Home Artigos Quem a gente pensa que é?

Quem a gente pensa que é?

794
0

Quem você pensa que é?” talvez seja a frase que mais apareceu nos roteiros de televisão quando acontecia uma discussão daquelas. Eu não sei porque essa frase de cinco palavras é tão usada quando os ânimos se agitam, mas eu tenho um palpite: elas causam impacto em quem está ouvindo.

Posso imaginar a cena. “Quem você pensa que é?” e, imediatamente, o ofendido torna-se para seu ofensor e diz, em tom de indignação “O QUÊ?” seguido de uma porção de palavras que prove sua identidade. Previsível, clichê. Igual a gente na vida.

O que não sabemos é que, no roteiro da vida, essa pergunta nos é feita, de maneira sutil, todos os dias. Ora ela vem de fora, ora de dentro. É o desafio da identidade. Porque ninguém é “ninguém”, entende? Todo mundo é alguma coisa. Eu, na verdade, gosto de pensar que nós somos um mundo de coisas, que temos um infinito dentro de nós. Não posso imaginar diferente ao conhecer uma das verdades espirituais mais poderosas, a que está escrito em Gênesis 1:26.

E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança (…).

Não posso evitar ficar empolgada. Sou semelhança do Criador!

Mas nem sempre eu soube disso. Eu deixei muitas coisas me definirem ao longo dos anos. Fui escrava de muitas opiniões. E elas nem precisavam ser ditas. Até o que eu achava que as pessoas pensavam me definia. É uma vida dura de se viver essa de esperar a aprovação alheia!

Ao longo da minha caminhada, eu aprendi que nem toda opinião é válida. Aprendi a ouvir as pessoas certas. Gosto de chama-las de “pessoas de grande espírito”. Aprendi que são as pessoas que realmente me amam que me dizem a verdade, e que o confronto é bom. É o que me faz crescer. Aprendi a não ter medo da verdade, porque a gente precisa de verdade. É melhor uma verdade que dói do que uma mentira que me poupa do sofrimento só enquanto eu acredito nela. Aprendi que eu estou ouvindo mentiras o tempo todo, e que, nessa multidão de informação, preciso discernir as verdades das mentiras. E, então, aprendi a mais valiosa dessas lições:

Teus pensamentos me definem,

És tudo para mim

És a minha realidade.

Claro, não foi exatamente assim, em forma de música, que eu aprendi. Foi bem menos romântico. Mas o que eu amo a respeito dessa música é que ela define em três versos o que demorei anos para aprender. Por que a gente tem que ser tão cabeça dura às vezes?

Tudo o que você precisa saber hoje é que, as capas das revistas, com mulheres perfeitas, não definem você. As celebridades, que ostentam uma vida com regalias que você nunca teve, não definem quem você é. Nem seus amigos, nem seus inimigos definem quem você é. Seu desempenho intelectual não define quem você é. Seu passado não define quem você. O abuso que você sofreu não define quem você é. Consegue ver? Não vem lá de fora, não. Vem do Céu. E, sorte sua, o Céu pode habitar em você. E Ele pode lhe contar quem você é. E, dessa vez, sem mentiras. Ele não sabe mentir. Deus é um Deus de verdade.

Quando descobrimos quem somos nele, ficamos poderosos de um poder bom. Saber quem somos nos coloca onde devemos estar, onde nascemos para estar, nosso lugar – que é só nosso, e de mais ninguém. Diante disso, caem as comparações, cai a inveja, cai o ciúme, cai a falta de confiança, cai a falta de propósito… Cai tudo aquilo que nos separava do nosso destino em Deus.

Talvez seja por causa da verdade de Gênesis 1:26 que só Nele podemos nos encontrar. Há uma conexão divina entre quem somos, quem podemos ser e quem Ele é. Corra para perguntar para Ele quem você é e deixe que Ele fale ao seu coração. A beleza é a jornada para descobrir esse infinito de coisas que podemos ser Nele. Porque, de um Deus tão majestoso, eu não poderia esperar nada que não fosse apaixonante.

Ah, quase esquecendo: QUEM VOCÊ PENSA QUE É?

Você, não sei. Eu sou tudo que Deus tiver pra mim.