Na direção dos olhos e não do Espírito

Vivemos em um mundo onde geralmente nos permitimos ser guiados mais por nossa visão humana, gerados a partir de desejos pessoais, carnais e egoístas, que por um coração verdadeiramente nascido de Deus. Talvez por isso também ainda nos entristeçamos tanto e perdemos fácil o foco de tudo que é real e importante. Deixamos nos confundir por coisas que parecem ser, mas não são se entregando por inteiro ao que o nosso coração pensa que precisa. Com isso consequentemente ignoramos uma vida inteira alicerçada na palavra, de valores e princípios que até então nos servia como bussola em nossa jornada. Penso que é extremamente desafiador conviver com desejos tão latentes dentro de nós que todos os dias insistem em nos levar a ceder a nossa própria vontade, nos apontando em alguns momentos para lugares que são aparentemente confortáveis e agradáveis de estar. Como fazer para nos manter santo, separados diante de uma imensidão de coisas interessantes e convidativas que nos são apresentadas a cada vez em que nos levantamos para um novo dia? Creio que nem tudo que nos agrada aos olhos, nos fará bem ao coração. Até posso dizer que dificilmente uma pessoa que toma decisões pautadas apenas em sentimentos e emoções consegue algum dia encontrar seu verdadeiro caminho, desfrutando de um contentamento que nos realiza. Há uma enorme diferença em possuir o que desejamos, e obter o que de fato precisamos, eu que o diga. Pois ainda me vejo todos os dias tendo que vencer a mim mesma nessa guerra que parece nunca ter fim, tendo que romper com uma infinidade de coisas que fariam bem a minha carne, mas certamente adoeceria minha alma e entristeceria o Espírito de Deus. Certo é que eu e você não podemos ignorar a existência das tentações sejam elas de qual âmbito for, mas se nos sujeitarmos a Deus, ela fugirá de nós, Aleluia! Jesus enquanto homem enfrentou diversas guerras dentro e fora dele, e ainda sim, prosseguiu em sua jornada vencendo até mesmo a própria morte, é um perfeito exemplo a ser seguido. Por isso nem sempre podemos dar asas a nossa imaginação, pois nossa mente tem a capacidade de viajar a lugares inimagináveis por isso também é importante que encontremos o equilíbrio entre nossa razão e emoção. Se eu for pontuar as muitas coisas que meus olhos físicos desejam, admira, e vislumbram todos os dias eu diria que é quase impossível uma mente humana captar e pensar com tamanha grandeza, se considerarmos que tais sentimentos nascem através de um corpo tão pequeno, frágil e que nada pode fazer por si mesmo. Por isso é fundamental focar o nosso coração nas promessas contidas na palavra. Sermos pessoas guiadas pelo Espírito de Deus, não por circunstâncias ou inconstâncias humanas que tem adoecido nossa geração nos fazendo em muitas vezes ansiar por coisas que em nada tem a ver com o Reino de Deus.


Precisamos urgentemente nos avaliar sendo sinceros sobre nossos muitos sonhos e desejos, para então enxergarmos com clareza o que de fato tem determinado nossas ações. Sondar o nosso coração com a verdade de Cristo que nos purifica e nos liberta de todo pecado. Sendo assim iremos compreender que nem tudo que talvez almejemos alcançar tem a ver com os muitos planos do Pai para nossas vidas. Porém é muito comum tentarmos justificar nossos atos quando estamos desejosos por algo, e mesmo que lá no fundo saibamos que tal coisa não será boa ou em nada nos acrescentará, ainda sim na grande maioria das vezes somos incapazes de abrir mão, pois o que arde dentro de nós é gritante e por isso já estamos tomados por nossos desejos totalmente imerso, focados Na direção dos olhos e não do Espírito. Ainda hoje enfrento gigantes que nem mesmo sabia que existiam dentro de mim. Quando olho para trás percebo sim uma maturidade alcançada e alguns avanços que ainda me custam renuncias bem difíceis. Mas quando eu olho para o que a palavra me aponta, percebo que ainda há muito que aprender, nem mesmo vivendo uma vida inteira, mas sei que faço parte de um plano maior, venho de um longo processo e estou no caminho, por isso não vou desistir. Mas sejamos sinceros, quem é aquele que mesmo sendo o mais sábio e rico de todos os homens nunca enfrentou suas guerras, e até hoje é levado a viver sabendo que todos os dias terá que vencer infinitos Golias para sobreviver e ser um Davi. E depois, nada do que vivermos aqui nessa terra poderá jamais se compara a tamanho sacrifício como o de Jesus na cruz. Pai como somos cavardes, egocêntricos e egoístas em nossas atitudes, perdoa-nos Senhor!


