O jardim do coração

O que fazer quando tudo muda de forma repentina em nossas vidas e as terras antes floridas transformam-se em desertos solitários?  Quando a vida parece te dar um golpe pelas costas e nos sentimos como o sujeito bonzinho da história que foi atingido pelas costas? Sentimos que nossos sonhos são abalados e a sensação muitas vezes e que Deus nos abandonou que ele está apático ao nosso sentimento e não tem dado a devida atenção a nossa dor, e perguntamos: Deus onde estás?

Este sentimento vez ou outra passa por cada um de nós quando focamos nossos olhos nos problemas e circunstancias que atingem nossas vidas.  Parece que somos crianças órfãs, sem ninguém que nos cuide quando sentimos uma simples dor de barriga em meio a noite e queremos apenas o cuidado.

Devemos nos recordar o que está escrito em Isaias 49:15-16 que diz:

"Porventura pode uma mulher esquecer-se tanto de seu filho que mama, que não se compadeça dele, do filho do seu ventre? Mas ainda que esta se esquecesse dele, contudo eu não me esquecerei de ti. Eis que nas palmas das minhas mãos eu te gravei; os teus muros estão continuamente diante de mim".

O Senhor jamais nos esquece, somos a razão de seu amor.

O problema parece ser maior quando olhamos para a dor ou para o problema.

Que os teus olhos fiquem firmados no amor do Pai que faz toda a diferença em nossas vidas e quer transformar o deserto de seu coração em um lindo jardim secreto cuidado por Ele diariamente.

RELACIONADO
COMPARTILHE ESTE ARTIGO:
 

Gustavo Pestana

Sou natural de Ilhéus-Ba, formado em psicologia e graduando em teologia. Membro da igreja batista da Urbis na minha cidade. Amo escrever e compartilhar o amor d Deus. No momento estou trabalhando com missões urbanas. Também trabalho em dois projetos sociais: Um que com crianças com câncer e um com crianças carentes.