Home Artigos Ser e Existir pelo Amor

Ser e Existir pelo Amor

2330
0

“E respondeu Jesus: Em verdade vos digo que antes de Abraão nascer, Eu Sou!”
João 8.58

“Eu vos dou um novo mandamento: amai-vos uns aos outros. Como eu vos amei, assim também vós deveis amar-vos uns aos outros”.
João 13.34

Jesus em sua pregação no templo (João Cap.8) descrevia com clareza os objetivos de sua vinda, a consequência natural do pecado e a aceitação de crença na sua pessoa como Cristo. Em geral, ao conversar, responder os questionamentos dos religiosos e outros no pátio do Templo, Ele descrevia a dependência da paternidade de Deus para a realização de sua obra e a ação do pecado sobre a comunidade religiosa judaica e arredores. No final do texto Ele conclui: “antes de Abraão nascer, EU SOU”. Então é importante pensar: será que somente EXISTO ou SOU pelo amor de Jesus Cristo? Será que reconheço o Amor de Deus Pai para comigo?

Quando vivemos sob crises pessoais e/ou coração desgastado, vivemos em tristeza, o que é natural. Ser como Cristo é viver sempre em amor ao próximo entendendo que pode haver retorno/reciprocidade ou não. Nem todos estão dispostos/preparados a receber, seja para qual for a relação humana. E sempre que deparamos com isso podemos ficar tristes.

Quando Jesus afirma “como eu vos amei, assim também vós deveis amar-vos uns aos outros”, está desafiando a nós a viver por Amor. Visualizar a dependência da paternidade de Deus por Cristo é perceber que assim como Ele É antes de Abraão, nós também SOMOS, logo deixamos de ser meros EXISTENTES, mas SERES vivos pelo Amor. É viver a mesma dependência que Cristo tinha para com Deus em seu ministério como Homem. É se submeter a uma nova dimensão de compreensão de Amor. O Amor de Deus!

Jesus em seu ministério como Homem não teve aceitação total do povo (Isaías 53.3). Como consequência disso o condenaram por crimes os quais não cometeu. Sofrer por detrimento do próximo é comum, mas para realizar a obra de Cristo devemos sempre lembrar que Jesus é o perfeito Homem que morreu por nós por Amor. Provou que qualquer sofrimento é passível de cura quando amamos (1 Pedro 4.8). E se amamos, somos d’Ele. Deixamos de somente EXISTIR e SOMOS por Ele.

Dores e feridas são consequências naturais de viver, mas se SOMOS pelo amor de Cristo, estamos compreendendo que isso tudo um dia terá fim, e que estamos cada vez mais próximos de SERMOS d’Ele, por Ele, para Ele como Deus Pai e Filho para sempre! Amém!