NAMORO CRISTÃO – Um grande amor acontece quando você menos espera!

Quem não quer ser feliz, próspero e viver um grande amor? Acredito que quase todo mundo! Não há nenhum mal nisso, desde que o nosso maior objetivo de vida seja buscar primeiramente o Reino de Deus e a Sua justiça. Mas a real condição pra que Deus abençoe alguém não é o fato de ele ser o mais popular, o mais rico, o mais bonito ou inteligente… Na verdade, a real condição está na obediência dele a Deus. Isso, sim, faz a grande diferença!

Talvez Deus tenha colocado no seu coração o sonho de constituir uma família, conhecer alguém legal para que, juntos, vocês sigam a Deus de verdade. Mas (talvez de novo) você esteja preocupado com sua idade ou sua estética, quem sabe carregando alguns traumas do passado e achando que é impossível conhecer uma pessoa maravilhosa e que serve ao Senhor. Seja sincero: mesmo assim, nessas condições, o namoro santo ainda pode acontecer?

A verdade é que sim! Só que, pra isso, você precisa priorizar sempre ser uma pessoa realmente de Deus, porque, do contrário, muito provavelmente vai achar que está pra trás por ver pessoas mais “interessantes” que você namorando.

A gente sabe que a pressão é muito grande (até mesmo dentro da igreja ou na família), só que Deus não vê como o homem vê. Portanto, a sua vida não pode ser comparada com a de ninguém, porque é você quem responde por ela. Além disso, não podemos julgar, mas nem todos aqueles que se dizem de Deus e demonstram felicidade têm, de fato, a bênção dEle.

Isso me faz lembrar a história de Davi, que cuidava das coisas do Senhor quando até mesmo seu pai, Jessé, se esqueceu de apresentá-lo a Samuel. Ele foi esquecido por homens, mas lembrado por Deus (1 Samuel 16).

Portanto, pare de se preocupar em ser aceito pelas pessoas e permaneça firme, tendo foco, mesmo que isso custe a sua impopularidade.

Preocupe-se em ser aprovado por Deus. Quando isso acontece, Ele começa a direcioná-lo a fazer coisas que, a princípio, parecem que não vão dar em nada, mas, acredite, vai valer a pena seguir as orientações dEle!

Deus faz assim: quando você menos espera, as bênçãos dEle começam a ir ao seu encontro.  Então, por buscar ser obediente a Ele, você vai se sentir a cada dia mais confiante e feliz pela intimidade que terá com o Pai.

Como tem gente falando que, se você não correr atrás, nada vai cair do céu! Não é mesmo? Só que isso não é verdade. Temos responsabilidades? Sim! Precisamos agir? Sim, no tempo de Deus. Mas nossa prioridade deve ser buscar mais e mais intimidade com o Senhor (e é nesse ponto que esses “conselheiros” mais falham).

Somente quem quer ser íntimo de Deus (guiados pelo Espírito Santo) consegue ter a verdadeira alegria, que vem do Senhor. E aí, focado nas coisas do Reino, essa pessoa, quando menos espera, pode ver o amor acontecer.

 

CONSELHOS PARA O NAMORO CRISTÃO

Um livro excelente que ensina a estabelecer uma base firme no seu namoro é A Face Oculta do Amor, de Marcos Souza Borges, mais conhecido por Pastor Coty. Os conselhos que esse autor dá, testificam exatamente com o que aconteceu comigo quando eu estava solteiro. Compartilho com você resumidamente. Confira!

  1. Entregue a Deus seu direito de se casar: isso não significa deixar de se casar, mas descansar espiritualmente em Deus, sem ansiedade nem precipitações (Rute 1.11-16);

 

  1. Abra mão da pessoa idealizada: isso não significa deixar de listar as características que você quer nessa pessoa, mas, sim, que Deus, em Sua infinita sabedoria, conhece os seus gostos e pode lhe dar o que você busca. Só não tenha como prioridade a aparência física (Provérbios 6.26 e 31.30);

 

 

  1. Não entre em jugo desigual: mais que um conselho, esse é um princípio bíblico absoluto. Mesmo com a melhor das intenções do seu pretendente, mesmo com o melhor caráter que ele tenha, o jugo desigual é uma espécie de sociedade que você faz com essa pessoa. Só que, como não há comunhão entre luz e trevas, esse relacionamento polui a sua vida, imprimindo contaminação e imundície na profundidade do seu próprio espírito (2 Coríntios 6.14). A palavra com a qual o próprio Deus descreve esse tipo de sociedade é abominação.

 

  1. Dê uma trégua sentimental para crescer espiritualmente: isso significa que o ideal é você só assumir um relacionamento de namoro depois de assumir uma boa maturidade espiritual. Esse também é um modo de priorizar a coisa mais importante da sua vida: sua comunhão com Deus;

 

 

  1. Saiba lidar com seus sentimentos: isso significa que não há nada de errado em gostar de alguém, mas esteja atento à direção do Senhor a isso, pois esse sentimento pode mudar o curso de sua vida. Você precisa fazer escolhas espiritualmente inteligentes, mediante a influência de um sentimento. Nunca se permita ser imediatamente vencido, agindo como um inconsequente (Romanos 12.1,2);

 

  1. Namore com o firme propósito de se casar: isso não significa que você certamente vai se casar com essa pessoa, mas só entre nesse relacionamento se for com essa intenção. Podemos até enganar as pessoas, mas nunca a Deus;

 

 

  1. Tenha a bênção de seus pais e líderes: geralmente, as autoridades estabelecidas por Deus são portadores da Sua voz. Preciso dizer mais alguma coisa?

 

  1. Mantenha comunhão espiritual no namoro: a adolescência e a juventude não são um tempo muito fácil espiritualmente falando. Os valores ainda estão vulneráveis a todo tipo de influência, e os hormônios aflorando… Então, se o seu namoro se resumir apenas ao contato físico (e até mesmo sexual), e vocês continuarem nessa situação, consequentemente isso afetará a base espiritual para o seu casamento (1 Tessalonicenses 4.3-8).

 

A princípio os conselhos apresentados podem parecer algo muito radical para se fazer, mas, de fato, a renúncia apesar de ser um caminho estreito, é também o caminho mais curto e suave para se atingir um objetivo. E Quando damos a Deus tudo que Ele pede, recebemos tudo que Ele promete.

Depois da conversão a Cristo, não existe uma decisão mais importante a ser tomada do que o casamento. Devemos admitir que o casamento é uma faca de dois gumes, ou seja, pode vir a ser uma grande benção, mas também pode desestruturar pessoas pelo resto de suas vidas. O que vai decidir isto é a nossa diligência em submeter aos princípios e limites estabelecidos sabiamente por Deus.

 

Medite nisso, e que o Senhor abençoe a sua vida!

Contatos, críticas ou sugestões de temas, escreva para o e-mail: <relacionamentojovemcristao@gmail.com>, e farei o possível para responder-lhe o quanto antes.

Até a próxima!

Marco Aurélio

RELACIONADO
COMPARTILHE ESTE ARTIGO:
 
mm

Marco Aurelio

Marco Aurélio Vieira, casado com Claudia Lins, formado em Administração, estuda pós-graduação em Liderança e Coaching. Convertido há 16 anos, é membro da Igreja Evangélica Congregacional de Bento Ribeiro (IECBR) e trabalha ativamente com liderança de célula e aconselhamento (sobretudo na área sentimental cristã). Escreve quinzenalmente para o site sempre aos Domingos.