Quando o Namoro Chega ao Fim: 5 atitudes para você voltar a sorrir

Talvez você já tenha vivido esta situação – ou está passando por ela neste momento: seu namoro acaba de chegar ao fim. A situação de um tempo para cá foi ficando insuportável por algum problema muito sério entre vocês, e a história “se acabou”. A pessoa que você tanto ama(va) não está mais ao seu lado, vocês não curtem mais os mesmos programas juntos, não riem das mesmas bobeiras nem fazem outras coisas leves e gostosas que os casais costumam fazer.

Para piorar a “solidão”, você agora parece ser bombardeado por vozes, cheiros, olhares e canções que só trazem lembranças cada vez mais latentes. E, simultaneamente, um misto de sensações terríveis tenta tirar a sua paz: suas forças sendo aparentemente arrancadas, uma angústia insuportável em seu coração, um profundo vazio em seu interior, uma vontade incessante de chorar e um ataque de pensamentos em sua mente, do tipo: “O amor da minha vida foi embora”; “não quero mais viver”; “minha vida não tem mais sentido”.

Como eu sei disso? Eu passei pela mesma experiência – e pior: desejei a morte. Mas consegui sair dessa para hoje ajudar a tantas pessoas que enfrentam o mesmo problema. Acredite, talvez a dor que você esteja sentindo agora seja muito forte, mas achar que você não vai parar de sofrer e que o melhor é morrer – ah…isso sim é uma mentira do diabo para tentar destruir você. Portanto, não dê ouvidos a essas mentiras, de maneira nenhuma!

Muitos leitores têm escrito para nós, contando-nos suas experiências e angústias vividas em namoros sem sucesso. Por isso, neste artigo, trabalharemos 5 pontos essenciais para quem quer deixar de sofrer as dores de um término de relacionamento. Vamos a eles!

1. TENHA DOMÍNIO SOBRE SUAS ESCOLHAS. Se você não permitir, nenhum ser humano pode arrebatar seu coração ao ponto de você não ter mais domínio e ânimo de viver. Sabe por quê? Porque ninguém pode tocar na sua liberdade de escolha. Deus (a quem pertence todo o poder, o domínio, a honra e a glória) nos criou à Sua imagem e semelhança, dando-nos autoridade para dominar. Sendo assim, nem Satanás pode interferir em sua escolha, muito menos as pessoas, mas, em Deus, você pode escolher dominar e ter controle em meio às mais diversas circunstâncias.

Por exemplo, quando você sofre por alguém e diz que nunca mais conseguirá ser feliz novamente, isso é uma ESCOLHA sua (e não de Satanás). Se você não escolhe mudar esse pensamento em Jesus, está agindo como um idólatra (colocando seu coração acima de Deus), e isso, sim, abre uma brecha para o diabo tocar na sua vida. Mas repare que a escolha é sua – NENHUMA pessoa, nenhum vício nem o diabo podem tocar nela. Eles podem até sugestionar você, tentando influenciá-lo, mas Deus não deu autoridade a ninguém para dominar a liberdade de escolha (que é só sua). Só você pode fazer isso, com a graça de Deus. Que verdade maravilhosa e libertadora!

2. BUSQUE SUA VERDADEIRA IDENTIDADE ESPIRITUAL. Não há como falar em vida cristã (inclusive na área sentimental) sem citar as convicções espirituais de Jesus em nós. Isso é importante porque nos reveste de segurança e certeza necessárias para fazermos a vontade de Deus – principalmente quando decisões, propostas e tentações nos batem à porta!

Antes de aceitarmos Jesus, éramos nascidos nas trevas (Colossenses 1.13). No entanto, quando nos convertemos ao Evangelho, algo extraordinário acontece: tudo se faz novo (2 Coríntios 5.17).

Quando você começa a se enxergar à luz da Palavra, crendo no que Ela diz a seu respeito, o propósito de Deus vai sendo revelado a cada dia, fazendo com que sua maior prioridade não seja buscar um amor, mas, sim, um relacionamento íntimo e sincero com Deus. Quem não quer namorar, beijar na boca, ter um casamento feliz…? Isso é maravilhoso e perfeitamente natural! Mas, muito além de todos esses sonhos, agradar ao Senhor deve ser o nosso maior tesouro, incomparável, superior até mesmo a qualquer romance.

3. DESCUBRA SEU AMOR MAIOR. Quando a gente começa a namorar, naturalmente sente aquela empolgação! Não há mal nenhum nisso. O problema é quando uma pessoa que se diz cristã nunca se empolga com Aquele que é o nosso Amor maior: Jesus Cristo! Quem ama ao Senhor acima de todas as coisas tem a maturidade necessária para um romance feliz. Por outro lado, quem ama qualquer coisa acima de Jesus tem grande possibilidade de ser uma pessoa insegura, egoísta, excessivamente ciumenta, depressiva – e infeliz em todas as áreas da vida, inclusive a sentimental. O Evangelho de Cristo nos traz esse paradoxo.

