Você já viu um bebê de 40 anos?

Olá pessoal, tudo bem? Que legal! 🙂

Hoje eu estava conversando com um grupo de amigos de vários lugares da cidade sobre a possibilidade de nos encontrarmos num evento. E então algumas pessoas começaram a dizer que não iam ao evento, porque não queriam ficar sozinhas. Outras não sabiam como chegar e preferiam não ir a pedir ajuda e se virarem sozinhas.
Galeraaa, peraê! Alguma coisa não está muito certa nessa história. Não podemos condicionar a nossa vida à dependência de alguém pra nos acompanhar pra fazer alguma coisa.
Somos livres! e se você está solteiro, viva com qualidade esse tempo tão precioso da sua vida. Não deixe de receber algo bom de Deus, ou de participar de eventos, eu de fazer coisas apenas porque não tem companhia, ou porque não sabe o caminho.
Acho que estas são etapas que precisamos vencer se queremos ter um relacionamento afetivo sadio no futuro. Desfrute o seu tempo de solteiro com qualidade e fortaleça sua amizade com o Espírito Santo.
Sei que essa fala é bem clichê, mas é a mais pura verdade. Enquanto não vivermos e desfrutarmos esse sentimento de paz e plenitude em Deus, vamos continuar achando que está faltando alguma coisa e nos comportando como verdadeiros “bebês de 40 anos”.
Adultos infantilizados, imaturos e incompletos. Será que é isso que Deus espera de nós?
Por tudo que já ouvimos nessa vida, está mais do que na hora de aprendermos a caminharmos sozinhos, com as nossas próprias pernas, tomarmos nossas próprias decisões e nos responsabilizar pelas nossas atitudes e pelo nosso futuro.
“Quando eu era menino, falava como menino, pensava como menino e raciocinava como menino. Quando me tornei homem, deixei para trás as coisas de menino.”
‭‭1 Coríntios‬ ‭13:11‬ ‭NVI‬
Não estou dizendo que você deve ser um(a) rebelde, desrespeitar a opinião dos seus pais e sair “metendo o pé na porta”. Não é isso.
Mas devemos pensar que nossos pais não serão eternos e saber andar na rua e “se virar sozinho” são atitudes que fazem parte do processo de amadurecimento necessário a todos nós.
Que tal abrir espaço na sua vida para viver esse novo tempo? Entrar numa rota de colisão com a nossa zona de conforto nos impulsiona para uma nova realidade.
Pense em algumas áreas da sua vida que você precisa ser emancipado. Essa emancipação pode ser a chave de muitas coisas que você gostaria de desenvolver mas não consegue porque ainda está submetido à essa dependência.
Que Deus abençoe a sua vida e que você tenha uma semana preciosa.
Carla Duarte
carladuarte.contato@gmail.com

RELACIONADO
COMPARTILHE ESTE ARTIGO:
 
mm

Carla Duarte

Solteira, 30 anos. Representante do EEE no Estado do Rio de Janeiro. Membro da Igreja Evangélica Congregacional de Bento Ribeiro, atuou na liderança de jovens por 4 anos e tem experiência com missões transculturais no Brasil e no exterior.