Não apareceu ninguém até agora

Eu estava em crise uns dias atrás – talvez você se identifique com minha crise emocional.

Você já sofreu “por amor”? Já teve alguém na sua vida e por inúmeros motivos ela se foi e você ficou triste? É, eu também. Mas não é disso que se trata esse artigo. É sobre o que acontece depois. 

Com o tempo, a dor se vai. O sofrimento diminui e nossa respiração parece que voltou ao normal. Até conseguimos ouvir músicas românticas ou de amores não correspondidos sem sentir qualquer semelhança.  Aquele choro sentido até a alma – e que nossos travesseiros conhecem de cor e salteado – perdem o sentido e aos poucos, é substituído por boas e altas risadas. Os sonhos que foram destruídos  retornam com força e coragem! Aquelas expectativas de vida a dois, apesar da rejeição vivida anteriormente, ressurgem. É um milagre! E a esperança de amar e ser amado novamente…ah, que sonho!

Mas nem tudo são flores. E a espera parece demorar mais do que o planejado por nós. Superamos o velho amor. Temos anseios pelo o amor que vai durar todas nossas vidas. O que falta, então? Por que será que não apareceu ninguém até agora? Já descobrimos nossas identidades em Deus. Já sabemos qual é a missão Dele para nossas vidas. E eu repito: Por que será que não apareceu ninguém até agora?

Aos poucos as dúvidas retornam, a frustração, ansiedade e insegurança são frutos que permitimos crescer no longo período de espera. Os receios e medos tomam os lugares da fé e da esperança. E realizar o sonho de amar parece cada vez mais distante. Será que vai demorar mais quanto tempo para alguém bacana, que tira o nosso fôlego e faz nosso coração bater mais forte aparecer?

Deus não criou o homem para ficar sozinho. A solidão foi a única coisa que Ele disse que não era boa (Gênesis 2.18). E se estamos nos sentindo sozinhos, precisamos dizer isso a Ele. Mesmo sabendo o que se passa conosco, Ele deseja que tenhamos a vontade de estarmos com Ele e de contarmos tudo o que sentimos e vivemos. O jeito é descansarmos Nele e em Sua criatividade. Ele tem um jeito todo especial de nos surpreender. 

Enquanto escrevo esse artigo para você, escrevo, também, para mim. Penso que essas crises nos fazem crer cada vez mais no Senhor. Elas demonstram o quão dependentes somos Dele. O que você faz quando as dúvidas e os questionamentos surgem? Conta pra mim, dou um jeito de compartilhar aqui com toda a galera! Enquanto isso, sugiro a você – e a mim – a viver um dia de cada vez, e a respirar fundo. Deus está ouvindo nossas orações (clica aqui para ler mais sobre isso), temos que ter fé. A resposta virá!

RELACIONADO
COMPARTILHE ESTE ARTIGO:
 

Rebeca Brito de Andrade

Tem 22 anos, é uma psicóloga em construção. Acredita no poder que as pessoas têm de mudar e transformar o mundo delas. Prefere café com leite, sobremesa e só come bolo no dia seguinte. Ah, é, também, filha de pastor!