O que fazer quando eu escolhi esperar, mas ele (ela) não?


Quando falamos que o Senhor nos orienta ao sexo só após o casamento, isso não se trata de um grande favor nosso para Deus, mas, sim, de uma escolha nossa para que sejamos felizes, cumprindo os propósitos dEle.

Infelizmente, cada pessoa que despreza as orientações do Senhor está trazendo para si grandes maldições. Isso porque a desobediência e a falta de arrependimento cobram do ser humano um alto preço, pago com casamentos destruídos, famílias arruinadas, filhos perdidos e vários outros tipos de desgraça.

Em nossas igrejas, não é difícil encontrar aquela jovem que tenha decidido obedecer às orientações de Deus se mantendo pura e se guardando até o casamento, mas, em contrapartida, seu namorado não; em vez disso, ele tenta praticar sexo sempre que a oportunidade que lhe aparece.

É bem verdade que o contrário também existe: jovens mulheres (e não homens) tentando avançar o sinal e buscando sexo antes do casamento.

Talvez essa seja a realidade ou dificuldade que você esteja vivendo no momento. Por isso, independentemente da sua situação (se evitando ou buscando sexo durante o namoro), saiba que é perfeitamente possível você passar a viver, hoje, a vida abundante que Jesus lhe promete.

Para ajudá-lo nesse propósito, 6 questões bastante objetivas ensinarão a você por que vale a pena esperar em Deus e obedecer aos Seus princípios.
1. Qual é a raiz do problema? Os males que a sociedade vive (não somente na área afetiva) estão basicamente ligados a 3 fatores que o ser humano despreza: a falta do conhecimento do mundo espiritual; a falta de submissão ao senhorio de Cristo; e consequentemente a legalidade dada para que espíritos malignos possam agir livremente.
2. Como isso acontece? Por exemplo, quando uma jovem busca agradar a Deus, mas cede aos apelos do seu namorado e faz sexo antes do casamento (até mesmo para evitar que o relacionamento chegue ao fim). Entenda que essa situação não se dá somente por causa da “postura natural da vontade da carne”. Acima de tudo, isso é uma forma de expressão das entidades malignas, que têm como objetivo principal tentar falsificar os valores do Reino de Deus no nosso coração. Satanás não tem o poder de destruir o Reino de Deus, de modo algum, mas ele busca destruir os valores do Reino de Deus no coração daqueles que não se submetem a Cristo. A vontade do diabo é colocar o trono de Deus de cabeça para baixo. Por isso, há tantas famílias confusas e tantos jovens com a vida destruída!
3. Como você é enganado? Um dos maiores enganos que as pessoas sofrem no mundo é achar que a atuação dos espíritos malignos se dá somente quando uma pessoa sofre possessão demoníaca. A atuação de Satanás e seus demônios se dá também de forma quase que imperceptível ao olho humano – a partir de uma sugestão mental (Efésios 6.16). Lembra-se da história de Adão e Eva, contada no livro de Gênesis (2.17)? Satanás só conseguiu seu objetivo depois de convencê-los a desobedecer a orientação de Deus. Outro detalhe de que jamais podemos nos esquecer: Satanás, quando sugestiona na sua mente, dificilmente diz que é ele próprio quem está atuando. A verdade é que o diabo não pode saber o que você está pensando (pois a onisciência pertence a Deus), mas pode sussurrar palavras e ideias na sua mente. Se sua vida está em obediência e submissão ao Senhor, não precisa ficar com medo, pois infinitamente maior é o poder de Deus!
4. Como acontece isso hoje? Deus diz aos jovens: “… vos abstenhais da fornicação; Que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santificação e honra; não na paixão da concupiscência, como os gentios, que não conhecem a Deus. Ninguém oprima ou engane a seu irmão em negócio algum, porque o Senhor é vingador de todas estas coisas, como também antes já lhe dissemos e testificamos. Porque não nos chamou Deus para a imundícia, mas para a santificação. Portanto, quem despreza isto não despreza ao homem, mas sim a Deus, que nos deu também o seu Espírito Santo” (1 Tessalonicenses 4.3-8). Em contrapartida, Satanás dirá de alguma forma: “Olhe para seus impulsos sexuais… Deus entende que ninguém é de ferro… Você não aguentará mesmo… Já que está sentindo vontade, vá lá e faça logo”. Quem não está de fato na presença de Deus, discernindo o mundo espiritual, diz que é tudo humano, belo e gostoso, mas é dessa forma que você dá legalidade para o inimigo agir em sua vida.
5. Quem governa você: Deus ou os seus sentimentos? As entidades malignas querem que você atenda aos seus apelos sentimentais, e não aos princípios e às orientações de Deus. Tudo isso para colocar o seu sentimento como o centro do seu governo (e não a sua submissão a Deus). Quando isso acontece, você passa por um esfriamento espiritual, e, como consequência, sua vida sentimental fica cada vez mais angustiada e deprimida, podendo se arruinar por completo caso você não tome um posicionamento em Cristo.
6. Ainda há solução? Em nosso próximo artigo, daremos continuidade a esse tema, falando sobre alguns conselhos práticos para você andar em santidade. Mas, de antemão, independentemente da sua idade, do seu passado, do seu namoro, saiba que, mesmo você não sendo mais virgem, pode ter sua vida restaurada por Jesus. Arrependa-se agora mesmo dos seus pecados e escolha viver em santidade. Se possível, pare tudo o que estiver fazendo, vá a algum cantinho reservado e clame para que Jesus Cristo seja o Senhor e o Salvador da sua vida. Em 1 João 1.9, a Bíblia diz: “Se confessarmos os nossos pecados, Ele é fiel e justo para nos perdoar todos os pecados e nos purificar de qualquer injustiça”.
Por fim, quero dizer que não tenho a pretensão de substituir o aconselhamento de sua liderança espiritual local; de modo algum! Mas, aliado a ele, também incentivo você, leitor, a interagir comigo. Sinta-se à vontade para escrever para mim, pelo e-mail relacionamentojovemcristao@gmail.com, e farei o possível para responder-lhe o quanto antes. Conte-me sua experiência para que, por meio dela, outras pessoas possam ser edificadas.

Até a próxima quinzena!
Marco Aurélio

mm
Marco e Claudia Facebook Twitter Imprimir

Marco Aurélio Vieira, casado com Claudia Lins, é formado em Administração. Convertido há 15 anos, é membro da Igreja Evangélica Congregacional de Bento Ribeiro (IECBR) e trabalha ativamente com liderança de célula, aconselhamento (sobretudo na área sentimental cristã) e como professor de escola bíblica. Claudia Lins, casada com Marco Aurélio Vieira, é nascida e criada no Evangelho, e tecladista no ministério de louvor da igreja em que congregam. Formada em Letras, com pós-graduação em Latim e em Mercado do Livro, atua como revisora de textos e produtora editorial. Marco Aurelio e Claudia Lins escrevem quinzenalmente aos domingos.

seta

CONHEÇA NOSSA LOJA ONLINE