Home Artigos Mansidão

Mansidão

1833
0

Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, a paz, paciência, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão…
Gálatas 5.22 e 23

Mansidão não é uma expressão muito razoável em nossa cultura.  Ela é confundida como fraqueza, fragilidade, tolice e/ou covardia. Cabe agora refutar esse entendimento por meio do fruto do espírito: o amor.

Ser manso tem a ver com aquilo que frutificamos em amor: a paz que completa e excede nosso entendimento (Filipenses 4.7) como forma de percorrer nossas passos na caminhada de espera. Mansidão é a capacidade de sofrer todas dores, maldades e injustiças permanecendo forte, corajoso, com vigor e discernimento para não me tornar malvado e cometer esses mesmos atos contra outros.

Mansidão revela caráter crescente em amor, ela representa passos leves e firmes em sua espera. Jesus Cristo destaca que, por mais adversos e difíceis que seriam alguns dias da nossa caminhada, eles não se resumiriam à isso, pois além de o fardo de Cristo ser leve, ele toma o nosso e torna nossos passos desequilibrados em firmes, corretos e leves em direção à sua proposta de amor (Mateus 11.29).

Alívio e descanso para os nossos dias de espera representam o caráter divino impresso em nós. Descansar em Deus é se revestir desse caráter amoroso e calmo. Transportamos nossas angústias e dores ao Pai, Jesus nos entrega a sua mansidão, nos reveste de seu caráter e nos guia.

Que sejamos mansos. Transportemos o amor para todos com capacidade de suportar as dores nos atinge, mas que nos fortalece. Que o caráter divino e o descanso sejam presentes em mim, e sobretudo que o amor de Jesus vença todo ódio.

 

 

 

 

COMPARTILHE ESTE ARTIGO: