Perdão? Cura a alma!


Falar de perdão não é fácil. Essa palavrinha nos remete grandes reflexões. Os seres humanos têm uma grande resistência em liberar ou pedir o perdão. Mas por que será? Primeiramente é necessário compreender que perdoar não é uma opção, e sim um princípio de todo cristão. A capacidade de lidar com esse ato bíblico deve ser trabalhada todos os dias nas nossas vidas. O orgulho, o egocentrismo, o ódio, a falta de amor e de altruísmo muitas vezes são grandes obstáculos para esse exercício. A sociedade egoísta na qual vivemos nos estimula diariamente a sermos vingativos e punidores. Consequentemente, formamos pessoas doentes física e espiritualmente.

Quando nos magoamos com alguém e cedemos o perdão, como resultado temos a prevalência do nosso espírito em relação a nossa carne. Isso é uma prova de libertação. E quando somos nós que devemos pedi-lo? Isso demonstra que o orgulho não prevaleceu no nosso temperamento humano. Ambas as atitudes têm grande poder libertador. O perdão liberta? Exatamente! Além de libertar, cura. Isso já foi comprovado cientificamente. Existem livros seculares que relatam o poder do redimir. Há doenças físicas que são proporcionadas pelo rancor e mágoa. E a Bíblia, nosso manual da vida, há muito tempo já afirma a influência dele para uma vida plena. Como está em Isaías 1:16.

“Lavai-vos, purificai-vos, tirai a maldade de vossos atos de diante dos meus olhos; cessai de fazer mal”.

Afinal, o pecado rompe a conexão com Deus.

Vejamos uma passagem muito conhecida na Bíblia.

Em Lucas 5:17-26 é relatada a cura do paralítico em Cafarnaum. Jesus, nas suas primeiras palavras com o paralítico, proferiu o perdão sobre ele antes de ministrar a cura, surpreendendo a todos. O próprio Jesus compreendia o poder desse ato. E que aquela enfermidade ia além do mundo físico, mas envolvia emoções; pois o enfermo precisava se libertar emocionalmente, limpar suas lembranças de dor e angústia para transparecer a sua cura física. Os olhos humanos apenas observavam a necessidade daquele homem em ser curado da paralisia, porém Jesus viu também suas emoções, as feridas da sua alma. Nós, seres humanos, temos uma percepção limitada. Apenas Deus poderia curá-lo plenamente. A cura interior é muito mais profunda que uma cura exterior. Se o próprio Jesus que é amor nos perdoa, por que não vamos liberar o perdão? Não olhe para o passado, mas para o lindo futuro que Deus preparou para você. Como está em Mateus 6:14-15. Talvez, você esteja carregando um fardo por não ceder a esse poderoso caminho a uma vida em plenitude. Libere-se. Utilize-o como uma chave para uma nova história de vida. O perdoar enche nossos corações de alegria,, retidão e justiça, como é descritivo no Salmo 32:11.Que maravilha!

“Alegrai-vos no Senhor, e regozijai-vos, vós os justos; e cantai alegremente todos vós que sois retos de coração.”

Hoje é dia de perdoar! Jesus muda sua história! Se você cometeu algum pecado ele te perdoa, apenas tenha um coração quebrantado. Perdoe-se! E perdoe!

O perdão lhe permite asas!

Plante sua semente e peça perdão a Deus por seus pecados e Ele é fiel e justo pra te perdoar.

Esse artigo é uma contribuição de nossos leitores.

Autora: Hortência Jesus Ferreira de Sousa

Email : hortencia.ministerio@gmail.com

Instagram : hortencia _oficial

seta

CONHEÇA NOSSA LOJA ONLINE