Por que vale a pena esperar?

O primeiro livro que publiquei, “O valor de estar solteiro: um tempo para investir em todas as áreas da sua vida”, foi uma grande revelação aos solteiros que tiveram a oportunidade de lê-lo. O livro têm aberto os olhos de milhares de jovens que aprenderam a ver o tempo de estar solteiro não como um fardo, mas sim como um tempo de investimento em suas vidas, enquanto o seu amor não chega.

      A  partir do momento em que o solteiro torna-se uma pessoa bem resolvida, ele está apto para a próxima etapa:  ter um relacionamento amoroso. As pessoas que não valorizam o tempo de solteiro passam boa parte deste tempo querendo encontrar um amor, no entanto, ao casarem-se percebem que a realidade de um relacionamento não é como se idealizou e assim passam a ter o desejo de voltar atrás no tempo enquanto eram solteiros. O arrependimento por ter casado de forma precipitada vêm a tona, porém não há mais como voltar atrás, pois Deus fez o casamento para sempre e cada um terá que se adaptar a esta nova realidade.

     Vida sentimental é uma das áreas de maior fragilidade do ser humano. Muitas histórias de amor saudável deixam de se concretizar por causa da ansiedade de pessoas que fazem escolhas precipitadas.           Relacionamentos devem ser escolhidos com sabedoria. O ato da escolha deve envolver mais a racionalidade do que o sentimentalismo, pois é melhor estar “só do que mal acompanhado”. Não há necessidade de ter pressa ou se desesperar. Tudo tem o seu tempo certo, o modo certo e a pessoa certa. As pessoas deveriam se apaixonar quando estivessem se sentindo preparadas e não quando estão carentes e solitárias.

Relacionamento cristão é um tema polêmico que envolve todos os cristãos e sua maneira de pensar e agir em relação a esse assunto.  Ainda há muitas controvérsias sobre o tema e diferentes orientações do que seria um relacionamento adequado aos padrões bíblicos.
Independente de denominarmos o relacionamento cristão de “corte”, “romance real”, “namoro santo” ou “compromisso”, o princípio de todos é o mesmo: a santidade!


“Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor.” (Hebreus 12:14)

    Um relacionamento que é construído sobre príncípios da Palavra e da sabedoria cristã, certamente é um relacionamento aprovado por Deus. Essa aprovação é verificada no resultado de duas vidas rendidas a Deus e que, por meio de sua entrega, prosperam, abundantemente, em todas as áreas da sua vida. E não só prosperam em bençãos espirituais, materiais e  emocionais mas também em um propósito de vida em comum que servirá para que o propósito do Reino de Deus se cumpra na Terra.”


“Portanto, quem ouve estas minhas palavras e as pratica é como um homem prudente que construiu a sua casa sobre a rocha.Caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram contra aquela casa, e ela não caiu, porque tinha seus alicerces na rocha. Mas quem ouve estas minhas palavras e não as pratica é como um insensato que construiu a sua casa sobre a areia.Caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram contra aquela casa, e ela caiu. E foi grande a sua queda”.

(Mateus 7: 24-27)


  Sempre valerá a pena pagar o preço pelo que vale a pena viver.

RELACIONADO
COMPARTILHE ESTE ARTIGO:
 
mm

Simone Messina Gomez

Simone Messina Gomez. Funcionária pública e escritora cristã. Membro da Igreja Bastista Nacional de Santa Maria, RS. Autora do livro O valor de estar solteiro e de muitos outros que estão por vir! Casada com Pedro Tasca Gomez. Ministramos seminários sobre Vida de solteiro, Romance Real e Santidade. Contato: simessina@gmail.com