Seu irmão merece mais cuidado do que o seu celular.

Olá queridos, tudo bem?

Quero dividir com vocês algo que Deus falou comigo esta semana sobre amar o nosso irmão e sobre amor ao próximo. Estes dias passei uma situação bem difícil e fazia muito tempo que não me sentia tão frágil emocionalmente.

Foi então que no meio da minha dor, da minha experiência difícil, alguns que se diziam meus amigos, me enviaram mensagens fazendo comentários totalmente desapropriados para o momento e para a situação.

Sabe quando vamos a um funeral, e vem uma pessoa insensível que começa a fazer comentários desapropriados, falando mal do falecido, expondo suas fraquezas, desrespeitando a dor e os sentimentos daquela família que sofre a perda do seu ente querido?

Pois é, eu vivi uma situação parecida com algumas pessoas que eu considerava bastante próximas, e isso me fez refletir bastante a respeito do nosso comportamento com o próximo.  A  capacidade que nós temos de ser cruéis e impiedosos quando queremos. Alguns de nós nutrimos mais carinho e afeição pelo nosso celular do que por aqueles que nos cercam.

Precisamos nos avaliar constantemente para sermos menos cruéis com pessoas que consideramos especiais. Precisamos permitir que o VERDADEIRO amor nos alcance e nos transforme de modo que possamos amar e olhar o nosso próximo como Ele amou e não apensas através do nosso entendimento humano.

Quando eu penso no amor que Ele tem por mim, quando eu sinto e me permito ser alcançado por Ele; tudo muda. A minha vida muda, a minha maneira de agir e de pensar também.

Olha o que a Bíblia diz em 1 Jo 3: 14-20:

14Sabemos que já passamos da morte para a vida porque amamos nossos irmãos. Quem não ama permanece na  morte. 15Quem odeia seu irmão é assassino, e vocês sabem que nenhum assassino tem a vida eterna em si mesmo.16Nisto conhecemos o que é o amor: Jesus Cristo deu a sua vida por nós, e devemos dar a nossa vida por nossos irmãos. 17Se alguém tiver recursos materiais e, vendo seu irmão em necessidade, não se compadecer dele, como pode permanecer nele o amor de Deus? 18Filhinhos, não amemos de palavra nem de boca, mas em ação e em verdade. 19Assim saberemos que somos da verdade; e tranquilizaremos o nosso coração diante dele 20quando o nosso coração nos condenar. Porque Deus é3.19,20 Ou dele, 20 pois se o nosso coração nos condenar, Deus é maior do que o nosso coração e sabe todas as coisas.

Será que nós temos amado em ação e em verdade? Porque quando vemos algo que não concordamos na vida do nosso irmão, nós primeiro julgamos antes de procurar saber o que realmente aconteceu e se oferecer para ajudar?

Reflita agora a respeito dos seus amigos e familiares. Você foi cruel com algum amigo, ou julgou precipitadamente alguém antes de saber o que aquela pessoa realmente estava passando? Se você respondeu sim, quero te encorajar a tomar uma ação e agir como Jesus agiria, exercitando seu olhar de amor e compaixão pelo seu próximo.

Se você feriu algum amigo seu, ore, peça forças ao Espírito Santo, procure esta pessoa e peça perdão a ela. Mesmo que na sua cabeça tenha sido apenas uma “bobeirinha”,uma frescura; a pessoa do outro lado pode estar bem chateada. E não vale a pena sacrificar uma boa amizade por causa de orgulho ou até mesmo por falta de empatia e compaixão.

Permita-se esta experiência e deixe que Deus te leve a um nível mais profundo de amor. Com certeza, esta experiência marcará a sua vida para sempre e você vai poder tirar grandes lições.

Que Deus abençoe a sua vida e que esta semana você possa fluir mais e mais no Senhor.

Um bjo grande,

Carla Duarte

e-mail: carladuarte.contato@gmail.com

 

 

RELACIONADO
COMPARTILHE ESTE ARTIGO:
 
mm

Carla Duarte

Solteira, 30 anos. Representante do EEE no Estado do Rio de Janeiro. Membro da Igreja Evangélica Congregacional de Bento Ribeiro, atuou na liderança de jovens por 4 anos e tem experiência com missões transculturais no Brasil e no exterior.