O PASSO A PASSO DOS SONHOS: Um Guia só seu e de Deus

Não existe um tutorial para se construir um sonho ou uma trajetória única para o mesmo. A construção e a idealização do sonho é que nos torna seres interessantes, procriadores, realizados e felizes. Prosseguimos com a diversidade de pessoas tentando nos ensinar a sonhar e realizar em todo o tempo, desmotivando-nos a colocarmos nossa identidade nesse processo, a temperarmos da forma como desejamos. Quando sonhamos desenvolvemos em nós um lado “poeta”, ou seja, vemos uma certa beleza e graciosidade em algumas áreas de nossas vidas de uma maneira muito nossa.

Deus, o Criador, foi quem te criou. Ele não está interessado em mudar quem você é mas como você pode ser proveitoso com tudo que te forma. Quando aprendemos a sermos bem aproveitados e estamos interessados em nos potencializarmos de acordo com o que Deus deseja realizar, entendemos que muitas das coisas que são denominadas por outros como “desnecessárias”, nós começamos a criar um padrão do que é verdadeiramente adequado para se sonhar criando um manual de sobrevivência para sermos aceitos, esquecendo que o que encanta a Deus é justamente nossa particularidade diante das coisas entre ele e nós.

Para que possamos entender quem somos e o que nos faz sermos importante nesse corpo, precisamos deixar quem nos constituiu apresentar tudo o que nos compõe em sua plenitude. Não, o intuito não é te fazer passar vergonha ou te fazer encarar defeitos e chorar por não conseguir muda-los, o intuito é te confrontar para você se conhecer assim como o Criador te conhece. Ele te ama porque Ele te fez e se Ele te fez é porquê conhece tudo que há em você! A lógica deveria ser a mesma para nós, se nós não quiséssemos nos desmontar e aprender na marra de forma experimental quem somos. Sim, depois de um processo de auto desmanche você se descobre mas pode acontecer no meio desse processo, de que algumas peças sejam modificadas ou prejudicadas e isso demanda tempo para ser restaurado e nos causam consequências às vezes irreversíveis.

Precisamos deixar quem nos construiu nos apresentar a nós mesmos para sabermos o que há em toda nossa diversidade particular. Quando estamos plenos em Deus, em sabermos quem somos e qual importância temos em toda sua lógica, partimos para a construção de sonhos, o que é diferente do caminho a ser percorrido. Como? Deus nos inspira a sonhar de acordo com o que faz nosso coração ter paz. Se tivermos plenitude de quem somos pra Deus e Ele nos ensina a sonhar, o que poderia dar errado? Se já aprendemos a discernir tudo que há em nós e deixamos o Espírito nos guiar, o que realmente poderia dar errado? A resposta é simples: as pessoas que ainda não passaram pelo primeiro processo.

Estamos, em todo tempo, diante de pessoas cheias de coisas que elas acham que elas são, não descartam o que devem ser descartados dentro delas mesmas e também não tratam todo esse tóxico pessoal, e realmente, dessa forma fica muito difícil de não respeitarem ou incentivarem os sonhos alheios. Aprendemos em Deus a sermos tão cheios de paz para aquilo que formos chamados, demoramos anos para aprendermos a sonhar e nos conhecer, como uma pessoa incompleta não pode interferir de forma tão significante em toda essa construção! Mas se somos tão plenos mesmos, porque nos deixamos afetar? É porquê Deus compartilha tanto e sonha tanto conosco que fica difícil quando compartilhamos de tudo isso com outra pessoa e ela ainda assim não consegue sentir o mesmo que estamos sentido. Se é tão belo, como os outros não conseguem sentir tamanha maravilha?

Quando digo que cada um tem forma de poetizar a vida, falo que cada um tem sua particularidade com Deus. Existe uma vocação dentro de nós para diversas coisas e as pessoas não são obrigadas a trilharem os mesmos caminhos, não existe uma exatidão e nem receita pronta para isso, porém, quando conhecemos o que Deus preza, aí sim entendemos que devemos não só respeitar mas exercer o incentivo.

Mesmo que pra você seja desnecessário ou “impossível” o sonho do outro, existem pessoas que só precisam ser impulsionadas a sonhar. Que possamos entender que o Espirito é o mesmo e Ele precisa se manifestar em você. Que hajam sonhos, que hajam frutos desses sonhos e que hajam confrontos saudáveis e respeito amável entre nós.

Qual é o sonho que Deus tem construído contigo hoje? Deixa Ele te ensinar, deixa Ele te mostrar como você funciona, deixa Ele ser quem Ele é, o nosso Criador.

Esse artigo é uma contribuição de nossos leitores.

Autora: Maria Luiza Vaz

Email:mluiza.adm@hotmail.com

Twitter: @malusvaz

Facebook: Maria Luiza Vaz (https://www.facebook.com/malusvaz)

Instagram: @mlsvaz

RELACIONADO
COMPARTILHE ESTE ARTIGO:
 
mm

Redação Eu Escolhi Esperar