NAMORO & PROFISSÃO: 10 CONSELHOS PRA SUA VITÓRIA

Foco, investimento, esforço, aprendizado. O que essas palavras têm a ver com a sua vida sentimental? Muito! Acredite, elas são tão importantes que, temendo ao Senhor e colocando-as prática, você alcança o que Deus lhe promete no Salmo 128. 1-4: “Como é feliz quem teme o Senhor, quem anda em seus caminhos! Você comerá do fruto do seu trabalho e será feliz e próspero. Sua mulher será como videira frutífera em sua casa; seus filhos serão como brotos de oliveira ao redor da sua mesa. Assim será abençoado o homem que teme o Senhor”.
Em nossos artigos, sempre falamos em como é fundamental temermos ao Senhor e andarmos nos Seus caminhos; essa é a nossa base, o nosso princípio. Mas repare que, atrelada ao temor ao Senhor está uma série de bênçãos que, consequentemente, Ele nos quer dar – e isso independe dos nossos recursos, das nossas “possibilidades”. Deus é Deus e tem um futuro próspero desenhado para cada um de nós – só que também precisamos fazer a nossa parte!
Se você analisar mais profundamente esse salmo, verá como as bênçãos se colocam seguindo uma ordem: uma coisa nos leva a outra, que, por sua vez, nos leva a outra. Às vezes, nossa ansiedade nos faz querer “meter os pés pelas mãos”, tomar atalhos e fazer em primeiro lugar o que, na verdade, poderia esperar um pouco mais – para o nosso bem! Quando intencionalmente o salmista fala primeiro em “temor ao Senhor”, seguindo de “fruto do trabalho”, “mulher” e “filhos”, você percebe a ordem das bênçãos? O temor nos fala da nossa vida espiritual, da nossa busca e intimidade diária; o “fruto do trabalho” vem logo a seguir e nos fala da importância de nos prepararmos profissionalmente (colégio, faculdade, cursos); afinal, namoro cristão é namoro com foco: é conhecer para possivelmente se casar e constituir família – e será bom se isso acontecer com estrutura financeira. Não queremos dizer que é impossível ter um casamento feliz com poucos recursos (de modo algum!), e, obviamente, podemos obter as bênçãos desse salmo alterando a ordem delas – só que esse processo pode ser bem mais demorado e difícil. Por isso, para evitar que você atropele as etapas, hoje queremos falar da sua vida profissional. O que você tem feito por ela? Com base na nossa experiência, citamos aqui alguns conselhos que esperamos ser bastante úteis para você hoje e futuramente. Vamos a eles!

1 – Invista em você. Mesmo cercado de pessoas que amam você, não espere que elas fiquem observando-o a todo instante, elogiando suas atitudes ou cobrando de você investimento na sua vida educacional. Raramente alguém irá incentivá-lo de verdade, mas não se frustre por isso, pois a responsabilidade é totalmente sua. Deus, quando o criou, já o fez com dons e talentos para que você possa desenvolvê-los. Busque os melhores cursos que você puder fazer, leia os melhores livros e esteja sempre disponível para adquirir mais e mais conhecimento naquilo que lhe for útil.

2 – Aproveite seu tempo. Pare pra pensar: em média, são necessários 4 anos para você concluir uma graduação. Pode parecer muito tempo, mas é melhor você passar 4 anos dedicando-se a esse sonho do que passar esses mesmos 4 anos frustrado e vagando sem propósitos.

3 – Aproveite as facilidades. A tecnologia nos permite fazer uma variedade de cursos a distância. Eu mesmo estou fazendo minha 2ª graduação, agora nessa modalidade. Além de ser mais em conta, me possibilita organizar mais o meu tempo da melhor maneira. Mas, para isso, preciso de disciplina!

4 – Aproveite as oportunidades. Falta de recursos não significa, obrigatoriamente, impedimento. A educação privada no Brasil é muito cara, mas Deus sempre lhe dará oportunidades para você poder estudar. Recentemente, vi na TV uma reportagem sobre um ex-morador de rua que, mesmo sem nenhum recurso financeiro, não desanimou. Em vez disso, aproveitou o tempo estudando em bibliotecas; com tanta determinação e vontade de vencer, ele conseguiu passar em um concurso público. Que lição de vida! E o mesmo pode acontecer com você: se você se empenhar, Deus também lhe abrirá porta!
5 – Foque aquilo que você ama. Talvez você não esteja trabalhando na área dos seus sonhos e, por falta de grana, precise trabalhar em algo nada apaixonante, só para pagar suas dívidas. Nesse caso, não se precipite! Em vez de pedir as contas sem um planejamento prévio, procure conciliar seu atual trabalho (pois é o que o sustenta) com cursos que provavelmente abrirão as portas para o que você, de fato, quer. Invista hoje para colher amanhã! Coloque essa causa sempre diante de Deus, e, se for da vontade dEle, a mudança acontecerá no tempo certo.

6 – Não provoque a sua demissão. Se você está insatisfeito no seu trabalho, ore a Deus por algum tipo de mudança ou, se Ele o direcionar a pedir demissão, faça isso. Mas NUNCA cometa algo injusto intencionalmente (preguiça, negligência, absentismo) só para ser dispensado e, ainda assim, receber sua indenização. Não é a indenização injusta que irá abençoá-lo, mas, sim, a sua dependência em Deus.
7 – Aproveite sua energia. Você é jovem! Portanto, deixe a preguiça de lado, aproveite sua saúde e tenha disposição para se empenhar ainda mais nos estudos e no trabalho; afinal, a concorrência no mercado é cruel. Namorar, se divertir…é uma delícia, mas não deixe que isso tire o seu foco. O tempo passa, e daqui a alguns anos você não terá o mesmo vigor de hoje. Se não tiver uma boa estrutura financeira para seu sustento, pode sofrer várias consequências desagradáveis lá no futuro.

