Home Relacionamento Aparências, elas enganam!

Aparências, elas enganam!

1692
0
aparências, elas enganam

Eu não tenho nada contra a boa aparência, pelo contrário, sou bem visual. Aqui em casa temos duas entradas “a porta dos fundos”- que dá na dispensa-, e a da frente que dá acesso a sala principal. Mesmo que a volta seja maior, eu sempre escolho a da frente porque eu gosto de entrar em casa e ver coisas belas. Acho que todos nós gostamos de coisas belas.

Deus também gosta! Pare pra pensar, ele foi o grande Criador do mundo. Aliás, refletindo sobre a natureza, entendo o viés criativo de Deus, tudo tão diferente, tudo tão lindo, sem comparação. Eu faço isso porque ao olharmos para nós mesmos, facilmente tiraremos nossa régua da comparação do bolso. E o nosso olhar já está treinado para enxergar um tipo específico de beleza.

Você viu a beleza ?

Comecei a refletir sobre beleza, durante uma viagem que fiz para a Ásia, escrevi sobre no meu diário na época:  “ Se você viaja mais de trinta horas para conhecer outro continente e ao fazê-lo apressadamente se dedica a compará-lo em termos de melhor ou pior com o lugar de onde você veio, então você perdeu. Perdeu a oportunidade de ver beleza. A beleza passar por nós todos os dias e a perdemos em nossas comparações e classificações, como uma criança perdida no meio da multidão.”

Por fora bela viola, por dentro…

Somos corpo, alma e espírito. Os três importam, eles são o conjunto de quem somos, mas quando Deus vai fazer sua escolha, ele vê o interior. E como vimos, não é porque ele não se importe com a estética das coisas, mas é porque a aparência por si só, não é suficiente. 

Deus nos deu um exterior e um interior, mas existe uma ordem de prioridade clara para Ele. Quando o profeta Samuel foi ungir o novo rei de Israel, foram apresentados a eles vários candidatos aparentemente melhores que Davi, mas Deus, o que disse ? “Não considere a sua aparência…” 

Ao contrário  do que muitos pensam, o arquétipo de Davi não nos ensina a irrelevância da aparência, mas sim a relevância do coração.  Assim como o confeiteiro que se importa com as camadas da torta, nem sempre visíveis, mas que são reveladas na hora do corte. 

Na cena da unção do rei Davi, somos todos como o profeta Samuel, aquele que rapidamente se baseia em fatores externos para exercer julgamento, naquele caso: a altura, beleza, força física talvez, qualquer capacidade facilmente identificada. Mas Deus buscava algo a mais, um homem que havia sido construído exatamente para aquele momento. Um homem forte, mas não só fisicamente, um homem com o coração fortalecido. Como Samuel possivelmente poderia identificar isso de primeira? Salvo por discernimento divino! Deus sabia disso. Comumente, valores interiores só se confirmam com o tempo…

 Deus tem um olhar profundo sobre nós e também deveríamos ter. Precisamos levar o nosso interior em consideração , de tal maneira que ele possa triunfar sobre a aparência. Davi edificou-se, ele era mais que um rostinho bonito. Antes de se tornar rei,  mesmo que em uma posição de anonimato, ele enfrentou seus inimigos e cumpriu diariamente com o cuidado de suas ovelhas. A alma humana anseia por mais, ansiamos por significados profundos. Para isso, devemos edificar o nosso coração. Um coração fortalecido é um coração virtuoso.  Optar por posturas virtuosas, independentemente da aceitação momentânea , fortalece o coração .

E pra fechar, assiste esse vídeo! Dicas práticas para encontrar a pessoa certa:

COMPARTILHE ESTE ARTIGO: