Home Artigos ME DECEPCIONEI COM MEU EX E TENHO MEDO DE COMEÇAR UM NOVO...

ME DECEPCIONEI COM MEU EX E TENHO MEDO DE COMEÇAR UM NOVO NAMORO: O QUE FAZER?

1642
0

“Faz 4 meses que meu ex acabou o namoro de dois anos e meio comigo para ficar com outra menina.
Sofri muito, pois não pensava de modo algum que ele faria isso.
Só que, depois de quatro meses, conheci um rapaz na faculdade que se encantou por mim. Ele é cristão e quer me pedir em namoro. Estamos conversando há um mês, e me sinto muito bem com ele; afinal, temos os mesmos princípios (um deles é formar uma família na base de Deus). Mas confesso: depois daquele namoro sem sucesso, tenho medo de me decepcionar novamente. Oro a Deus para saber se esse relacionamento é da vontade dEle ou não. Até meus pais estão super de acordo e falam que querem conhecê-lo, mas o medo de me arriscar, de me decepcionar, toma conta de mim.
Não sei o que faço.”

 

Esse é o depoimento de uma jovem que me escreveu recentemente pedindo orientação, mas pode muito bem ser a sua história também. Se você acabou de sair de um relacionamento e tem medo de se envolver em outro, tenho algumas palavras para o seu coração.

 

Antes de tudo, quem sou eu para dizer-lhe que entre ou não de cabeça nessa nova experiência? Essa decisão é muito séria, a qual só você, com base em sua busca diária, pode tomar após ouvir a direção do Senhor.

 

Começar um novo relacionamento após quatro meses de término de um namoro até parece algo precipitado, mas, como cada caso é, literalmente, um caso, abrir mão desse novo relacionamento em razão do pouco tempo também pode significar abrir mão da sua bênção. Por isso, repito, só Deus pode direcionar você sobre o que fazer nessa situação.

 

Minha esposa, por exemplo, me conheceu e passou a conversar comigo apenas um mês após o término do relacionamento mais doloroso que ela teve. Ela também sentiu muito medo de uma nova decepção, mas, aos poucos e naturalmente, tudo foi ficando claro em relação a nós dois. Nos tornamos amigos, namoramos, noivamos, casamos e, nesses 11 anos, somos extremamente felizes um com o outro. Mesmos princípios, mesmos propósitos, mesma fé. Mas a nossa experiência não tem de ser, de forma alguma, a sua.

 

Por isso, meu conselho é que você continue em oração e peça a Deus que direcione a sua vida. Não tenha pressa em se comprometer em um namoro; antes de tudo, desenvolva com essa pessoa uma amizade gostosa e passe a conhecê-la melhor. Dessa forma, você evita entrar em outra furada, ao mesmo tempo que não descarta uma possível bênção. A amizade, o namoro, o noivado e o casamento são, respectivamente, níveis mais profundos de uma relação a dois. Então o melhor é ir com calma, sem atropelar estágios.

 

Nessa fase em que a gente está conversando e começando a conhecer o outro, é muito comum nos deslumbrarmos com a pessoa, superestimarmos a conduta dela e até fantasiarmos situações, principalmente se nos sentimos carentes. Se você está assim, saiba que é muito importante enxergar a pessoa como ela realmente é. Portanto, não faça vista grossa diante de alguma atitude dela que, por acaso, esteja ferindo algum princípio bíblico. Não finja que não viu; não tente santificá-la. Obviamente, vocês dois terão hábitos que sempre serão lapidados por Deus, e buscar a perfeição no outro é uma grande utopia; afinal, todos nós somos imperfeitos e transformados dia a dia pelo Senhor. Mas preste atenção: se algo nessa pessoa contraria a Palavra de Deus e os Seus princípios, você corre um risco muito grande caso insista nessa relação. Provérbios 20.25 diz: É uma cilada consagrar algo como Santo, mediante uma declaração irrefletida, e só mais tarde pensar em todas as consequências do voto feito.

Busque em Deus a resposta para o seu coração. Como sempre costumo dizer, é impossível Ele não direcionar especificamente Seus filhos sobre os propósitos que tem para cada um. Ainda mais no namoro, que, para os cristãos, é um preparo para o segundo passo mais importante da vida: o casamento (o primeiro é aceitar Jesus como seu único salvador).

Sem dúvidas, se você estiver atento e maduro espiritualmente, conseguirá entender os sinais que Deus lhe dá. Um desses sinais é a paz que invade o seu coração quando tem a aprovação de Deus para algo. Nesse caso, existe uma harmonia no relacionamento, uma paz diferente de todas que você já sentiu em relação a alguém. Mesmo nas situações mais difíceis, essa paz continua no seu interior. Isso, porém, não significa que vocês não tenham particularidades, pontos de vista diferentes, achismos, manias… mas, se seguirem a direção do Senhor, ambos guardarão os princípios do Reino de Deus.

Até a próxima quinzena! Deus abençoe!

Marco Aurélio

Contatos, escreva para o e-mail: <relacionamentojovemcristao@gmail.com.