Home Artigos Depois do Furacão

Depois do Furacão

2725
0
Trilha sonora da vez:  Sound Of Surviving – Nichole Nordeman

 

O que é fica depois da confusão?

Instantes após o furacão é possível observar um cenário caótico. Casas destruídas, restos de construções que um dia foram tão imponentes, carros revirados e esmigalhados. Uma cidade, um estado…arrasados. Lá no fundo, quase como uma brisa, ouve-se um sussurro. Alguém sobreviveu.

Calma. Escuta com mais atenção. Consegue ouvir? Isso! Parece um outro grito. Agora está mais forte do que antes. Ressoam vozes e mais vozes no meio dos escombros. Milhares de pessoas que conseguiram suportar. Um a um surgem no horizonte.

Transporte toda essa cena hollywoodiana para um cenário, talvez, um pouco mais aconchegante: seu coração.

Algo semelhante pode acontecer conosco. Uma confusão emocional enorme como resultado de escolhas ou pessoas que permitimos entrar em nossas vidas. O que tinha tudo para ser sensacional e brilhante, torna-se uma baderna. Sonhos tão desejados viram escombros. Já conversamos um pouquinho sobre esse assunto em outro artigo. Não sei se você leu: “O Que Fazer Com Esse Furacão Emocional? ”.

A vontade de viver uma história emocionante se transforma em pequenas respiradas. Mal conseguimos ficar de pé, quem dirá sonhar?! Corações despedaçados. Ossos secos. Multidões apenas existindo. Corpos inúteis e sem sonhos.

Recuperar-se de um trauma, seja emocional ou físico, nunca foi e não é fácil. E jamais será. Nossos corações parecem aquele cenário pós-furacão: caos para todo lado! Existe vida depois da confusão?

É possível sonhar depois de ter sido magoado? Usado? Traído? Abandonado? Será que um dia seremos capazes de amar com todo o coração, mesmo depois de termos sido negligenciados, maltratados?

Há esperança no meio das ruínas?

“Deus pode restaurar e ressuscitar nossos sonhos, seja qual for o tempo de duração da dor de um ferimento aparentemente fatal na alma”. (Sharon Jaynes)

No Antigo Testamento, podemos ler uma passagem magnífica: o profeta Ezequiel é posto diante de um vale repleto de ossos secos. Um ambiente marcado por traços mortais. Não tinha vida, esperança e nem sonhos. Confere o que aconteceu:

 

“A mão do Senhor estava sobre mim, e por seu Espírito ele me levou a um vale cheio de ossos.
Ele me levou de um lado para outro, e pude ver que era enorme o número de ossos no vale, e que os ossos estavam muito secos.
Ele me perguntou: “Filho do homem, esses ossos poderão tornar a viver? ” Eu respondi: “Ó Soberano Senhor, só tu o sabes”.
Então ele me disse: “Profetize a esses ossos e diga-lhes: ‘Ossos secos, ouçam a palavra do Senhor!
Assim diz o Soberano Senhor a estes ossos: Farei um espírito entrar em vocês, e vocês terão vida.
Porei tendões em vocês e farei aparecer carne sobre vocês e os cobrirei com pele; porei um espírito em vocês, e vocês terão vida. Então vocês saberão que eu sou o Senhor’ “.
E eu profetizei conforme a ordem recebida. E, enquanto profetizava, houve um barulho, um som de chocalho, e os ossos se juntaram, osso com osso.
Olhei, e os ossos foram cobertos de tendões e de carne, e depois de pele, mas não havia espírito neles.
A seguir ele me disse: “Profetize ao espírito; profetize, filho do homem, e diga-lhe: ‘Assim diz o Soberano Senhor: Venha desde os quatro ventos, ó espírito, e sopre dentro desses mortos, para que vivam’ “.
Profetizei conforme a ordem recebida, e o espírito entrou neles; eles receberam vida e se puseram de pé. Era um exército enorme!”
(Ezequiel 37:1-10)

Vida ao invés de morte. Esperança no lugar da sequidão. Movimento! Voz! Batidas! Ar! Barulho! Vida! Sonhos!

Nenhum sofrimento é capaz de calar sua alma. Não quando você sabe Quem dá vida e força ao seu coração. Deus trouxe vida para aquele vale de ossos secos. E deseja fazer o mesmo por você.

Está na hora de você se levantar. Sua luta ainda não terminou. Você ainda está aqui. Você sobreviveu a toda confusão. Suportou o furacão. E sua história está só começando.

Apesar do rebuliço do furacão…é possível ver a esperança. Ecoando e rompendo com uma certa timidez. E ganhando força a cada instante. O caos que você vê agora é a marca de uma batalha. História de sobrevivência. A sua história.

Coragem para o processo de ressurgimento.

Lá no fundo, quase como uma brisa, ouve-se um sussurro. Você sobreviveu.

Calma. Escuta com mais atenção. Consegue ouvir? Isso! Parece uma batida. E mais outra, e outra. Agora estão mais fortes do que antes. Pulsações no meio dos escombros. Um coração inteiro que decidiu reagir.

 

COMPARTILHE ESTE ARTIGO: