Home Artigos O que Jesus faria?

O que Jesus faria?

1908
0

Acredito que todos aqui já ouviram falar no movimento WWJD (what would Jesus do), em português: o que Jesus faria?

O movimento WWJD começou em 1989, quando um grupo de jovens da Calvary Reformed Church na cidade de Holand, Michigan (EUA), estudou o livro de Charles Sheldon, “Em seus passos, o que faria Jesus?”. No livro, os membros de uma igreja começam a se perguntar “O que Jesus faria?”, antes de cada atitude a ser tomada e começam a ver a diferença que isso faz. O grupo de jovens adotou o modelo e criaram pulseirinhas com as iniciais: WWJD, como um lembrete visível. O movimento espalhou; e hoje estima-se que mais de 15 milhões de pulseiras já tenham sido vendidas.  (Eu já li o livro e recomendo a leitura, tem até um filme baseado nisso).

Mas por mais que essa pergunta pareça tão simples, na prática não é. Quando começamos a nos perguntar, “em meu lugar, o que Jesus faria?”, só ficamos com mais dúvidas ainda.

Em sua primeira carta, Pedro nos mostra Jesus como um espelho a ser imitado, a ser exemplo para os cristãos.

“O próprio Cristo sofreu por vocês e deixou o exemplo, para que sigam os seus passos.” I Pedro 2:21

Mas para sabermos o que Ele faria, precisamos saber o que Ele fez! Se não soubermos o que Jesus fez em Sua vida, como queremos adivinhar o que Ele faria em nossa vida?

Com base nos Evangelhos, observamos 7 prioridades que guiaram as ações de Jesus:

Ele buscou o Pai
Ele demonstrou intimidade com Deus buscando-O continuamente. Nos Evangelhos há 45 referências que relatam que Jesus se isolou a fim de orar. Jesus trabalhava o dia inteiro mas ainda assim tirava tempo para ter comunhão com o Pai e se concentrar em Seu objetivo. Ele podia dormir ou trabalhar menos, mas sempre tinha tempo para orar.

Ele abraçou os rejeitados
Jesus demonstrou o amor de Deus aceitando os desprezados da sociedade. Ele chamou um cobrador de impostos para ser um de seus discípulos (Mateus, ou Levi). Em Lucas 5 podemos ver exemplos disso.

Ele restaurou vidas quebradas
Jesus cuidou das necessidades físicas e financeiras das pessoas, expulsou demônios, curou aleijados, ressuscitou mortos, e perdoou pecados. Jesus provou que o amor de Deus é suficiente para atender a qualquer necessidade.

Ele confrontou a hipocrisia
Jesus demonstrou o coração de Deus colocando-se contra a religião sem vida. Ele confrontou abertamente a hipocrisia religiosa. Jesus repetidamente repreendeu os religiosos que enterravam a verdadeira essência de Deus em suas tradições humanas. O que Jesus faria? Ele se pronunciaria contra pessoas que agem em nome de Deus para ferir outras. E Ele falaria contra aqueles que tiram lucro dos oprimidos mas dizem que seu Deus é cheio de compaixão. (Mateus 23:13-39; Lucas 19:45 e 46)

Ele ensinou a Palavra de Deus
Jesus aproveitava todas as oportunidades para ensinar, seja diante da multidão, seja diante do seu pequeno grupo de discípulos. Ele estava sempre ajudando as pessoas a descobrir o Seu Pai. Ele vivia e falava a verdade, a perfeita expressão do caráter de Deus.

“A Palavra se tornou um ser humano e morou entre nós, cheio de amor e de verdade. E nós vimos a revelação da sua natureza divina, natureza que Ele recebeu como Filho único do Pai.” João 1:14

Muitos não se consideram professores da Palavra. Se não ocupamos o púlpito aos domingos ou não lideramos um estudo durante a semana, somos tentados a pensar que este aspecto da vida de Jesus não se aplica a nós. Mas esta compressão é muito limitada. Jesus ensinava em conversas particulares, como com Nicodemos, ou quando pregava a milhares de pessoas.

Ensinar requer apenas ser tão preenchido com a Palavra de Deus que ela transborda naturalmente da nossa vida para a vida do próximo.

Ele serviu
O serviço marcou a vida de Jesus do principio ao fim. Ele serviu com sacrifício, colocando as necessidades dos outros acima de Suas próprias. Sua vida de serviço culminou na cruz.

Às vezes estou tão ocupado com o trabalho para Deus que não tenho tempo para as pessoas! Mas o trabalho de Deus são as pessoas!

Ele quer que eu chore com alguém que perdeu um ente querido; que eu visite um doente no hospital. Ele quer q eu ajude o senhor q teve o carro enguiçado a empurrá-lo. Ele quer q eu telefone a meia noite para um amigo em crise, aconselhando-o.

Servir as pessoas é servir a Deus!!!

Ele treinou lideres
Por fim, Jesus demonstrou o caráter de Deus ao treinar lideres que continuassem Sua missão e transformassem o mundo depois de Sua partida. Ele não impediu que as pressões diárias do ministério o impedissem de identificar e investir nos líderes de amanhã. Assim como Ele escolheu e treinou seus discípulos. (Mateus 10).

Identificamos essa área, como o ministério do discipulado. Não basta levar alguém para Jesus, é preciso que acompanhemos essa pessoa em seus passos, que mostremos à luz da Palavra o que é certo e o que é errado. E ser exemplo de vida!

Além da mania

Essas 7 prioridades nos levam de volta ao Evangelho e renovam nossa visão de como Jesus vivia. Ele buscava o Pai para obter força e sabedoria para abraçar, restaurar, confrontar, servir e treinar as pessoas à Sua volta.

A mania do WWJD pode ter passado, mas precisamos a cada dia nos perguntar: O que Jesus faria? Mas lembre-se:

Se você não tem certeza do que Jesus realmente fez em Sua vida, você estará apenas tentando adivinhar o que Ele pode fazer na tua vida!!

Então como você vai descobrir o que Ele fez e como Ele viveu? É só estudar e meditar na Palavra de Deus. Estudar a vida de Jesus, não apenas ler a Palavra, mas verdadeiramente meditar, refletir e ter um relacionamento com Deus.

*Baseado no artigo “O que Jesus fez? – As sete prioridades que guiaram as decisões de Jesus podem nos ajudar em nossas escolhas diárias. Escrito por Mike Fleishmann. (Publicado no impresso “O Batista Pioneiro”, 2006)

Com amor

Pati Geiger

Blog pessoal: IDEIAS NO FORNO

Instagram: @patriciageiger

Fan Page: Patrícia Geiger

Twitter: @patigeiger