Suas atitudes demonstram suas escolhas?


 

Quais são suas escolhas? Suas atitudes refletem essas escolhas?
 
Sei de um jovem, que assim como você, fez certas escolhas em sua vida. Mas suas atitudes refletiam suas escolhas.
 
“Daniel resolveu que não iria ficar impuro por comer a comida e beber o vinho que o rei dava; por isso, foi pedir a Aspenaz que o ajudasse a cumprir o que havia resolvido.” Daniel 1:8
 
Outras versões trazem as palavras: Daniel decidiu ou Daniel propôs em seu coração.
 
Daniel fez uma escolha. Mas será que as suas ações refletiram essa escolha?
 
É muito fácil tomar decisões e fazer escolhas. De um modo geral, o ato de tomar uma decisão não é difícil, o difícil é de fato, demonstrar que você tomou essa decisão. O difícil é manter a decisão através de atitudes.
 
Para que você entenda a história. O rei Nabucodonosor, havia conquistado a cidade de Jerusalém, e pediu que o chefe dos serviços do palácio, escolhesse alguns  prisioneiros jovens dos israelitas, para serem servos no palácio
 
“Todos eles deviam ter boa aparência e não ter nenhum defeito físico; deviam ser inteligentes, instruídos e ser capazes de servir no palácio. E precisariam aprender a língua e estudar os escritos dos babilônios.  O rei mandou também que os jovens israelitas recebessem todos os dias a mesma comida e o mesmo vinho que ele mesmo comia e bebia. Depois de três anos de preparo, esses jovens deviam começar o seu serviço no palácio. Entre os que foram escolhidos estavam Daniel, Ananias, Misael e Azarias, todos da tribo de Judá. Aspenaz lhes deu outros nomes, isto é, Beltessazar, Sadraque, Mesaque e Abede-Nego.” Daniel 1:3-7
 
E qual foi o resultado da escolha de Daniel, no versículo 8?
 
 “Passados os dez dias, os quatro jovens israelitas estavam mais sadios e mais fortes do que os jovens que comiam a comida do rei. […] Deus deu aos quatro jovens um conhecimento profundo dos escritos e das ciências dos babilônios, mas a Daniel deu também o dom de explicar visões e sonhos.” Daniel 1:15 e 17
 
Daniel e seus amigos fizeram suas escolhas e se manteram firmes. Eles podiam comer qualquer coisa, mas escolhram não comer aquela comida oferecida no palácio e decidiram não beber o vinho. No versículo 12, lemos que Daniel pediu apenas legumes e água.
 
Que vida! Que jovem! Que compromisso e coragem!
 
Daniel enfrentou as regras. O rei ordenara que os jovens se alimentassem daquilo que ele queria que eles se alimentassem, ou seja, a mesma comida que ele comia, a mesma comida servida no palácio.
 
Mas Daniel disse não. Daniel escolheu ser diferente. Ele e seus amigos não apenas escolheram isso, mas permaneceram firmes em suas escolhas. Não vacilaram quando viram a mesa farta, repleta de todo tipo de delícias. Não se embriagaram no vinho servido no palácio. Mas escolheram fazer a diferença. E Deus honrou as suas escolhas.
 
Esse Daniel é o mesmo jovem que, mais tarde, quando o rei deu a ordem de que o povo devia fazer pedidos e prestar adoração somente a ele mesmo, Daniel abriu as janelas do seu quarto e orou a Deus. Como podemos ver no capítulo 6.
 
Daniel não escondeu suas escolhas. Daniel não teve vergonha de quem era, e não teve vergonha do seu Deus. Ele havia feito as escolhas dEle, de adorar a Deus e somente a Ele, e Daniel se manteve firme em suas escolhas. Um decreto não o impediu de ser diferente.
 
A vida de Daniel, me traz uma lição muito especial. Daniel decidiu não se contaminar com esse mundo; Daniel escolheu ser diferente e suas ações provaram isso.
 
Termino esse post com essa pergunta:
 
 Suas atitudes demonstram as suas escolhas?
 
Postado no nosso antigo blog em 19/09/2011

seta

CONHEÇA NOSSA LOJA ONLINE