Prepare os cestos, porque ainda que não haja chuva, a colheita virá!

Viver às vezes cansa. Tem dias que tudo o que eu quero é o colo do Pai. Atire a primeira pedra quem nunca desejou estar no melhor lugar do mundo.

Quando criança, lia Jó e pensava: Um dia quero ter a fé desse homem. Ser fiel a Deus no nada, porque Ele, o meu tudo, bastará. Coração valente ou bobo o meu? Eu gostaria de dizer que a minha primeira reação frente à dificuldade foi rasgar as vestes, rapar a cabeça e adorar (Jó 1:20), mas tudo o que eu fiz foi sentir medo. Eu não era Jó, era Elias fugindo e pedindo pela morte (1 Rs 19:3,4)

Acredito que assim como eu, você também já quis fugir e decretar a morte dos sonhos de Deus na sua vida, porque parece que eles nunca irão se realizar e a espera por tempo indeterminado testa a nossa fé. Quantas vezes você já adormeceu em meio a uma prece implorando ao Pai para que a dor de ter um sonho frustrado chegasse ao fim? Incontáveis, eu sei. Ele tem o nome de cada uma das lágrimas que caíram em seu travesseiro e não se esqueceu daquilo que te prometeu. Seja fiel, confie que os sonhos dEle são melhores que o seu. Independentemente do tempo que leve, a espera valerá a pena.

Pode ser que ao olhar para o campo, você não veja nada além de terra e pense que sua semeadura tenha sido em vão, mas se você busca algo que sobreviva à tempestade, dê tempo ao crescimento da raiz, e não se esqueça de regá-la. Ainda que não haja sinal de chuva, prepare os cestos para a colheita, porque no tempo certo ela virá.

Lembro-me de enfrentar um momento difícil em minha vida em que inúmeras vezes dormi e acordei chorando, implorando ao Espírito Santo para que a dor passasse, e em todas fui consolada. Certa manhã, após uma longa noite de choro, Ele me despertou, queria conversar. Eu queria dormir e deixar a conversa para depois, mas a insistência foi tamanha que eu me senti sendo puxada para fora da cama. A ordem foi clara: “Levante-se e coma, pois sua viagem será muito longa” (1Rs 19:7).

Pode ser que essa não seja a resposta que você espera, para mim ouvi-Lo bastou. Deus sabe que pés calejados precisam de refrigério, pois Ele é o próprio bálsamo, no entanto saiba que caverna é lugar de descanso, não de fazer morada. Esteja atento para reconhecer a Sua voz quando Ele te chamar para fora. Obedeça e siga a sua caminhada. (1 Rs 19:9-15)

Nem sempre seremos despertados na cama com uma bandeja sortida de realizações. Da semeadura do grão até a degustação do café há um longo tempo de espera que a cafeteira desconhece, por isso ela não entende o valor de um milagre. Quer viver um milagre? Seja um! Inspire vidas, testemunhe da fidelidade de Deus durante a sua espera e nunca se esqueça que o nosso alvo é a eternidade.

Eu sigo cuidando da minha plantação, rego e aguardo pela colheita, ainda que tenham me dito que “o meu problema é esperar muito nesse meu Deus”, o que para mim é motivo de orgulho. Nessa caminhada, aprendi que o melhor de tudo é ter a Sua companhia e que a sua presença me basta. Quando você se sentir cansado, não se envergonhe em admitir sua fraqueza, nem ouse recorrer a Deus para que Ele renove as suas forças, porque não se decepcionam aqueles que nEle esperam. (Is 40:29-31).

Levante-se, alimente-se da palavra e retome o fôlego para continuarmos a caminhada, porque ainda que não vejamos o fim, ele chegará, a recompensa virá e Ele voltará.

 

Letícia dos Santos Ribeiro. Sou natural de Telêmaco Borba – PR, 24 anos, professora, membro da Igreja Batista Betel e tudo mais que a Bíblia diz que eu sou. Sigo e espero na melhor companhia.

Email: lesr@hotmail.com

Facebook: https://www.facebook.com/lehsanribeiro

Instagram: @lesr7

Fotografia: Emile Machado

RELACIONADO
COMPARTILHE ESTE ARTIGO:
 
mm

Redação Eu Escolhi Esperar