Home Artigos Por que muitos não descobrem a vontade de Deus pra sua vida?

Por que muitos não descobrem a vontade de Deus pra sua vida?

8139
0

Um dia desses, recebi um e-mail solicitando aconselhamento sobre algumas dúvidas que podem ser também as suas. Tratava-se de uma jovem solteira, convertida ao Evangelho e mãe de um menino muito amado, fruto de um namoro que teve antes de conhecer o Senhor. Hoje ela e o pai do garoto estão separados, e ele nem quer saber do filho.

 

O relacionamento chegou ao fim, mas ela sonha em se casar com alguém muito especial e formar uma família, só que acha que é bem difícil esperar. Ela ora por esse propósito, pra que Deus abençoe esse futuro pretendente e o prepare pra ela; pede que ele seja uma pessoa que ame muito a Deus e sua Palavra. E aí vêm as perguntas dela: “Mesmo fazendo tudo isso, por que Deus não me responde? Tenho pedido alguém pra mim, mas por que não ouço nada? Por que não vejo Deus agir? Por que nada de novo acontece? O que devo fazer?”.

 

Essas também podem ser as suas dúvidas (recebo vários e-mails sobre esse assunto). Só que a resposta é bem simples: você precisa continuar buscando ouvir a voz de Deus. Sabia que existem vontades de Deus específicas pra sua vida? Outras, no entanto, são direcionadas a todos os Seus filhos. Então, vamos lá! Como entender os projetos dEle em áreas tão particulares do seu viver se você não buscar as orientações gerais e básicas? Alguém, por acaso, entra pra faculdade sem saber ler ou sem ter cursado os ensinos fundamental e médio? Não, não é mesmo? Até os gênios, os superdotados, precisarão fazer o básico antes de tudo. E com as coisas de Senhor o que acontece não é diferente. Ok! Então quais são essas orientações gerais, que servem como balizadores pra sua vida? São alguns conselhos que, apesar de parecerem tão banais, são bem práticos:

 

  1. Ore todos os dias;
  2. Leia a Palavra de Deus e medite nela diariamente;
  3. Seja discipulado;
  4. Frequente a sua congregação regularmente (cultos, escola bíblica, célula etc.);
  5. Seja fiel no ministério que Deus confiou a você;
  6. Viva a verdade, sem medo de sofrer rejeição por quem você é;
  7. Tome sempre decisões que estejam de acordo com a Palavra de Deus.

 

Como sempre falo, o Evangelho de Deus é simples (nós é que queremos complicá-lo). Temos o péssimo hábito de achar que as coisas simples não têm tanto valor, mas acredite: é nessas coisas básicas que reside a bênção do Senhor. Com o tempo, Deus revelará ao seu coração diretrizes mais específicas: de quem você deve se aproximar ou se afastar? Qual dessas pessoas tem maturidade emocional e espiritual pra aceitá-lo(a) do jeito que você é? Essa pessoa é, de fato, um servo/uma serva de Deus e tem as melhores intenções com você ou está se aproximando só por interesse?

 

Um bom exemplo que você deve seguir é o de José do Egito (Gênesis 37 – 47). Ele foi um jovem tentado, injustiçado, traído pelos próprios irmãos, chegando ao ponto de ser preso durante anos justamente por ter feito a vontade de Deus – no caso dele, não se relacionar com uma mulher casada. Mesmo assim, naquela prisão, ele cuidava com amor das coisas de Deus; não murmurava nem deixava de temer ao Senhor, e esse pode ser também o seu caso, assim como foi o meu.

 

A experiência que vivi no início da minha caminhada cristã foi crucial pra hoje eu ser quem eu sou. Gostava muito de uma namorada, mas ela passou a perder o interesse por mim, justamente porque eu tinha me tornado um cristão. Um dos amigos dela me provocava dizendo que eu iria perder aquela “gata” se eu não a acompanhasse nos ensaios de escola de samba que ela gostava de frequentar. Confesso que me sentia tentado só de imaginar que ela poderia estar saindo com outra pessoa. Então, pensei em começar a frequentar aqueles ambientes fétidos pra reconquistá-la e trazê-la pra Jesus. Mas aí eu pergunto: precisava mesmo eu ter orado pra saber se aquela era da vontade de Deus pra mim? Claro que não! Pois a própria Palavra de Deus é bem direta a respeito dessa orientação (2 Coríntios 6.14-18). Outra pergunta: eu estava mesmo perdendo aquela “gata” ou, na verdade, estava me afastando de um laço do maligno? Detalhe: se você observar, essas armadilhas surgem pra tentar desviá-lo(a) das grandes bênçãos que Deus tem preparado pra sua vida.

 

Voltando ao exemplo de José, talvez você se sinta esquecido em uma “prisão”, achando que nada de bom pode acontecer na sua vida ou na sua congregação, quem sabe por ela ser tão simples, sem muitas pessoas “interessantes”, sem muitos jovens… Mas, assim como aconteceu com José, de repente Deus também pode tirar você de uma situação aparentemente estagnada. Ele age assim, muitas vezes quando a gente menos espera. Mas, pra isso, você precisa ser fiel a Ele e a Seus princípios. Não minta pra você nem para os outros a fim de conquistar alguém; não se deixe levar pelos atrativos deste mundo; espere em Deus! O mesmo Deus que abençoa uma pessoa com 20 anos é o que abençoa uma com 50 ou com qualquer outra idade; o mesmo Deus que abençoa uma igreja lotada é o que abençoa uma pequena congregação; o mesmo Deus que abençoa um(a) solteiro(a) sem filhos é o que abençoa um(a) solteiro(a) com filhos. Deus não faz acepção de pessoas; Ele ama a todos de verdade, como um pai que ama seus filhos. E qual é o Pai não busca dar o melhor para os seus filhos? Aquele que não poupou o seu próprio Filho, antes, por todos nós o entregou, porventura, não nos dará graciosamente com ele todas as coisas?”.

 

Sabemos que esse não é o tema principal, mas o filho daquela jovem de que falei no início deste artigo pode até ser rejeitado pelo pai biológico, só que nunca será pelo Pai de amor. Deus certamente o ama e cuidará dele em todas as áreas da sua vida.

 

Por fim, querido(a), pessoas podem se esquecer de você ou desprezá-lo(a), mas Deus jamais Se esquecerá. Ele quer cuidar da sua vida, dos seus projetos. Entregue a ele o seu coração e os seus sonhos; no tempo certo, por mais que você não perceba nada, Deus agirá em seu favor, colocando alguém maravilhoso pra caminhar com você e dar continuidade aos propósitos do Pai.

Obedeça as orientações  simples de Deus e você experimentará  qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus (Romanos 12.2).

 

Medite nisso, e até a próxima!

 

Marco Aurelio

 

Curtiu? Leia meus outros artigos CLICANDO AQUI ou acompanhe nossos outros canais!

 

Contatos, críticas ou sugestões de temas, escreva para o e-mail: <relacionamentojovemcristao@gmail.com>, e farei o possível para responder-lhe o quanto antes.

 

Não esqueça de assinar a Newsletter do EEE!

Siga  no TWITTER, FACEBOOKe INSTAGRAM!

Ah, e assine o canal no YOUTUBE!