VOLTE A SONHAR!

Um dia eu parei de sonhar.

Um dia eu deixei de acreditar nas coisas que almejava desde pequena.

Um dia eu achei que tudo o que me diziam era a verdade, e que não existia um amor verdadeiro.

Como já compartilhei em alguns artigos a minha vida emocional já foi bastante conturbada. Sofri em muitos relacionamentos.

Várias vezes apesar de saber que eu deveria por um fim no namoro em que estava, eu simplesmente não conseguia, pois preferia achar “ah, ele vai mudar”, ou “posso estar desistindo de uma história com alguém “importante””, e assim eu não ia ficando mais experiente em relacionamentos, eu ia me tornando um moça machucada, ferida emocionalmente, e desacreditada.

É, desacreditada mesmo, porque tudo aquilo que eu acreditava sobre romance, casamento, e todas aquelas coisas de “contos de fadas” iam caindo por terra a cada decepção.

Quando conheci meu esposo, eu simplesmente não acreditava mais no casamento, e havia decidido que não iria me casar. Sempre comentava com a minha irmã: “quando namoro eu mostro o meu melhor, achando que a outra pessoa também está, mas depois percebo que o outro vai mostrando o pior aos poucos”… As amostras de “homem cristão” que eu havia conhecido eram as piores, e olha que todos pertenciam a alguma congregação cristã. Todos diferentes, com características diferentes, mas o caráter distorcido muito parecido. Eu caia muito no erro de achar que todos que estavam dentro da igreja eram homens comprometidos com Deus. Enganava-me quando achava que pelo rapaz estar envolvido nas atividades da igreja seria um “bom partido”. Idealizava e buscava tanto aquele possível “príncipe encantado” que aceitava as amostras falsificadas que apareciam, sem nem ao menos consultar a Deus o que Ele achava. Pensava “se ninguém questiona, então Deus está de acordo”.

Gente, me enganei muito. Comecei a pensar que eu tinha o “dedo podre” para escolher, e tomei como lema “antes só do que mal acompanhada”, dei um basta nos relacionamentos e decidi: VOU FICAR SOZINHA! NÃO QUERO ME CASAR NUNCA!

Pior do que vivenciar relacionamentos conturbados e decepcionantes, é presenciar casamentos acabando… Isso eu via muito, e até dentro de casa. Essas coisas só reforçavam a péssima imagem que eu começava a ter do que era me relacionar com alguém para a vida inteira e casar. Eu me negava a viver aquilo que eu via. Eu não queria ser traída, eu não queria ser enganada, maltratada, ferida (mais do que já estava).

E foi desse jeitinho que eu encontrei o amor da minha vida. Eu tinha desistido de sonhar. Eu tinha desistido daquilo que eu sempre quis desde pequena.

Mas aos poucos o amor da minha vida foi me mostrando que os planos dEle para mim ainda estavam de pé, mesmo que eu tivesse desistido de todos eles. O amor da minha vida foi me mostrando que eu não era indigna de receber o amor que eu merecia pelo simples fato de já ter errado tantas vezes. O amor da minha vida me mostrou que eu podia sonhar, mas que eu sonharia os sonhos que ELE tinha para mim.

E foi assim que começou a minha reconstrução… Muitas vezes dentro do meu quarto, em meio a muitas lágrimas e questionamentos, quando eu perguntava “por que eu tenho que passar por tudo isso? Eu não mereço!”. Aos poucos, o amor da minha vida me mostrou que o que eu vivia era fruto das minhas escolhas e que eu deveria passar a escolher não o que eu queria (o que a minha carne gostava) mas o que eu precisava. Sim, eu precisava fazer escolhas que muitas vezes não agradavam  a minha carne, mas alegravam o coração do meu amor, do meu Deus.