Não me envergonho pelas vezes em que demonstrei fraqueza, fragilidade, mas me arrependo quando percebo que ao invés de correr para a cruz, buscando respostas no secreto de minha intimidade com Deus, me precipito em partilhar algo por querer ouvir da boca do homem o que somente o Senhor tem o poder de me dar. Hoje tenho entendido o que ontem não compreendia, e verdades do coração do Pai tem se revelado a mim, por isso decidi que palavras contrárias não vão mais me desestruturar, até por que o que pensam e dizem a meu respeito, nada disso me define. Estou finalmente entendendo que ao se comportar e agir como meninos na Fé, isso tem servido apenas para retardar processos na minha vida. Então oremos, e não sejamos mais pessoas que se ofendem por qualquer coisa, se escondendo para não mais se machucarem, mas sejamos mulheres e homens maduros no Espírito, seguros da verdade de Deus que habita dentro de nós. Como igreja, a noiva de Cristo, que possamos nos revestir de coragem, ousadia e jamais fugir a luta de uma missão que nos foi delegada aqui nessa terra. Se a cada momento de tudo que nós vivemos, formos procurar respostas em coisas ou até mesmo nas pessoas, nós jamais iremos encontrar tempo para construir nossa Própria Casa. Apesar dos muitos erros e limitações que possuo sou grata a Deus, pois Ele não tem desistido de me ensinar. Cristo tem nos chamado a focar o nosso olhar na direção certa, pois não há mais tempo para pensarmos sem que decisões sejam tomadas e colocadas em prática. Vamos viver contemplando somente com os olhos, ou permitir que o ESPIRÍTO de Deus nos faça caminhar? Sei que é difícil dizer não ao nosso coração quando ansiamos tanto por algo, é doloroso ter que renunciar a coisas que todos os dias somos levados a acreditar que nos fará bem e que nos proporcionará prazeres incríveis. Afinal de contas a vida é feita de muitos sabores, mas a grande questão e o nosso maior desafio se consiste em, ter ou não um paladar acusado e seletivo no momento de nossas constantes escolhas. Não acredito que Deus tenha feito o homem para de tudo desfrutar dessa terra, até por que hoje não são mais todas elas saudáveis e permissíveis a nós, no entanto creio que Ele não deseja nos privar das maravilhas que certamente nos fará bem proporcionando a mim e a você sorrisos de uma verdadeira alegria.


“E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.” Romanos 12:2.


Em minha alma há uma constante sede por ouvir o coração de Deus. Por isso temos que aprender através do seu Espírito discernir as muitas “propostas” que nos são apresentadas a cada instante de nossas vidas. Precisamos nos lembrar de que há riscos para aqueles que optam em seguir sua jornada sendo guiados pelos olhos, como também há promessas para aqueles que perseveram por entender que a essência do melhor de Deus se consiste na profundidade inalcançável do coração Dele. Que o nosso maior anseio seja tocar o coração do Pai, e nos encontrarmos Nele através do amor curador de Jesus que a cada dia nos alcança de forma tão fascinante e encantadora. Que outro amor pode nos ser mais atraente e irresistível ao ponto de não nos rendermos ao coração do Abba em total obediência. Não devemos esperar para carregar nossas próprias marcas no corpo, na alma para então entendermos que toda ferida gerada a partir da desobediência deixa sua sequela, e depois disso a dor será algo inevitável.


“Embora seja eu imperfeita, não quero ser lembrada apenas pelas escolhas acertadas que também tenho feito, mas ser uma dentre as muitas mulheres a quem pessoas se inspiram por ter prosseguido por caminhos retos e ainda que, sentindo a dor dos espinhos, hora caindo, outra se levantando, contudo escolheu não se acovardar se rendendo ao pecado que todos os dias me faz ter que lutar e vencer infinitos gigantes.”


……………………………………..

Esse artigo é uma contribuição de nossos leitores.


Autora: Fabiana Miranda Vicente

RELACIONADO
COMPARTILHE ESTE ARTIGO:
 
mm

Redação Eu Escolhi Esperar