Sacrifício de amor

Somos egoísta em nossa herança pecaminosa, pensamos normalmente em tirar vantagens em contratos e relacionamentos, essa é a mente natural do homem decaído. Abrir mão de qualquer bem de valor em favor de outra pessoa é ponderado inúmeras, pois doar qualquer coisa é deixar de ter algo a mais.

Observe como agem naturalmente as crianças pequenas em situações que elas precisam escolher qual brinquedo brincar em meio a várias opções de brinquedos e quando existe uma outra criança também querendo brincar. Imagine a seguinte cena: uma criança ”A” é dona de 10 brinquedos e decide brincar com uma bola e uma criança “B“ escolhe brincar com um carrinho de “A”. A criança “A” é naturalmente impulsionada a querer tomar e brincar com carrinho.

Os pais ou adultos próximos normalmente reproduzem a seguinte fala: “Deixe seu amigo brincar com o carrinho e APRENDA a dividir seus brinquedos. Ora, somos socialmente ensinados a compartilhar os bens que temos e esta ação no inicio não gera uma sensação boa, pois dividir um bem nosso remete muitas vezes a abrir mão de algo que gostamos muito.

Então crescemos e aprendemos a compartilhar um pouco, mas nunca nos foi ensinado a repartir tudo o que temos. Logo, quando lemos a frases: “Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida pelos seus amigos. João 15:13” e “Deus amou a humanidade tanto que deu o único filho que tinha para dar a oportunidade a qualquer pessoa que acreditando nele não morresse eternamente, mas pudesse viver eternamente!João 3.16”(grifo meu.) Nesses textos nos defrontamos com uma realidade de sacrifício de amor em nosso favor de doação de único bem. Mas indo alem, não estamos tratando de um bem qualquer, mas sim do filho de Deus.

Toda vez que vejo e leio histórias de pessoas que sacrificam sonhos e bens me emociono e lembro que Jesus fez isso por nós. Lembro de meus pais que abriram mão de tantas coisas em meu favor, me lembro das historias de pais e mães que em meio a tragédias doaram suas vidas pra salvar seus filhos.

Gostaria de compartilhar hoje com vocês uma historia que vi hoje de uma mãe que cata papelão para ajustar um filho a se formar em medicina. Espero no Senhor que cada um de nós apreenda a sacrificar um pouco do que temos em favor de nosso próximo. Clique nesse link aqui e veja a linda história de amor de uma mãe e seu filho.

Copie e cole esse link em seu navegador:

http://g1.globo.com/bahia/noticia/2015/08/mae-coleta-reciclaveis-ha-5-anos-para-manter-filho-em-curso-de-medicina.html?utm_source=facebook&utm_medium=social&utm_campaign=g1″

RELACIONADO
COMPARTILHE ESTE ARTIGO:
 

Gustavo Pestana

Sou natural de Ilhéus-Ba, formado em psicologia e graduando em teologia. Membro da igreja batista da Urbis na minha cidade. Amo escrever e compartilhar o amor d Deus. No momento estou trabalhando com missões urbanas. Também trabalho em dois projetos sociais: Um que com crianças com câncer e um com crianças carentes.