Sim, o amor da minha vida era Jesus!  Eu descobri que eu deveria dar uma chance para Ele me mostrar como era incrível tê-lo ao meu lado o tempo todo, mostrando o amor que eu estava perdendo enquanto escolhia aquilo que era momentâneo e descartável. Parei de achar que os rapazes que eu namorei eram 100% culpados pelo que eu passei, pois eu poderia ter optado por fazer tudo diferente. Como o Pastor Nelson Júnior fala nos seminários, existe a maneira mais fácil e a maneira mais difícil de fazer as coisas na vida sentimental. Eu sempre escolhia a mais difícil, que me levavam aos piores caminhos.

Parei de abrir meu coração para quem estava de passagem, e decidi esperar. Não para me casar, mas para ser plenamente curada de tudo o que um dia havia me machucado. E foi assim, que eu conheci o segundo amor da minha vida. Eu ainda pensava em não me casar, mas o segundo amor da minha vida, foi usado como instrumento de Deus para me mostrar que ainda existem homens que tem um coração centrado na vontade do Pai.

Enquanto muitos queriam conhecer as curvas do meu corpo, ele quis conhecer os caminhos para o meu coração. Por mais que quisesse um beijo meu, ele queria viver um romance à maneira de Deus, e não abriria mão disso por um momento.

Ele se propôs a orar comigo e me conhecer. Ele propôs me mostrar como é um verdadeiro cristão sem dizer nada disso, pois as atitudes surtiram mais efeito do que qualquer promessa. Ele não era um príncipe perfeito, mas é imperfeitamente perfeito para mim.

E foi assim que Jesus (o primeiro amor da minha vida), usou a vida do Lincoln (o segundo amor da minha vida) para me fazer voltar a sonhar o meu maior sonho, que era CASAR.

O resto na história, vocês já sabem… Eu me casei! No dia 28/03/2015 Deus realizou o meu maior sonho, e naquele dia, o amor da minha vida, Jesus, foi entronizado e selou a benção que havia me entregado.

Naquele dia em meus votos (me lembro como se fosse hoje) eu disse ao Lincoln: “Você é o meu sonho de menina que se tornou real!”. Sim, eu voltei a sonhar! Deus realiza sonhos! Deus realiza sonhos segundo a vontade dEle!

Hoje eu quero te dizer que se a dor, a decepção, a tristeza ou qualquer outro motivo te fez parar de sonhar, o Senhor te diz e convida: “VOLTE A SONHAR!!!”- EU REALIZO SONHOS!

Pode ser que você esteja num leito de hospital, ou desempregado (a), ou passando algum tipo de dificuldade, ou decepcionado, ou acabou de terminar um relacionamento, ou simplesmente vive circunstâncias totalmente desmotivadoras, eu quero te dizer que você NÃO DEVE PARAR! O mesmo Deus que fez José sonhar um dia, acompanhou toda a jornada dele na prisão, e um dia realizou os seus maiores e mais improváveis sonhos.

O mesmo Deus que ressuscita mortos, também refaz e realiza sonhos, pois acaso há alguma coisa IMPOSSÍVEL PARA DEUS?

Você diz que está sozinho

Mas Deus diz: Estou contigo

Você diz que não tem jeito não

Mas Deus te diz que tudo é possível

Você diz: eu não posso

Você diz: eu não aguento

Diz: “meus sonhos estão perdidos

O que passou não volta mais”

Mas Deus está dizendo:

Eu ainda realizo os sonhos

Volte a sonhar, volte a sonhar

Se por um tempo a dor te fez parar

Volte a sonhar

Deus ainda realiza sonhos

Se deu tudo errado pra você

Se está no leito do hospital

Ou no chão de uma prisão

Há tempo de chorar

Há tempo de sorrir

Deus é o Senhor do tempo

Ele ainda realiza sonhos

 

Sonhe hoje! Sonhe os sonhos de Deus!

Deus te abençoe,

Até a próxima,

Kamila.

 

 

RELACIONADO
COMPARTILHE ESTE ARTIGO:
 
mm

Kamila Carvalho Borges

Cristã, advogada, casada com Lincoln Borges.