Penso…acredito…imagino…sonho


Penso que minha adoração ao Senhor não está quando ministro louvor; seja no altar, no banco da igreja ou debaixo do chuveiro…quando levanto a mão num culto…quando choro no mesmo, na presença Dele…quando entrego com amor meu dízimo e minhas ofertas…quando faço algum outro qualquer serviço na Sua Casa…quando oro, jejuo ou me alimento de Sua doce e linda Palavra, Não!! Isso é consequência!

Acredito que minha maior e melhor adoração estão justamente quando não estou fazendo nada disso.

Quando não estou dentro de Sua casa e ninguém me conhece, ajo como um verdadeiro cristão;

Quando sou atacado por Satanás, de diversas formas possíveis e imagináveis (êh, bichinho criativo pra armar ciladas!) e resisto por amor a Ele, ao meu Senhor;

Quando propostas chegam aos meus pés e recuso;

Quando escolho viver ao avesso da cultura desse mundo, cada vez mais destruído por suas próprias regras, “onde o certo está se tornando errado e o errado se tornando o certo”;

Quando tenho de viver o que prego e o que leio da Sua Palavra (ainda que por muitas vezes, seja quase impossível e erro vez ou outra, mas sou resgatado por Seu infinito amor, graça e misericórdia);

Quando meu último pensamento ao dormir, e o primeiro ao acordar seja pensar “Como eu pude viver tanto tempo sem conhecê-Lo?” E ainda não conheço a plenitude de tudo que Ele é;

Quando eu percebo que não existe outra vida que valha à pena ser vivida, se não for pra amá-Lo e fazer a Sua vontade (mesmo doendo);

Quando não quero ser o centro das atenções (mesmo o mundo pedindo, cobrando e implorando por isso), pois, já existe Alguém a quem esse papel caia como uma luva; e esse alguém, não sou eu ou você;

Quando constato que quanto mais próximo Dele estou, quanto mais O conheço, mais sujo eu me vejo e mais pra perto Dele eu preciso estar, dia após dia…até a Sua volta!

Imagino que esse conhecimento é gerado por busca, dedicação, rendição, intimidade. Só posso viver o que leio da Sua Palavra, se dela eu me deleitar, me lavar, me deixar ser consumido por ela. Só posso fazer valer minhas orações, se delas eu me entregar, me render, me expor e crer. Só posso resistir em jejum as muuitas provações e tentações, se dele eu perseverar, com renúncia e obediência.

Sonho com o dia em que as pessoas me olharão e não mais poderão ver meu rosto. Como um espelho ou material polido apontado pro céu, a luz que Dele vem, possa refletir nesse material e iluminar quem esteja olhando; não me vendo, mas, a Ele.

Como bem disse certa vez um amigo meu: “Não que eu já tenha alcançado tudo isso, ou seja, perfeito; entretanto, vou caminhando, buscando alcançar aquilo para que também fui alcançado por Cristo Jesus.

Irmãos, não penso que eu mesmo já o tenha conquistado; mas tomo a seguinte atitude: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que estão adiante de mim,

apresso-me em direção ao alvo, a fim de ganhar o prêmio da convocação celestial de Deus em Cristo Jesus.” (Fp 3:12-14)

#SóPraSempre!!

seta

CONHEÇA NOSSA LOJA ONLINE