Renúncia: Fácil falar, difícil fazer!

O que eu desejo compartilhar no artigo de hoje, é mais uma das minhas experiências que tenho vivido. Para quem acompanha os textos que eu escrevo aqui, sabe que gosto de falar sobre aquilo que tenho vivido, pois muito mais que palavras, a nossa geração está carente de exemplos, por isso te encorajo a ser um jovem que busca intensamente viver e experimentar do Senhor, para que você possa conhecê-Lo não apenas de ouvir falar sobre Ele, mas de experimentá-Lo dia após dia.

Nestes últimos dias eu tenho vivenciado momentos atípicos, de pura novidade,  mudança de ciclo, de uma nova estação chegando. Sabemos que quando as coisas mudam externamente, provavelmente algo será mudado no nosso interior também, e assim tem acontecido na minha vida.

As estações estão mudando, Deus está mexendo no meu interior através de um recurso que é aparentemente fácil de falar, mas difícil de viver. Estou vivendo o tempo da RENÚNCIA… Palavra pequena com um significado enorme para quem experimenta.

Achei que depois que eu casasse essas “renúncias” ficariam mais fáceis de serem feitas, SÓ QUE NÃO! (rs)

Sabe quando você construiu um sonho, e depois ele é requerido de você? É isso que tem acontecido. Quando eu ouvia sobre a história em que Abraão teve que ir ao monte sacrificar Isaque, não me doía tanto, pois não foi comigo. Hoje sou eu que estou tendo que levar um “Isaque” ao monte.

Tenho entendido que parte de RENUNCIAR está intimamente ligado ao CONFIAR. Quando abrimos mão de algo que o Senhor requer de nós, devemos crer na palavra que diz: “Sua vontade é boa, perfeita e agradável”, ainda que a nossa carne doa, relute e tenha medo temos que submeter a Deus o nosso coração. A minha oração é “me ajude a descansar, me dá a Tua paz e acalma o meu interior”, e Ele faz isso!

Pode ser que aquilo que te afasta do Teu milagre é a Renuncia que você não faz!

Eu sei que renunciar pode doer, mas eu não quero viver longe da vontade do Pai. Você quer? O que você tem sonhado tanto e qual sacrifício você tem levado até o monte para fazer? Aquilo que te custa algo ou o que não te custa nada?

Quando renunciamos algo, não sabemos o que virá depois, mas podemos ter a certeza que Deus tem um plano muito melhor.

A palavra diz em Gênesis 22:2: “Acrescentou Deus:Toma teu filho, teu único filho, Isaque, a quem amas, e vai-te à terra de Moriá; oferece-o ali em holocausto, sobre um dos montes, que eu te mostrarei.”, e nos versos seguintes nada diz sobre qualquer questionamento sobre a ordenança do Senhor, Abraão simplesmente FOI.

Veja então que embora Abraão amasse profundamente seu filho, os sentimentos dele não eram maiores que o desejo de OBEDECER. Não houve nenhuma queixa do tipo “e se não der certo?!” ou “Senhor, como tu pedes meu filho?” ou “como vou fazer isso?”… Havia apenas um coração que conhecia e sabia quem era o Deus que servia.

É assim que precisamos ser: Obedientes, apaixonados, entregues, rendidos ao Senhor e a sua vontade.

Examine seu coração e veja quais são as áreas de sua vida que estão necessitando de uma renuncia, de uma entrega. Não deixe para fazer isso depois… Se Deus está te pedindo algo, não relute, apenas CREIA E FAÇA!

Nos próximos dias eu quero falar mais sobre isso. Vamos?

Deixo um trecho de uma música que eu tenho lembrado nos últimos dias, e espero que encoraje o seu coração:

“…A resposta é que eu vivo de milagres, dessa vez vai ser mais uma milagre, eu não sei como Deus irá fazer, mas eu sei vai ser PERFEITO… COMO TUDO QUE ELE FAZ!”

Deus te abençoe,

Até a próxima,

Kamila.

RELACIONADO
COMPARTILHE ESTE ARTIGO:
 
mm

Kamila Carvalho Borges

Cristã, advogada, casada com Lincoln Borges.