Romance virtual e seus perigos- parte 1

O avanço das redes sociais na internet estão facilitando cada vez mais a comunicação entre as pessoas, especialmente entre solteiros de sexo oposto.  Muitos, cansados de esperar por alguém, arriscam-se nos bate-papos que se dizem “cristãos” na esperança de encontrar seu futuro cônjuge. Apesar de não ser impossível encontrar uma pessoa neste meio, essa aventura por um futuro cônjuge na internet pode ser muito perigosa. Mesmo que você saiba de algum relacionamento que possa ter dado certo dessa maneira, gostaria de alertá-lo(a) sobre os perigos dessa prática para que você não se frustre mais uma vez em sua vida sentimental.

Encontrar um cônjuge é um processo complexo demais para resolver apenas por meio de redes sociais e chats. Você precisa não apenas conversar com a pessoa para conhecê-la, mas sim conviver, conhecer seus familiares, seu cotidiano, suas qualidades, seus defeitos, enfim, firmar laços de amizade. A internet permite apenas uma conversa superficial, impossível de se conhecer uma pessoa como ela realmente é. Além do mais, é inviável conhecer uma pessoa, em sua essência, somente por conversas virtuais; portanto, a tendência será, sempre, idealizar o outro apenas pelo que fala, o que poderá levá-lo à desilusão.

Nos chats as pessoas ficam como “mascaradas”, podem tentar representar muitas vezes alguém que não são elas. Cuidado com os disfarces que você ou a pessoa com quem conversa, possam estar usando quando a única relação é no “mundo virtual”, pois o dia em que você conhecê-la, poderão haver surpresas desagradáveis. Conversar virtualmente até pode ser agradável, mas nos mostra apenas uma pequena noção da pessoa que está do outro lado, como a capacidade de fazer você se sentir bem por causa das palavras que utiliza.

Nesse momento, deve-se ter prudência e muita maturidade, dando limites nos relacionamentos virtuais, uma vez que é muito fácil se expor, demasiadamente, através deste meio de comunicação. Outro risco é o vício adquirido em comunicar-se, frequentemente, e sem limites com alguém, gerando laços de afetividade que não eram apropriados para aquele momento, então apaixonam-se e acabam, muitas vezes se iludindo que aquela é a pessoa certa. Nada substitui a convivência como melhor forma de conhecer o caráter de uma pessoa.

As mulheres são campeãs em se iludir por palavras, e muitos homens, até mesmo cristãos, sabendo disso, aproveitam para seduzí-las já que é muito mais fácil se expressar quando não se está conversando pessoalmente. As pessoas se deixam enganar dessa forma por causa da carência. A carência é o fator motivador de muitas “loucuras” na vida dos solteiros, ocasionando em muitas “burradas”.

Precisamos fazer uma autoavaliação a respeito das motivações e das carências na área sentimental para evitar cair em armadilhas emocionais. A necessidade tende a anular o nosso senso de escolha, porque quando precisamos de algo com muita urgência, a tendência é agir impulsivamente:

 

para o que está com fome qualquer coisa amarga é doce” (Provérbios 27:7b)

 

Certamente, esse “mundo virtual” não garante a confiabilidade das pessoas com quem nos relacionamos. Por isso, cuidado; mantenha uma comunicação saudável, sem gerar falsas expectativas. Mulheres, homens são conhecidos muitos mais pelas atitudes do que pelas palavras! Homens não tentem conquistar uma mulher apenas por meios virtuais, busque conhecê-la em sua realidade.

Continue aplicando o princípio: não faça aos outros o que não quer que façam a você. Se você não deseja ser enganado, não engane, ainda mais se for pela internet. Isso, também, se refere a sua santidade perante à espera pelo seu futuro cônjuge. Não adianta dizer que escolheu esperar mas viver “caçando” um par nas Redes sociais. Seja sábio nos seus relacionamentos com pessoas do sexo oposto, principalmente no mundo das redes sociais.

Grande abraço,

RELACIONADO
COMPARTILHE ESTE ARTIGO:
 
mm

Simone Messina Gomez

Simone Messina Gomez. Funcionária pública e escritora cristã. Membro da Igreja Bastista Nacional de Santa Maria, RS. Autora do livro O valor de estar solteiro e de muitos outros que estão por vir! Casada com Pedro Tasca Gomez. Ministramos seminários sobre Vida de solteiro, Romance Real e Santidade. Contato: simessina@gmail.com