8 – Planeje-se. Uma coisa é certa: quase ninguém gosta de se planejar! Eu mesmo não gosto… Mas estou aprendendo que, se eu não tiver um objetivo claro a respeito daquilo que preciso fazer, certamente serei “engolido” por coisas que em nada contribuirão para o meu crescimento. A internet é uma ferramenta valiosíssima, mas que pode se tornar um problema – se não tivermos controle sobre ela. É impressionante o poder que ela tem em roubar o nosso tempo precioso com acessos a redes sociais, brincadeiras em aplicativos de mensagens e bate-papo, jogos, vídeos etc. Se contabilizarmos o tempo que gastamos com tudo isso, ficaremos espantados com desperdício do tempo.

9 – Sacrifique-se. Mesmo buscando a santidade e fazendo a vontade de Deus, é possível que você esteja passando por momentos de privação, sacrifício e até mesmo lágrimas. E costuma ser difícil entender o propósito de tanta dor, mas tenha certeza de que todas as coisas contribuem para o seu bem (Romanos 8.28).

10 – A crise não é o seu fim. No Brasil, vivemos um tempo difícil, de más notícias, corrupções e crise econômica. O reflexo disso tudo atinge a maioria dos brasileiros – e, provavelmente, você e eu estamos nessa. Mas precisamos lembrar que a nossa vida está pautada em Deus e nas Suas promessas. São elas que nos dão o ânimo necessário para prosseguirmos. Deus não nos tirou do lamaçal do pecado para sermos derrotados pelas dificuldades deste mundo. A Bíblia nos ensina a andar de fé em fé. Portanto, podemos ter a certeza de que, mesmo não sabendo de que forma sairemos dessa crise, se permanecermos em Deus, Ele fará algo para nos tirar dessa situação. Quantas foram as vezes que imaginamos ser o fim? Mas o Senhor nos sustentou até aqui. (Leia Romanos 8.32.)
Por fim, queremos deixar aqui nosso testemunho. Durante a minha infância, por causa de problemas familiares (na época, meu lar não era cristão), desenvolvi uma mentalidade demoníaca, que me fazia achar que eu era burro. Colava sem limites e, mesmo assim, concluí o Ensino Médio com dificuldades. Mas em 2001 me converti, e Deus começou a plantar no meu coração uma semente: a vontade de aprender, a vontade de crescer, a vontade de cursar uma faculdade. Só que sempre pairava aquele medo: “Se não aprendi Matemática e Português na minha adolescência, vou aprender agora, na faculdade?”. Ainda assim, fui buscando a Deus dia a dia, e mesmo diante das dificuldades, Ele me fazia acreditar que eu poderia me graduar. Então, comecei a estudar Administração em 2008, e, ao longo do curso, com muita dedicação, o que aconteceu? Para a glória de Deus, fui premiado pela faculdade por 3 vezes consecutivas por estar entre os 10 melhores de todos os 5 mil alunos da universidade. Mesmo não sendo “um crânio”, ganhei várias premiações, descontos em mensalidade e uma excelente nota para o meu CR (coeficiente de rendimento). Minha esposa? Quando solteira, trabalhava como atendente de um consultório médico. Nas horas vagas, com a permissão do chefe, ela se debruçava sobre os livros quando não havia pacientes aguardando atendimento. O pouco dinheiro que ganhava era para o dízimo, as despesas (bem) básicas e o pagamento da faculdade e do curso de língua. E, apesar da vida corrida, nunca deixou de honrar seus compromissos na igreja que frequentava. Resumindo: hoje ela é formada, pós-graduada e servidora pública federal.
E você pensa que paramos? Não! Priorizamos o Senhor e desenvolvemos o nosso ministério em nossa igreja, mas, além disso, estou fazendo a minha 2ª graduação, e minha esposa se preparando para um futuro mestrado. Falamos isso não para esbanjarmos a nossa capacidade de conquista. Apesar dos títulos que o Senhor nos tem dado até aqui, nada se compara ao maior título que podemos receber dEle: o de filhos de Deus! Tudo é para a honra e a glória do Senhor! Nada disso seria possível se não priorizássemos a direção dEle.

Por fim, quero dizer que não tenho a pretensão de substituir o aconselhamento de sua liderança espiritual local; de modo algum! Mas, aliado a ele, também incentivo você, leitor, a interagir comigo. Sinta-se à vontade para escrever para mim, pelo e-mail relacionamentojovemcristao@gmail.com, e farei o possível para responder-lhe o quanto antes. Conte-me sua experiência para que, por meio dela, outras pessoas possam ser edificadas.
Até a próxima quinzena!
Marco Aurélio

RELACIONADO
COMPARTILHE ESTE ARTIGO:
 
mm

Marco Aurelio

Marco Aurélio Vieira, casado com Claudia Lins, formado em Administração, estuda pós-graduação em Liderança e Coaching. Convertido há 16 anos, é membro da Igreja Evangélica Congregacional de Bento Ribeiro (IECBR) e trabalha ativamente com liderança de célula e aconselhamento (sobretudo na área sentimental cristã). Escreve quinzenalmente para o site sempre aos Domingos.