VIVENDO ALÉM DOS SENTIMENTOS- PARTE 2

Os sentimentos estão sempre mudando, geralmente sem avisar. Eles não precisam da nossa permissão para oscilar, simplesmente parece que eles têm vontade própria e agem sem nenhum motivo específico. Podemos nos deitar bem, mas nos acordamos cansados e irritáveis.

Então quando surge alguém em nossa frente já começamos a dizer como nos sentimos. O mais engraçado é que na maioria das vezes falamos mais de quando nos sentimos mal do que quando nos sentimos bem.  Anunciar quando estamos mal nos parece tão reconfortante, mas quando estamos bem parece que não faz sentido falar. Poucos de nós sabem que ao falar de como nos sentimos só intensifica os sentimentos, especialmente se eles forem negativos.

                                               PENSAMENTOS-> SENTIMENTOS-> PALAVRAS

 Seus pensamentos influenciam seus sentimentos que influenciam suas palavras! Portanto se suas palavras andam amargas, seus pensamentos e sentimentos também estão amargos.

“ Quando são muitas as palavras, o pecado está presente, mas quem controla a língua é sensato.” (Provérbios 10:19)

Os sentimentos por si só não são bons nem ruins, eles são simplesmente instáveis e precisam ser administrados. Eles podem ser agradáveis e maravilhosos, mas também podem nos tornar infelizes e nos levar a fazer escolhas que venhamos a lamentar.

 As emoções desenfreadas podem ser comparadas a uma criança pequena que quer ter tudo e fazer tudo, mas não  entende o perigo que algumas coisas representam. Se o pai ou a mãe não controlarem a criança ela poderá se machucar e machucar os outros. Precisamos cuidar das nossas emoções como quem cuida de um filho. Precisamos treiná-las para nos servir e não para nos dominar.

Por exemplo…Podemos sentir vontade de excluir uma pessoa da nossa vida porque essa pessoa nos feriu ou nos tratou injustamente, mas podemos decidir orar por ela e tratá-la como Jesus trataria. Se nós excluirmos a pessoa faremos a coisa errada e perderemos a paz e a alegria, mas quando escolhemos fazer o que Deus nos instruiu em Sua Palavra, temos a recompensa de paz em alegria em nossa vida. Nesse caso utilizamos da racionalidade para condicionar nosso pensamento à Palavra de Deus e assim nossos sentimentos poderão dominados e nossas palavras controladas.

Destruindo os conselhos, e toda a altivez que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo o entendimento à obediência de Cristo. (II Coríntios 10:5)

 

Você pode ter vitória em vez de ser uma vítima. Você não precisa esperar para ver como se sente todos os dias antes de saber como agir. Você pode decidir renovar a sua mente e não ceder aos sentimentos. Escolha fazer o que é certo independente de como se sente.

Este assunto é bastante amplo e ainda tem muito a ser tratado. Nos próximos artigos continuaremos falando sobre o tema proposto.

Abraços!

RELACIONADO
COMPARTILHE ESTE ARTIGO:
 
mm

Simone Messina Gomez

Simone Messina Gomez. Funcionária pública e escritora cristã. Membro da Igreja Bastista Nacional de Santa Maria, RS. Autora do livro O valor de estar solteiro e de muitos outros que estão por vir! Casada com Pedro Tasca Gomez. Ministramos seminários sobre Vida de solteiro, Romance Real e Santidade. Contato: simessina@gmail.com