4. ORE. Em todo artigo eu falo sobre oração. Parece até chato tocar nesse assunto mais uma vez, mas infelizmente muitos cristãos sofrem porque não oram. Peça ao Senhor que o Espírito Santo conforte o seu coração e lhe dê forças para entender o propósito desse término.

5. SAIBA QUE A FELICIDADE ESTÁ DENTRO DE VOCÊ. Em meus artigos, sempre costumo falar também sobre o Espírito Santo, que habita em nós. Essa é uma verdade bíblica que por si só já poderia encerrar o assunto em questão. Mas aqui, com uma abordagem um pouco diferente, quero que você compreenda o que estou falando, para que definitivamente seja feliz e nunca mais diga que o “amor da sua vida foi embora”.

Veja-se nesta cena: num certo dia você se sente um pouco triste por estar há algum (ou muito) tempo sem alguém – carente mesmo! Mas aí, de repente, você conhece uma pessoa linda e muito interessante, e ela troca alguns olhares com você, sem lhe falar nada. Essa pessoa só dá a entender que achou você interessante. Mesmo assim, o que acontece? Seu coração dispara! (rsrsrsrsrs) Você fica agitado, ansioso, com uma alegria extrema e uma empolgação que não se pode conter.

Agora note o seguinte: essa alegria surgiu de dentro de você. Percebeu? Isso mesmo! A sua alegria só estava adormecida, mas brotou como um vulcão que acaba de despertar.

Percebi isso quando eu era solteiro – e, desde então, nunca mais fiquei correndo atrás de ninguém para ser feliz. Decidi que a minha alegria poderia ser desenvolvida comigo mesmo naquele momento. É por isso que não podemos amar alguém se não nos amamos primeiramente como consequência do amor de Cristo por nós!

Hoje, graças a Deus, sou casado, e a Claudinha (minha esposa) é a mulher que amo. Somos muito felizes (mesmo!), mas a nossa maior alegria é Jesus em nossa vida. Medite nisso, principalmente porque a Bíblia diz: “Alegrai-vos sempre no Senhor; e novamente vos afirmo: Alegrai-vos!” (Filipenses 4.4).

Depois desse relato, eis a pergunta: você depende da felicidade ou a felicidade depende de você? Espere em Deus, entregue a Cristo seus problemas e suas angústias, confie nEle, e, ao longo do tempo, sua dor será amenizada gradativamente com o seu crescimento espiritual, a ponto de você voltar a sorrir e a querer viver todos os propósitos do Senhor para a sua vida.

Por fim, como sempre faço, quero dizer que não tenho a pretensão de substituir o aconselhamento de sua liderança espiritual local; de modo algum! Mas, aliado a ele, também incentivo você, leitor, a interagir comigo. Sinta-se à vontade para escrever para mim, pelo e-mail relacionamentojovemcristao@gmail.com, e farei o possível para responder-lhe o quanto antes. Conte-me sua experiência para que, por meio dela, outras pessoas possam ser edificadas.

Até a próxima!

Marco Aurélio

Marco Aurélio Vieira, casado com Claudia Lins, é formado em Administração. Convertido há 15 anos, é membro da Igreja Evangélica Congregacional de Bento Ribeiro (IECBR) e trabalha ativamente com liderança de célula, aconselhamento (sobretudo na área sentimental cristã) e como professor de escola bíblica.

Claudia Lins, casada com Marco Aurélio Vieira, é nascida e criada no Evangelho, e tecladista no ministério de louvor da igreja em que congregam. Formada em Letras, com pós-graduação em Latim e em Mercado do Livro, atua como revisora de textos e produtora editorial.

RELACIONADO
COMPARTILHE ESTE ARTIGO:
 
mm

Marco e Claudia

Marco Aurélio Vieira, casado com Claudia Lins, é formado em Administração. Convertido há 15 anos, é membro da Igreja Evangélica Congregacional de Bento Ribeiro (IECBR) e trabalha ativamente com liderança de célula, aconselhamento (sobretudo na área sentimental cristã) e como professor de escola bíblica. Claudia Lins, casada com Marco Aurélio Vieira, é nascida e criada no Evangelho, e tecladista no ministério de louvor da igreja em que congregam. Formada em Letras, com pós-graduação em Latim e em Mercado do Livro, atua como revisora de textos e produtora editorial. Marco Aurelio e Claudia Lins escrevem quinzenalmente aos domingos.