosta de você, mas você finge que não sabe, porque é bom, mas na verdade você não quer nada com ela.
Ei, sabe o que você é por agir assim?
Covarde!

Nós estamos tratando de defraudação emocional nesse texto, mas nos 2 primeiros tópicos era a que fazemos com nós mesmos. Porém, esse terceiro é um dos pecados mais covardes que podemos cometer: defraudar outra pessoa emocionalmente. É você deixar o outro nutrir sentimentos que você não tem nenhuma intenção de corresponder. Só porque é bom, te faz se sentir bem, se sentir querido(a). Te faz se sentir especial, não é? Dá status. Se torna o(a) “requisitado(a)”. Se você faz isso, é melhor se arrepender e parar. Agora. Nossas relações devem ser pautadas na verdade, no amor, respeito. Nada disso existe em quem defrauda o próximo.

Então, respondendo à pergunta: tem muitos males. A verdade é que essa vida de crush só serve para mostrar quem ainda é imaturo emocionalmente e que está prestes a sofrer por isso.

Ah, no inglês, o verbo “to crush” significa “esmagar”.
Tem muita gente com o coração esmagado pelos crushzinhos.

Eu gostava mais de quando crush era apenas um refrigerante de laranja muito gostoso.

Graça e a paz!
Abraço!

mm
Cassio Mota Pedroso Facebook Twitter Imprimir

Membro da Igreja Metodista Wesleyana em Jardim Maravilha, RJ. Líder de jovens e evangelismo. Solteiro. 30 anos. Estudante de Comunicação Social (Publicidade e Propaganda). É voluntário do EEE desde 2012.

seta

CONHEÇA NOSSA LOJA ONLINE