Relacionamentos Abusivos


Vivemos em um mundo que nos relacionamos constantemente. Nem todos os relacionamentos são de fato amorosos, mas muitas vezes temos relacionamentos de amizade, ou entre familiares, colegas de trabalho/escola/faculdade/igreja etc., e assim vamos construindo as nossas afinidades.

Mas nem sempre conseguimos sair ilesos dos relacionamentos afetivos que construímos e as feridas que são abertas não começam no fim, mas durante. E é por isso que hoje quero escrever sobre um tema que presenciamos muito, (ou até vivenciamos de alguma maneira) mas pouco se é discutido. Vamos falar sobre RELACIONAMENTOS ABUSIVOS.

Quero listar abaixo, alguns sinais que identificam um relacionamento abusivo, e ao ler, veja se você se encaixa ou conhece alguém que está em um. Vejamos:

1– Ele faz com que você se sinta sempre errada;

2 – Ele olha para você com reprovação;

3 – Ele adora apontar suas falhas e defeitos;

4 – Ele costuma fazer acusações mentirosas a seu respeito;

5 – Ele não consegue rir de si mesmo e se sente irritado se é alvo de algum tipo de piada;

6 – Ele age com intolerância e desrespeito. É do tipo que não consegue se desculpar pelos próprios erros e coloca sempre a culpa nos outros;

7 – Ele acaba fazendo o que quer, independente da sua opinião e de seu consentimento;

8 – Na maior parte do tempo, ele age com distanciamento emocional e parece ser incapaz de demonstrar sensibilidade;

9 – Ele não demonstra empatia e compaixão;

10 – Ele divide as suas informações pessoais com outras pessoas;

11 – Ele nega que age de maneira abusiva quando é confrontado;

12 – Ciúmes Excessivos;

 

Os itens acima não são cumulativos, ou seja, você não precisa se encaixar em todos para que uma “luz de alerta” comece a piscar. Um dos maiores erros que se comete ao se relacionar com alguém que age de maneira abusiva é achar que ele pode mudar, e que você será esse instrumento.

Outro grande problema é achar, que você é culpada de alguma maneira pelo comportamento abusivo do seu parceiro. Entenda que em um relacionamento um homem e uma mulher trazem bagagens de vida junto com elas, e em sua maioria estão carregadas de atitudes distorcidas e condutas que podemos não aprovar; Portanto, devemos analisar quais bagagens que seu parceiro trás, e quais delas devem ser tratadas por Deus e por auxílio psicológico.

Um homem ou uma mulher que tem práticas abusivas não devem apenas ter acompanhamento espiritual, mas também de um psicólogo (de preferência cristão), pois nestes acompanhamentos poderão ser identificadas as raízes destes comportamentos e como tratá-los.

Se você conhece alguém que vive uma situação desta, esse é o momento para orientar pois a vítima não vê o relacionamento de uma maneira ruim, e acha que é apenas uma “fase”, que tudo pode melhorar, mas não é isso que acontece.

Um relacionamento desta forma está completamente fora dos padrões de Deus, e se você está em um, tem muitas chances de ganhar feridas visíveis e invisíveis (na alma).

O relacionamento abusivo começa aos poucos e, geralmente, a carência, baixa autoestima e solidão fazem com que a pessoa se torne dependente do outro por medo de perdê-lo. Essa dependência a impede de equacionar o prejuízo que o relacionamento causa. O resultado é uma relação doentia.

Pergunte a seus líderes e familiares a visão sincera que elas têm sobre seu relacionamento e provavelmente eles irão apontar diversas  práticas que eles desaprovam, e que consideram não ser emocionalmente saudáveis.

Muitas vezes colocar um ponto final em relacionamentos assim é difícil, mas a primeira coisa a se fazer é tomar uma ATITUDE!

Tome cuidado com relacionamentos que te escravizam, busque ajuda para se livrar desse tipo de relacionamento. O melhor conselho que posso dar é:  Conheça a pessoa com quem você vai se relacionar, pesquise sobre ela, converse bastante sem deixar que “paixonites agudas” e crises de carência falem mais alto.

Não se relacione com alguém que roube o melhor de você! Um relacionamento saudável começa quando estamos com alguém que complementam a nossa vida nos pontos positivos e nos ajudam a melhorar naquilo que não está tão legal. Você é completo, não precisa de ninguém para te completar e tapar os buracos do seu coração, pois quem faz isso é Jesus!

Procure ajuda, não sofra calada(o), busque conselheiros, e se a situação de abuso deixou de ser emocional e passou a ser física, DENÚNCIE!

Você é criação de Deus, Ele te fez dessa forma única e preciosa, antes dEle criar seu corpo físico, Ele planejou seu interior, não deixe o homem se esquecer disso e não se esqueça disso você também.

 

Deus te abençoe,

Até a próxima,

Kamila.

 

 

 

 

mm
Kamila Carvalho Borges Facebook Twitter Imprimir

Cristã, advogada, casada com Lincoln Borges.

seta

CONHEÇA NOSSA LOJA ONLINE