Sem medo de ser feliz


Todos nós almejamos viver a felicidade porém seguidamente entramos em conflitos interiores perguntando-nos a nós mesmos: Será que vai mesmo acontecer???

A impressão que temos é que todo mundo consegue chegar lá, menos nós que parecemos estagnados na mesma situação. A dúvida e o medo tomam conta da mente e do coração e então nos sentimos fracassados.

O que origina esse sentimento de desesperança em nossa vida é o trauma emocional causado por decepções vividas. Acredito que a maioria das pessoas que estão lendo este texto, já viveram algum tipo de decepção na vida sentimental e estão traumatizadas. Algumas já abandonaram o sonho do casamento há muito tempo…Outras foram tomadas pela ansiedade…

Um trauma é causado por uma série de feridas numa mesma área e vai se aprofundando dentro da alma gerando sentimentos de rejeição, auto-rejeição, tristeza, desesperança, ansiedade, raiva, incredulidade, desconfiança. O trauma abre uma porta para que uma ação espiritual maligna entre em nossa vida trazendo depressão, síndrome do pânico e medo.

O processo de espera é, também, um processo de cura. Você não conseguirá passar a uma fase de realização pessoal e amorosa, enquanto não superar seus ciclos de reprovações emocionais. Quando entramos num relacionamento sem antes receber cura na alma, nossos conflitos internos vão refletir no relacionamento, prejudicando-o. Por isso, trocar de amor nunca será a melhor estratégia de esquecer o passado. O tempo não cura e se curasse, Deus não seria necessário. O tempo age como aliado ao tratamento de Deus na alma.

Todos nós um dia erramos, seja por não ter ouvido a voz de Deus ou por pensarmos que tudo estava bem. O importante é que o Senhor quer nos dar uma nova oportunidade para sermos curados. Todo processo de cura é doloroso. Nos faz lembrar de coisas que não gostaríamos mais de pensar. Mas é necessário. Muitas pessoas se fecham para o tratamento na alma e permanecem doentes.

A cura acontece quando nos entregamos ao agir do Espírito Santo. Ele nos mostra quais são os nossos sentimentos doentios. Talvez seja uma falta de perdão ou quem sabe um relacionamento que parecia perfeito, mas se desfez de repente.

Há pessoas que decidiram “lamber” as suas feridas, re-sentem cada situação, cada ofensa, cada palavra recebida e vivem num ciclo vicioso. Mas para ser curado há um preço: é preciso tomar uma postura! Chega de lamentos! Chega de lamber feridas!

A primeira coisa a fazer é decidir ser curado. Se você está acostumado a viver de ressentimento, precisará se desapegar deles. Ore ao Senhor e entregue tudo em Seu altar, mesmo que isso lhe custe muitas lágrimas.

Procure sua liderança espiritual, abra o seu coração, peça que seu líder ministre cura e libertação na sua vida. É fundamental ter um acompanhamento do seu líder ou pastor. Não tenha vergonha, pois eles são os instrumentos de Deus para ministrar cura a você.

Em alguns casos, um psicólogo cristão seria de ótima ajuda. Há problemas que são de origem espiritual e que cabem aos líderes espirituais, mas há problemas que são de ordem psicológica e precisam de um acompanhamento adequado. Quando os problemas são repetitivos e há confusão na mente, o apoio psicológico cristão deve complementar o apoio espiritual para uma mudança de hábitos nocivos.

Enfim, esse é um tempo de cura e libertação nas suas emoções. Somente quando estamos curados conseguimos viver livres, sem medo de ser feliz!

 

A glória desta última casa será maior do que a da primeira, diz o SENHOR dos Exércitos, e neste lugar darei a paz, diz o SENHOR dos Exércitos.”Ageu 2.9

mm
Simone Messina Gomez Facebook Twitter Imprimir

Simone Messina Gomez. Funcionária pública e escritora cristã. Membro da Igreja Bastista Nacional de Santa Maria, RS. Autora do livro O valor de estar solteiro e de muitos outros que estão por vir! Casada com Pedro Tasca Gomez. Ministramos seminários sobre Vida de solteiro, Romance Real e Santidade. Contato: simessina@gmail.com

seta

CONHEÇA NOSSA LOJA ONLINE