RISCO DE INFECÇÃO


Olá pessoal, Graça e paz!
Estou muito feliz por ter esse privilégio de ter um espaço aqui no site para escrever as experiências que tenho vivido com o Senhor.
Quero agradecer a Deus primeiramente, depois a minha amada esposa Célia por me ajudar e me incentivar a escrever, e ao ministério EU ESCOLHI ESPERAR por acreditar no meu chamado e me honrar com esse espaço. Muito obrigado!

No artigo de hoje, vou compartilhar uma experiência  que está sendo um divisor de águas na minha vida e acredito que será um fortalecimento para você também.

No mês de Março de 2017, estive por três dias em um hospital por causa do nascimento da minha filha Elisa. Eu não gosto nem um pouco de hospital e no primeiro dia de internação eu estava com um pouco de “nojo” e receio por estar ali, sabendo da quantidade de vírus e germes que se encontra naquele lugar, apesar de saber que o hospital mantém a limpeza periodicamente; mas, sempre que chego ao ambiente hospitalar, não fico confortável, quero sair imediatamente.
Quando minha esposa chegou ao leito que estava reservado para ela e minha recém-nascida filha, uma placa foi colocada: RISCO DE QUEDA E RISCO DE INFECÇÃO, a enfermeira veio nos orientar e perguntou se estávamos cientes sobre os riscos, concordamos e tivemos que assinar um documento. Bom, no segundo dia internação eu já não tomava todos os cuidados necessários referente aos detalhes, como disse anteriormente, eu não gosto de hospital, então  no primeiro dia eu nem comia as refeições oferecidas, lavava as mãos a todo instante, usava o álcool para desinfetar sempre que fazia alguma coisa ou tocava em algo, eu já eu já não estava tão cuidadoso como no primeiro dia. No  terceiro dia eu já estava completamente conformado ao ambiente, e o que sentia quando cheguei ao hospital já não me afetava mais.

O Espírito Santo me falou fortemente sobre essa experiência.  Quantas vezes quando estamos na presença do Senhor, ficamos com nojo e receio do pecado?  Fazemos de tudo para não nos contaminar, porém, quando precisamos estar em ambientes onde há pessoas doentes; onde há infecção e sujeira, será que com quanto tempo nos conformaremos com esse ambiente e nos adaptaremos a ele? Com quanto tempo deixaremos nossa armadura e ficaremos contaminados e doentes como as pessoas que nos rodeiam?  Em Efésios 6:13 O Ap. Paulo escreve:

Portanto, tomai toda armadura de Deus, para que possais resistir no dia mal e havendo feito tudo, ficar firme.(ARC).

No primeiro dia de internação eu estava de camisa de manga, calça compridas, meias e tênis… No terceiro dia eu já estava de camisa, bermuda e chinelos, pisava no chão sem problemas, já estava conformado com o ambiente, já não me preocupava. Assim fazemos quando nos conformamos com o pecado, deixamos de lado nossa armadura, e ficamos completamente vulneráveis a queda e as infecções que podem nos levar a morte.

Não vos conformeis com este MUNDO, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus. Rm 12:2

Somos a diferença nesse mundo, precisamos lutar com todas nossas forças contra o pecado e o mundo e ir contra essa cultura corrompida, sermos a luz de Jesus em nosso ambiente de trabalho, faculdade, dentro do ônibus e onde nós estivermos, para que as pessoas vejam a glória de Deus revelada em nós e através de nós e que conheçam se rendam aos pés de Jesus.

Que o Senhor te fortaleça hoje e sempre e que você seja a reposta para essa geração.

Fabricio Gama
Instagram @fabriciogama_
Facebook: fabriciosgama

seta

CONHEÇA NOSSA LOJA ONLINE