O casamento

 

“Finalmente chegou – o dia do casamento da Anna, o dia que ela tinha sonhado e planejado por me­ses. A capela pequena e pitoresca estava repleta de amigos e familiares. Raios de sol penetravam pelos vitrais colo­ridos das janelas, e a música suave de um quarteto de cordas enchia o ambiente. Anna caminhava pela passarela em direção ao David. A alegria tomou conta. Este era o momento que ela tinha aguardado tanto. Ele segurou a sua mão carinhosamen­te, e se viraram para o altar.
 
Mas no momento em que o celebrante começou a conduzir Anna e David nos votos matrimoniais, aconteceu o impensável. Uma garota se levantou no meio da congregação, caminhou em silêncio para o altar e tomou a outra mão do David. Uma outra garota se aproximou e ficou ao lado da primeira, e depois outra também fez o mesmo. Logo, uma corrente de seis garotas estava ao seu lado enquanto ele fazia o voto para Anna.
 
Anna sentiu um tremor nos lábios enquanto as lágrimas enchiam os olhos.
 
Isso é algum tipo de piada? – ela sussurrou ao David.
 
Me… Perdoe-me, Anna. – ele disse, olhando para o chão.
 
Quem são estas meninas, David? O que está acontecen­do? – ela perdeu o fôlego.
 
– São garotas do meu passado. Ele respondeu com tris­teza. – Anna, elas não significam nada para mim hoje… Mas eu dei uma parte do meu coração para cada uma delas.
 
– Pensei que o seu coração fosse meu. Disse ela.
 
E é mesmo, é mesmo. Ele implorou. – Tudo o que sobrou é seu.
 
Uma lágrima correu pela face de Anna. Então ela acordou.
 
Anna me contou o seu sonho em uma carta. “Quando acor­dei me senti tão traída”, ela escreveu. “Mas logo fui atingida por um pensamento deprimente: Quantos homens se alinhariam ao meu lado no dia do meu casamento? Quantas vezes dei o meu coração em relacionamentos de curta duração? Será que vai so­brar alguma coisa para dar ao meu marido?”
 
Frequentemente penso no sonho da Anna. Esta imagem desagradável me persegue. Existem garotas no meu passado, tam­bém. E se elas resolvessem aparecer no dia do meu casamento? O que elas diriam na fila dos cumprimentos?
 
– Oi, Joshua. Você fez umas promessas muito bonitas lá no altar. Espero que você cumpra melhor as promessas hoje do que quando eu te conheci.
 
– Nossa como você está elegante neste fraque. E que noi­va bonita. Você já contou a ela sobre mim? Você já disse para ela todas aquelas coisas lindas que sussurrava no meu ouvido?
 
Têm alguns relacionamentos que só me trazem desgosto quando penso neles. Eu me esforço para esquecê-los. Eu tento diminuí-los como se fossem apenas parte do jogo do amor que todo mundo joga. Sei que Deus me perdoou, pois já pedi a Ele. Sei que as várias garotas me perdoaram, pois também pedi a elas.
 
Mas ainda sinto a dor de ter dado o meu coração para mais garotas do que devia no meu passado.”
 
“A não ser que um homem esteja preparado para pedir a uma mulher que seja a sua esposa, que direito tem de requisitar a sua atenção exclusiva? A não ser que tenha sido pedida em casamento, por que uma mulher sensível prometeria a qualquer homem a sua atenção exclusiva?”
 
Elisabeth Elliot
 
Trechos do livro “Eu disse adeus ao namoro”
 
Joshua Harris
 
 
E eu super recomendo a leitura desse livro 
 
Com amor,

RELACIONADO
COMPARTILHE ESTE ARTIGO:
 

Patrícia Geiger